Lúcio Cornélio Lêntulo (cônsul em 3 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Lúcio Cornélio Lêntulo.

Lúcio Cornélio Lêntulo (em latim: Lucius Cornelius Lentulus; 42 a.C.4 (45 anos)) foi um político e general romano da gente Cornélia eleito cônsul em 3 a.C.. Lêntulo provavelmente era filho de Lúcio Cornélio Lêntulo Cruscélio, cônsul sufecto em 38 a.C., com Sulpícia.

Lúcio Cornélio Lêntulo
Cônsul do Império Romano
Consulado 3 a.C.
Nascimento 42 a.C.
Morte 4 d.C.

HistóriaEditar

Aliado de Tibério, Lêntulo foi eleito cônsul juntamente com Marco Valério Messala Messalino em 3 a.C.. Por volta de 4 d.C., foi nomeado procônsul da África[1] e, durante seu mandato, lutou contra revoltas das tribos nativas no sul da província e além de suas fronteiras. Durante uma expedição ao deserto da Líbia em busca da tribo dos nasamões, Lêntulo foi morto[2].

FamíliaEditar

Lêntulo se casou em algum momento, mas não se sabe o nome de sua esposa. Ronald Syme sugere uma filha Públio Cornélio Cipião ou de Públio Cornélio Lêntulo Marcelino, mas não excluiu uma Emília Lépida[3]. Ele teve uma filha, Cornélia Lêntula, que se casou com Lúcio Volúsio Saturnino, cônsul sufecto em 3 d.C.[3].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
Caio Calvísio Sabino

com Lúcio Passieno Rufo
com C. Célio (Rufo?) (suf.)
com Galo Sulpício (suf.)

Lúcio Cornélio Lêntulo
3 a.C.

com Marco Valério Messala Messalino

Sucedido por:
Augusto XIII

com Marco Pláucio Silvano
com Caio Fúfio Gêmino (suf.)
com Lúcio Canínio Galo (suf.)
com Quinto Fabrício (suf.)


Referências

  1. Syme, Revolution, p. 435
  2. Roller, Duane W., The World of Juba II and Kleopatra Selene: Royal Scholarship on Rome's African Frontier (2003), p. 109
  3. a b Syme, Aristocracy, p. 252

BibliografiaEditar

  • Syme, Ronald (1939). The Roman Revolution (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  • Syme, Ronald (1986). The Augustan Aristocracy (em inglês). [S.l.: s.n.]