Abrir menu principal

Wikipédia β

Violeiro (Luthier)

(Redirecionado de Luthier)
Uma visão romântica da luteria de Antonio Stradivari, pelo pintor inglês Edgar Bundy (1893).

Violeiro(português europeu)[1] [2] [3] [4], guitarreiro(português europeu)[2] [5] [6], luteiro[7][8][9] ou luthier(português brasileiro)[10] [11][12] é um profissional especializado na construção e no reparo de instrumentos de cordas beliscadas, com caixa de ressonância. Isto inclui o violão, violinos, violas, violoncelos, contrabaixos, violas da gamba e todo tipo de guitarras (acústica, elétrica, clássica), alaúdes, archilaúdes, tiorbas, e bandolins.

Índice

Etimologia e semânticaEditar

A palavra violeiro é portuguesa e derivada de viola, do occitano viola. Designa um fabricante de violas e outros instrumentos musicais de corda. A palavra luthier é francesa e deriva de luth (alaúde). Os termos violaria, ou luteria[13] (do francês lutherie aportuguesado[14]) designam a arte da construção de instrumentos de cordas ou, por metonímia, o ateliê, ou uma loja desses instrumentos.

Originalmente, em português, o nome mais usual para designar o ofício de contructor de violas é o de “Violeiro”, existindo também a forma “Guitarreiro” desde os séculos XV e XVI, pela simples razão de que a palavra Guitarra, designava nessa época uma das variantes da Viola de mão[15] [16] [17]. Todos os documentos oficiais mencionando artesãos que constroem ou reparam instrumentos de cordas desde o século XVI até inicio do século XIX no Brasil Colônia e em Portugal , e depois em Portugal, nos Palop, em Macau e em Timor adoptam a forma "Violeiro" até ao inicio do século XXI[18][19], insistindo ainda em 2016 António Luciano, violeiro famoso do Porto que exporta para todos os continentes, em usar o qualificativo português "violeiro", e não luthier, que é a mesma coisa "mas para quem é francês"[16].

A palavra Luthier é de grande occorência no Brasil contemporâneo, mas é de introdução mais recente nos dicionários da língua portuguesa[20], e ainda não sistemática devido ao seu caráter de galicismo, havendo termo vernáculo equivalente em língua portuguesa[21] . Em contrapartida, no Brasil a palavra "Violeiro" é frequentemente empregada para designar o próprio tocador dum instrumento de cordas, sendo essa variação de léxico específica ao português brasileiro pelo menos desde fins do século XIX[22], e admitida pelos dicionários. Em Portugal o tocador de viola é chamado de "Violista", ou "Guitarrista". No entanto não é raro quotidianos brasileiros como a Folha de São Paulo empregarem também a palavra "Violista"[23].

Grandes violeiros italianos e portuguesesEditar

Uma grande referência internacional de violeiro é Antonio Stradivari (1644-1737), ou Stradivarius, como era conhecido. Outros violeiros famosos são Nicolò Amati (1596-1684), que foi o mestre de Stradivari, e Giuseppe Guarnieri (1698-1744), também discípulo de Amati - todos cremoneses. Também Portugal teve grandes violeiros de renome, homenageados em 2007 pelo compositor e instrumentista português Pedro Caldeira Cabral[24]. No século XVII, estes artesãos tinham as suas oficinas na Rua dos Escudeiros, na freguesia de São Nicolau de Lisboa e, como nota Lambertini, no século seguinte, passaram alguns para o Poço do Borratem, em Lisboa[15]. Entre os mais célebres violeiros portugueses, podem citar-se com menção do tipo de instrumentos que sobreviveram:

  • Belchior Dias[18] [25] [26], século XVI, Lisboa (dele conhecem-se três exemplares belíssimos de violas de mão de cinco e seis ordens, estando um deles no Royal College of Music de Londres, datado de 1581, e os restantes no Shrine to the Music Museum, South Dakota e nas reserrvas do Musée de la Musique, em Paris).
  • Diogo Dias, Lisboa, nomeado "violeiro pessoal de D. João III" por carta do 24 de Março de 1551[27]
  • Manuel Correa de Almeida (1693, “violeiro da Raynha N/S”, R.Dta. da Esperança, LXa.)

No século XIX desenvolveram-se núcleos de produção com intensa actividade em várias cidades cobrindo as principais regiões do país, dando origem a verdadeiras “escolas” de violaria, geralmente conhecidas como a “escola” do Porto, a de Coimbra e a de Lisboa[24].

Alargamento do sentido da palavra luthier no BrasilEditar

Em sentido específico, a luteria é a arte que trabalha apenas com instrumentos de corda, como o violão, o violino ou o baixo[29][30] [31], mas por alargamento encontra-se no Brasil o uso do termo Luthier para denominar todos os profissionais que trabalham com todos os instrumentos, seja de corda, sopro ou percussão. Assim, em sentido amplo, a palavra Luthier pode designar no Brasil um profissional responsável por construir, manter e afinar instrumentos, portanto deve entender bem das especificidades de cada um deles. Luthier pode então trabalhar de diversas maneiras e locais diversos como em lojas de instrumentos musicais, assessorando os cliente, realizando manutenções e em fábricas de instrumentos: cuidando exclusivamente da construção de instrumentos em suas próprias oficinas. Muitas vezes, os luthiers possuem clientes fixos como bandas militares, orquestras, filarmônicas, bandas convencionais, etc. [carece de fontes?] No entanto essa definição larga não consta nos dicionários da língua portuguesa.

Referências

  1. «violeiro». www.dicio.com.br. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  2. a b «violeiro». www.infopedia.pt. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  3. «violeiro». pt.wiktionary.org. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  4. Dicionário Moderno de Português-Francês Porto Editora. [S.l.]: Intangible Press. 12 de Maio de 2012. Entrada "Luthier".  Verifique data em: |ano= (ajuda);
  5. «Guitarreiro». dicionarioportugues.org. Consultado em 17 Juillet 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «GUITARREIRO». www.priberam.pt. Consultado em 17 de Julho de 2015 
  7. «Luteiro». www.infopedia.pt. Consultado em 7 de abril de 2018 
  8. luteiro, lu.tei.ro, luˈtɐjru, nome masculino, profissional que fabrica ou repara instrumentos musicais de corda com caixa de ressonância (como a guitarra, o violino, etc.); luthier. Do francês luthier, «fabricante de instrumentos de cordas». Luteiro in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-04-07 12:02:41].
  9. Também se encontra, embora raramente, o uso da palavra italiana Liutaio, liuˈtajo, «fabricante de instrumentos de cordas», para designar os grandes violeiros italianos.
  10. Dicionário Priberam da Língua Portuguesa: "luthier"
  11. Dicionário Houaiss: luthier
  12. Dicionários Porto Editora. Infopédia: luthier
  13. Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa: luteria, s.f.
  14. Dicionário Houaiss: lutherie
  15. a b Angelo Lambertini, Michel; Dr.Sousa Viterbo (em fontes primárias) (1914). Indústria Instrumental Portuguesa. Lisboa: [s.n.] 
  16. a b Vieira, André (18 de Julho de 2016). «Há um Porto de guitarras, a levar sons para todo o mundo». Público. Consultado em 7 de abril de 2018 
  17. "António Luciano é um "violeiro" – assim se define. É português, faz violas, por isso é violeiro e não luthier, que é a mesma coisa, “mas para quem é francês”." (Entrevista do violeiro português António Luciano au Publico, 16 de Junho de 2016.)
  18. a b «Regimento dos Carpinteiros e Pedreiros (1501-08-24 – 1710-01-13)» (PDF). Cadernos do Arquivo Municipal, Série N.° 1 (janeiro-Junho 2014). 
  19. a b Paulo Castagna, Maria Teresa Gonçalves Pereira e Maria José Ferro de Sousa (2012). As músicas luso-brasileiras no final do antigo regime: repertórios, práticas e representações, Colóquio Internacional realizado na Fundação Calouste-Gulbenkian de Lisboa, entre 7-9 de junho de 2008. [S.l.]: Fundação Calouste-Gulbenkian 
  20. Ausência de entrada "Luthier" em todos os dicionários da língua portuguesa da Porto Editora até aos anos 2000.
  21. «Luthier». https://www.dicio.com.br/. Consultado em 7 de abril de 2018 
  22. Almeida Júnior, O Violeiro, 1899.
  23. Folha de São Paulo, 20/05/2011, 24/01/2012, 06/07/2012.
  24. a b Caldeira Cabral, Pedro (9 de junho de 2007). «Construtores da Guitarra Portuguesa». fadotradicional.wixsite.com. Consultado em 7 de abril de 2018 
  25. "Diz Belchior Dias violeiro e examinado de Cordas de violla eleito do seu offiçio deste anno de seiscentos quorenta e seis como procurador do dito offiçio [f. 208] que em os ditos offiçios ha tres offeçiais examinados que ha mais de treze annos que não uzão dos ditos offiçios nem tem tenda como he hum Martim Pedro que serue na Cozinha dos frades da Trindade e Thome Goncalues que aleuanta Carne no Curral do chão e hum João Monteiro que fas negoçios e porque he descredito da Bandeira do bem aventurado são Jozeph votarem os tais homens e com outros offeçiais não votão senão os offeçiais que uzão do seu offiçio." Regimento dos Carpinteiros e Pedreiros (1501-08-24 – 1710-01-13), Livro 1º de acrescentamento dos regimentos dos oficiais mecânicos, f. 197v.-215.
  26. Silva, Luís. «Breve História da Viola Braguesa, por Luís Silva : A Propósito de "Moda Velha"». Consultado em 7 de abril de 2018 
  27. «RCM Museum of Instruments Catalogue Part III: European Stringed Instruments» (PDF). issuu.com. 13 de novembro de 2014. Consultado em 7 de abril de 2018 
  28. As informações referentes a violeiros do século XVIII, são hoje bastante mais completas do que no tempo de Lambertini e nalguns casos é possivel encontrar provas da actividade de violeiros pelo exame de “oficial mecânico” a que foram sujeitos e, claro está, pela observação directa das peças que produziram e que chegaram até nós. Devemos uma lista de nomes referentes à cidade de Braga, ao trabalho excelente do Doutor Aurélio de Oliveira, que investigou também com minúcia a história do violeiro Domingos José de Araújo, natural desta cidade.
  29. «Luteria». Infopédia - Dicionários Porto Editora. 2013–2018. Consultado em 7 de abril de 2018 
  30. Luteria, lu.te.ri.a, lutəˈriɐ, nome feminino. 1. profissão de luteiro ou luthier; arte de fabricar ou reparar instrumentos musicais de corda com caixa de ressonância, como a guitarra, o violino, etc. 2. oficina ou loja onde trabalha o luteiro ou luthier 3. conjunto de instrumentos musicais de corda com caixa de ressonância. Do francês lutherie, «idem». Luteria in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-04-07 12:17:48].
  31. Dicionário Porto Editora da Língua Portuguesa. [S.l.]: Intangible Press. 12 de maio de 2012. Entrada Luteria  Verifique data em: |ano= (ajuda)

Ver tambémEditar



  Este artigo sobre uma profissão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.