Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2016). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde junho de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Lirio Parisotto
Nome completo Lirio Albino Parisotto
Nascimento 18 de dezembro de 1953 (65 anos)
Nova Bassano,  Rio Grande do Sul,
 Brasil
Residência Manaus,  Amazonas[1]
Nacionalidade brasileiro
Fortuna US$ 1,43 bilhão (2017)[2]
Alma mater UCS
Ocupação Empresário e Investidor

Lirio Albino Parisotto (Nova Bassano, 18 de dezembro de 1953) é um empresário brasileiro e um dos bilionários mais ricos do Brasil e do mundo (1577º). É também segundo suplente do Senador Eduardo Braga (PMDB). Segundo a revista Forbes, tem uma fortuna superior a US$1,43 bilhão.[1] Tem um fundo de investimentos superior a R$1 bilhão na corretora Geração Futuro. É controlador da petroquímica Innova.[3][4][5]

BiografiaEditar

Lirio Parisotto criou a empresa Videolar em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, introduzindo no Brasil o conceito da fita de vídeo cassete gravada sob medida, na mesma duração do filme. Até então, os distribuidores de vídeos domésticos compravam fitas virgens prontas, em tempos pré-determinados, e as enviavam à duplicação das cópias.[6] Um filme de 100 minutos era gravado em fitas VHS padrão de 120 minutos. O novo processo unificou as duas atividades (exemplo: fabricar, para um filme de 100 minutos, fitas na sua exata medida, usando assim na duplicação produto magnético apenas suficiente, sem sobras de matéria-prima, obtendo-se economia de escala).[7] Parisotto observou o conceito da fita VHS sob medida quando em viagem ao Japão para conhecer a matriz da Sony, como prêmio pelo destaque em vendas de sua loja de eletroeletrônicos Audiolar, em Caxias do Sul (RS). O convite foi feito por Akio Morita, co-fundador da Sony.[8]

Em 2002, Lirio Parisotto recebeu o Prêmio Empreendedor do Ano,[9] concedido pela consultoria Ernst & Young.[10] No mesmo ano, constrói a primeira petroquímica da Região Norte para produzir o poliestireno,[11] resina plástica usada como matéria-prima na fabricação dos estojos de compact discs (CDs) e videocassetes produzidos pela Videolar,[12] além de atender à demanda de diversos fabricantes instalados no Polo Industrial de Manaus, de eletroeletrônicos, eletrodomésticos (gabinetes em geral, como os de aparelhos de ar condicionado, refrigeradores e TVs), materiais de escritório e escolar além da indústria de embalagens alimentícias.[7]

Participou do projeto de compra das operações do Grupo RBS no estado de Santa Catarina em que incluía a compra da emissora gaúcha que operava no estado, a RBS TV Santa Catarina, mas acabou saindo do projeto por problemas pessoais e optou para tocar outros negócios. Lírio possuía 25% das operações e o Grupo NC possuía os outros 75%, agora a família Sanchez possui todas as ações das operações do Grupo no estado.[13]

Em 2014, Lirio Parisotto e a Videolar adquiriram em conjunto a petroquímica Innova (Triunfo, Rio Grande do Sul), comprada da Petrobras, formando a Videolar-Innova, produtora de etilbenzeno, tolueno, monômero de estireno e poliestireno.[14] Dois anos depois, a nova empresa lançou o poliestireno expansível com a marca Newcell, resina utilizada em embalagens para alimentos, bebidas e remédios, bem como para estabilizar solos de encostas e estradas, atuando também como isolante térmico em paredes e preenchimento de lajes.[15] A estratégia declarada por Parisotto visa a substituição de importações, levando em conta o dado de que metade do que o Brasil consome em poliestireno expansível é importado.[4]

Listado em 2016 entre os 70 maiores bilionários do Brasil pela revista Forbes.[16]

Parisotto foi Vice-Presidente[17] e segue como Conselheiro Honorário da Fundação Amazonas Sustentável[18] organização brasileira não governamental, sem fins lucrativos, criada em 20 de dezembro de 2007, engajada no desenvolvimento sustentável, conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do Estado do Amazonas.[19]

Em abril de 2017, Lirio Parisotto anunciou a decisão de duplicar sua fábrica de monômero de estireno na petroquímica de Triunfo (RS), com investimento de R$ 500 milhões, para alcançar a capacidade produtiva de 420 mil toneladas/ano a partir de abril de 2019. O contrato de fornecimento de matérias-primas assinado com a petroquímica Braskem[20] assegurou as substâncias benzeno e eteno, componentes do etilbenzeno que, por sua vez, dá origem ao monômero de estireno fabricado pela Innova em Triunfo.[21]

O monômero de estireno é matéria-prima estratégica para itens como asfalto, pneus, tintas, borrachas e resinas. Está presente em aplicações como tratores, botões de camisa, tecidos, tanques de postos de gasolina, piscinas, assentos de ônibus. É também insumo essencial das resinas fabricadas pela petroquímica controlada por Parisotto[22]: os poliestirenos de uso geral (GPPS), alto impacto (HIPS) e o poliestireno expansível (EPS) Newcell, cuja fabricação foi iniciada em 2014.[4]

Em paralelo à decisão de duplicar sua fábrica de monômero de estireno, Parisotto anunciou também que a companhia passaria a adotar exclusivamente a marca Innova,[23] eliminando a expressão Videolar, associada ao mercado do entretenimento, predecessora da atual atividade petroquímica e de transformação de plásticos. A companhia manteve Videolar-Innova S/A para a razão social.[24]

Vida pessoalEditar

Natural de Nova Bassano no Rio Grande do Sul. Passou infância e adolescência na área rural da Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul.[7]

Cursou o seminário para tornar-se padre e formou-se em medicina[25] pela Universidade de Caxias do Sul.[26]

Denúncia de Agressão a Luiza BrunetEditar

Lírio Parisotto namorou Luíza Brunet. Foi denunciado por agredi-la em 2016. Segundo Luíza, Lírio lhe dera um soco no olho e uma sequência de chutes que lhe teriam quebrado quatro costelas.[27][28][29] Devido à denuncia, o Ministério Público de São Paulo proibiu Lirio de se aproximar e de manter contato com Luíza.[30] Lírio afirma também que Luíza já o havia agredido em 2015, quando precisou tomar 10 pontos.[31]

PoliticaEditar

Em 2010, foi convidado pelo então candidato a senador pelo Amazonas, Eduardo Braga, para participar de sua chapa eleitoral.[32] Com a vitória de Braga ao senado, Lirio tornou-se segundo suplente do senador.[33]

Referências

  1. a b «Lirio Parisotto». forbes.com 
  2. http://www.forbes.com/profile/lirio-parisotto/>
  3. «Videolar-Innova aprova expansão de R$ 500 milhões». valor.com.br 
  4. a b c «Lirio Parisotto joga as suas fichas na Videolar-Innova». valor.com.br 
  5. «GaúchaZH». zh.clicrbs.com.br 
  6. «10 empresários que ganharam milhões de reais, saindo do zero - EXAME». exame.abril.com.br 
  7. a b c Vidigal, Marina, Para Ser Grande. São Paulo, Editora Original, 296 p
  8. «Globo.com». revistapegn.globo.com 
  9. «Cópia arquivada». Consultado em 8 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2017 
  10. «Notícias: Últimas notícias sobre empreendedorismo, varejo, comércio, inadimplência, economia, inovação, mercado, franquias, legislação, eventos, crédito - Pequenas Empresas & Grandes Negócios - EDT MATERIA IMPRIMIR - Kimberlit, fabricante de fertilizantes e adubos, vence prêmio empreendedor da Ernst & Young». revistapegn.globo.com 
  11. Revista Exame, edição de 04 de novembro de 2009
  12. «Broadcast». Broadcast 
  13. Citação vazia (ajuda) http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2016/08/1804564-lirio-parisotto-deixa-sociedade-do-grupo-rbs.shtml
  14. «Procurador-Geral de Justiça acompanha inauguração de fábrica de poliestireno da Videolar-Innova». Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul 
  15. «Vídeolar-Innova inaugura fábrica no Polo Petroquímico de Triunfo». wordpress.com. 23 de junho de 2016 
  16. «70 maiores bilionários do Brasil em 2016». Consultado em 29 de agosto de 2016 
  17. «Relatório de atividades 2013». issuu.com 
  18. «Fundação Amazonas Sustentável » Organograma e Conselhos». fas-amazonas.org 
  19. «Fundação Amazonas Sustentável » A FAS». fas-amazonas.org 
  20. ww.valor.com.br/empresas/4939154/videolar-innova-aprova-expansao-de-r-500-milhoes
  21. «Videolar-Innova fará aporte de R$ 500 milhões». bvmi.com.br 
  22. «Na petroquímica Innova não há saudades da Petrobras - EXAME». exame.abril.com.br 
  23. Comércio, Jornal do. «Fábrica da Innova terá R$ 500 milhões para ampliação». uol.com.br 
  24. «Estireno: Videolar-Innova quer dobrar capacidade em dois anos - Plásticos em Revista». plasticosemrevista.com.br 
  25. «Negócios e Carreira - NOTÍCIAS - As virtudes dos bem-sucedidos». revistaepoca.globo.com 
  26. «Como o médico Lírio Parisotto se tornou um dos maiores investidores de ações do País? - Saúde Business». saudebusiness.com 
  27. «Luiza Brunet diz ter sido espancada por Lírio Parisotto - ISTOÉ Independente». istoe.com.br. 1 de julho de 2016 
  28. «Luiza Brunet acusa marido de agressão e de quebrar costelas». globo.com. 1 de julho de 2016 
  29. Line, A TARDE On. «Luiza Brunet diz ter sido espancada por ex-namorado». uol.com.br 
  30. «Lírio Parisotto está proibido de se aproximar de Luiza Brunet, diz MP». 1 de Julho de 2016. Consultado em 1 de Julho de 2016 
  31. «Ex-marido diz no Instagram que já foi agredido por Brunet e levou 10 pontos». globo.com. 4 de julho de 2016 
  32. «5 políticos mais ricos do Brasil segundo a Forbes». Consultado em 6 de Julho de 2016 
  33. «Lirio Parisotto (155/PMDB) - Políticos do Brasil». Cópia arquivada em 3 de julho de 2016 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.