Abrir menu principal

Wikipédia β

Khamis Gaddafi (Trípoli, 23 de maio de 1983Tarhunah, 29 de agosto de 2011?) foi o sétimo e o mais jovem filho do ex-líder líbio Muammar Gaddafi, e o comandante militar encarregado da Brigada Khamis do exército líbio. Ele fazia parte do círculo íntimo de seu pai.[1]

Durante a Guerra Civil na Líbia, Khamis Gaddafi foi um dos principais alvos das forças de oposição que tentavam derrubar seu pai. Houve frequentes rumores de que teria sido morto durante a guerra, primeiro em 20 de março de 2011, quando várias fontes informaram que ele havia sido morto por um piloto de caça em uma realização de uma missão kamikaze contra o complexo Bab al-Azizia ou alguma variante dessa história.[2] Em seguida, em 5 de Agosto de 2011, um porta-voz rebelde afirmou que ele tinha sido morto em um ataque aéreo, embora tenha sido negado por Moussa Ibrahim, o porta-voz do regime de Gaddafi. Mais recentemente, os rebeldes afirmaram que ele morreu em 29 de agosto de 2011, quando um helicóptero da OTAN destruiu o carro que estava viajando, mais tarde afirmou ser um técnico, mas isso foi negado pela televisão estatal da Líbia no dia seguinte[3]. Seu guarda pessoal, Abdul Salam Taher Fagri, um jovem de 17 anos de Sabha, recrutados em Tripoli, posteriormente confirmou que Khamis Kadafi foi de fato morto neste ataque.[4]

Referências

  1. «Inside Gaddafi's inner circle». Al Jazeera. 27 February 2011. Consultado em 20 June 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  2. Al Hussaini, Amira (25 March 2011). «Libya: Is Khamis Gaddafi Really Dead?». Global Voices Online. Consultado em 15 October 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. «Libyan television denies death of Muammar Gaddafi's military son». AllVoices. 30 August 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Pendlebury, Richard (2 September 2011). «The car was armoured like a tank. But that wasn't enough to save Gaddafi's son Khamis when the rebels took their vengeance». The Daily Mail. Consultado em 12 October 2011  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)