Márcio Matemático

Disambig grey.svg Nota: Para o profissional da matemática, veja Matemático.

Márcio José Sabino Pereira, mais conhecido como Márcio Matemático (Rio de Janeiro, 29/01/1975 - Rio de Janeiro, 11/05/2012), foi um criminoso brasileiro, conhecido por ser traficante de drogas e homicida.[1] Foi considerado um dos bandidos mais perigosos do Rio de Janeiro até sua morte, em 2012.[2]

Márcio Matemático
Data de nascimento 29 de janeiro de 1975
Local de nascimento Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Data de morte 11 de maio de 2012 (37 anos)
Local de morte Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade(s) Brasil brasileira
Crime(s) Tráfico de drogas, Formação de quadrilha, Homicídio e Assalto

BiografiaEditar

Membro da facção criminosa Terceiro Comando e posteriormente de sua dissidência, o Terceiro Comando Puro, Márcio Matemático era um dos principais assessores do traficante Robinho Pinga[3], morto em 2007. Após a morte deste "herdou" o controle dos pontos de venda de droga.[1]

MorteEditar

Márcio estava preso mas foi liberto após receber o benefício do regime semiaberto em 2009, nunca mais retornando à prisão.[1] Finalmente, após intensa caçada policial e troca de tiros com policiais que o perseguiam num helicóptero, foi encontrado morto em um carro, horas após o cerco a seu reduto, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.[2]

Ao morrer Matemático era considerado um dos traficantes mais antigos da cidade, o que o fazia ser respeitado na hierarquia do crime. [4]

Referências