Leslie Leiserowitz

Leslie Leiserowitz (em hebraico: לסלי ליזרוביץ; Joanesburgo, 1934) é um químico e cristalografista israelense.

Leslie Leiserowitz
Nascimento 1934
Joanesburgo
Cidadania Israel
Alma mater
Ocupação cristalógrafo, engenheiro
Prêmios
Empregador(a) Instituto Weizmann de Ciência

Leiserowitz estudou engenharia elétrica na Universidade da Cidade do Cabo com um diploma de bacharel e, em seguida, trabalhou brevemente como engenheiro eletricista e recebeu o título de mestre em física (cristalografia de raios-X), orientado por Reginald William James. Em 1959 ingressou no Departamento de Cristalografia de Raios-X do Instituto Weizmann de Ciência sob a orientação de Gerhard Schmidt, um aluno de Dorothy Crowfoot Hodgkin. O grupo do Instituto Weizmann tem reputação internacional em química do estado sólido. De 1966 a 1968 ele montou o Departamento de Cristalografia de Raios-X de Química Orgânica na Universidade de Heidelberg, a convite de Heinz Staab. Lá, desenvolveu e instalou programas de computador usando o método direto dos ganhadores do Prêmio Nobel Herbert Hauptman e Jerome Karle.

De volta ao Instituto Weizmann, Leiserowitz trabalhou na síntese de moléculas para a investigação de várias interações moleculares usando cristalografia de raios-X (engenharia de cristal). Em colaboração com cientistas dinamarqueses, também usou difração de raios-X para investigar filmes moleculares finos com radiação síncrotron no DESY em Hamburgo.

Ele e Meir Lahav trabalham juntos há muitos anos no controle estereoquímico da formação e do crescimento de cristais com impurezas específicas.

Também atua na pesquisa da malária, estudando patógenos da malária usando microscopia de raios-X (imagens de fluorescência do ferro após a exposição de raios-X em células vermelhas do sangue infectadas) e estudando drogas antimaláricas, como compostos de quinolina. O patógeno da malária decompõe a hemoglobina, produzindo um heme venenoso que se fixa nos cristais de hemozoína. As quinolinas impedem o crescimento dos cristais de hemozoína. Leiserowitz e Ronit Buller modelaram o crescimento dos cristais de hemozoína usando simulação computacional e descobriram que suas superfícies de cristal eram ideais para o encaixe das quinolinas. Isso explicou a ação de certos agentes antimaláricos e deu orientações para um projeto aprimorado de medicamentos.[1][2]

Em 1987 recebeu a Medalha e Dissertação Prelog,[3] em 2002 o Prêmio Gregori Aminoff[4] junto com Meir Lahav, o Prêmio Israel em 2016,[5][6] o Prêmio EMET em 2018[7] e o Prêmio Wolf de Química[8] em 2021 juntamente com Meir Lahav. Em 1997 Leiserowitz foi eleito membro da Academia Leopoldina.[9]

Publicações editar

  • Addadi, L.; Berkovitch-Yellin, Z.; Domb, N.; Gati, E.; Lahav, M.; Leiserowitz, L. (1982). «Resolution of conglomerates by stereoselective habit modifications». Nature. 296 (5852): 21–26. Bibcode:1982Natur.296...21A. doi:10.1038/296021a0 
  • Berkovitch-Yellin, Z.; Addadi, L.; Idelson, M.; Leiserowitz, L.; Lahav, M. (1982). «Absolute configuration of chiral polar crystals». Nature. 296 (5852): 27–34. Bibcode:1982Natur.296...27B. doi:10.1038/296027a0 
  • VAIDA, M.; SHIMON, L. J. W.; WEISINGER-LEWIN, Y.; FROLOW, F.; LAHAV, M.; LEISEROWITZ, L.; MCMULLAN, R. K. (16 de setembro de 1988). «The Structure and Symmetry of Crystalline Solid Solutions: A General Revision». Science. 241 (4872): 1475–1479. Bibcode:1988Sci...241.1475V. PMID 17790041. doi:10.1126/science.241.4872.1475 
  • Vaida, M.; Shimon, L. J. W.; Van Mil, J.; Ernst-Cabrera, K.; Addadi, L.; Leiserowitz, L.; Lahav, M. (1989). «Absolute asymmetric photochemistry using centrosymmetric single crystals. The host/guest system (E)-cinnamamide/E-cinnamic acid». Journal of the American Chemical Society. 111 (3): 1029–1034. doi:10.1021/ja00185a036 
  • WEISSBUCH, I.; ADDADI, L.; LEISEROWITZ, L. (9 de agosto de 1991). «Molecular Recognition at Crystal Interfaces». Science. 253 (5020): 637–645. Bibcode:1991Sci...253..637W. PMID 17772367. doi:10.1126/science.253.5020.637 
  • Weissbuch, Isabelle; Lahav, Meir; Leiserowitz, Leslie (2003). «Toward Stereochemical Control, Monitoring, and Understanding of Crystal Nucleation». Crystal Growth & Design. 3 (2): 125–150. doi:10.1021/cg0200560 

Bibliografia editar

  • Oral History Interview with Ute Deichmann, Jacques Loeb Centre for History and Philosophy of the Life Sciences, Ben-Gurion Universität, 2013

Referências

  1. Malaria's Achilles' Heel, Weizmann Institut, 1 de outubro de 2003
  2. Buller, Ronit; Peterson, Matthew L.; Almarsson, Örn; Leiserowitz, Leslie (2002). «Quinoline Binding Site on Malaria Pigment Crystal: A Rational Pathway for Antimalaria Drug Design». Crystal Growth & Design. 2 (6): 553–562. doi:10.1021/cg025550i 
  3. Frühere Prelog-Lektoren und deren Laudatien
  4. Gregori Aminoff Prize 2002
  5. «Weizmann professors claim Israel Prize in chemistry and physics». haaretz.com. 7 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  6. Israel Prize recipients
  7. EMET Prize 2018 (em hebraico)
  8. Wolf Prize in Chemistry 2021
  9. «Mitgliederverzeichnis». leopoldina.org. Consultado em 1 de outubro de 2021