Abrir menu principal

Ladislau Netto

botánico brasileño
Ladislau Netto
Nascimento 1838
Morte 1894 (56 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação botânico

Ladislau de Souza Mello Netto (1838-1894) foi um botânico brasileiro, diretor do Museu Nacional do Rio de Janeiro.

BiografiaEditar

Ladislau Netto foi nomeado diretor-subtituto do Museu Nacional, em 1870, sendo efetivado no cargo em 1876, pelo Imperador do Brasil, Dom Pedro II, que pretendia fazer daquele museu um grande centro de exposição e aprendizado científicos. O apoio imperial fez de Ladislau Netto o cientista mais influente do Brasil de sua época.

Foi casado com Laurentina Muniz Freire Netto ou Laurentina Netto, que foi uma das 4 mulheres a colaborar para a "Polyanthea commemorativa da inauguração das aulas para o sexo feminino do imperial lycêo de artes e officios" e também para o "Domocrotema Commemoratur do 26º aniversário do lyceo de artes e officios do Rio de Janeiro". D. Laurentina foi também membro do conselho superior do Museu Nacional Escolar, em 1885, conforme publicação na Gazeta de Notícias de 29/07/1885.

Em 1876, fundou a Revista do Museu - que ainda hoje é publicada - e contratou vários cientistas estrangeiros, incluindo Fritz Müller, Emílio Augusto Goeldi, Domingos Soares Ferreira Penna, Hermann von Ihering, Wilhelm Schwacke, Orville Derby, Gustave Rumbelsperger e outros.

Ladislau Netto foi um inimigo da escravidão, como pode-se notar no discurso efetuado por ocasião da entrega da legendária jangada libertadora dos mares do Ceará ao Museu Nacional ( "Anais do Museu Histórico Nacional Volume I - 1940" http://docvirt.com/docreader.net/DocReader.aspx?bib=mhn&pagfis=9555)

Em 1882, o Museu Nacional, sob sua direção, promoveu uma grande Exposição Antropológica, que teve repercussão internacional.

Com a queda da monarquia, em 1889, Ladislau Netto perdeu seu prestígio, aposentando-se em 1893.

BibliografiaEditar

  • Lopes, Maria Margareth. O Brasil descobre a pesquisa científica: os museus e as ciências naturais no século XIX. São Paulo: Ed. Hucitec, 1997. pag. 206
Precedido por
Francisco Freire Allemão de Cysneiros
Diretor(a) do Museu Nacional
1874 — 1893
Sucedido por
Amaro Ferreira das Neves Armond
  Este artigo sobre um botânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.