Zona Oeste (Rio de Janeiro)

Regiao de Rio de Janeiro
(Redirecionado de Zona Oeste do Rio de Janeiro)

A Zona Oeste do Rio de Janeiro é uma área geográfica da capital fluminense.

Abrange os seguintes bairros: Anil, Bangu, Barra da Tijuca, Barra de Guaratiba, Barra Olímpica, Camorim, Campo dos Afonsos, Campo Grande, Cidade de Deus, Cosmos, Curicica, Deodoro, Freguesia (Jacarepaguá), Gardênia Azul, Gericinó, Grumari, Guaratiba, Ilha de Guaratiba, Inhoaíba, Itanhangá, Jabour, Jacarepaguá, Jardim Sulacap, Joá, Magalhães Bastos, Paciência, Padre Miguel, Pechincha, Pedra de Guaratiba, Praça Seca, Realengo, Recreio dos Bandeirantes, Santa Cruz, Santíssimo, Senador Camará, Senador Vasconcelos, Sepetiba, Tanque, Taquara, Vargem Grande, Vargem Pequena, Vila Kennedy, Vila Militar e Vila Valqueire.

Subprefeituras e Regiões Administrativas editar

 
Mapa da Zona Oeste da Cidade do Rio de Janeiro

A Zona Oeste é subadministrada por quatro subprefeituras do município do Rio de Janeiro: Subprefeitura da Barra da Tijuca, Subprefeitura da Grande Bangu, Subprefeitura da Zona Oeste e Subprefeitura de Jacarepaguá.[1]

Essas subprefeituras são compostas por oito regiões administrativas: Região Administrativa da Barra da Tijuca, Região Administrativa da Cidade de Deus, Região Administrativa de Bangu, Região Administrativa de Campo Grande, Região Administrativa de Guaratiba, Região Administrativa de Jacarepaguá, Região Administrativa de Realengo e Região Administrativa de Santa Cruz.[2]

  • Subprefeitura da Barra da Tijuca:
  • Subprefeitura da Grande Bangu:
    • Região Administrativa de Bangu
    • Região Administrativa de Realengo
  • Subprefeitura da Zona Oeste
    • Região Administrativa de Campo Grande
    • Região Administrativa de Guaratiba
    • Região Administrativa de Santa Cruz
  • Subprefeitura de Jacarepaguá
    • Região Administrativa da Cidade de Deus
    • Região Administrativa de Jacarepaguá

Demografia editar

A Zona Oeste abrigava uma população de 2.371.135 pessoas em 2010, a segunda mais populosa do Rio de Janeiro, atrás apenas da Zona Norte com 2.645.526 pessoas, porém é a zona que apresenta o maior crescimento atualmente dentro do Rio de Janeiro, entre 2000 e 2010 apenas três bairros na cidade mais que dobraram sua população todos na Zona Oeste, são eles Camorim, Vargem Grande e Recreio dos Bandeirantes, com aumentos de 150%, 136%e 118%.

Sua área corresponde a aproximadamente 885,74 km², ou seja cerca de 73,97% do total do município do Rio de Janeiro e sua densidade demográfica é de 2.677 hab/km² a menor do município.

Transportes editar

 
Túnel Enzo Totis, na Linha Amarela.

Grandes vias estão localizadas na região da Zona Oeste como a Avenida das Américas; a via expressa Linha Amarela (que liga a Barra da Tijuca à Cidade Universitária na Ilha do Fundão); a Avenida Brasil (que liga Santa Cruz à Ponte Rio-Niterói.

A Zona Oeste, em sua grande parte, é cortada e atendida pelo Ramal de Santa Cruz (um ramal de trens urbanos operado pela concessionária SuperVia) que liga o bairro de Santa Cruz ao Centro do Rio de Janeiro tendo como ponto terminal a Estação Central do Brasil. No bairro de Deodoro, mais precisamente em sua estação de trens homônima, os ramais de Santa Cruz e de Japeri se entroncam, possibilitando a ligação da região com as cidades da Baixada Fluminense.

Há apenas uma estação de metrô na Zona Oeste, administrada pela empresa metroviária Metrô Rio e fica localizada no Jardim Oceânico. Essa linha pertence a Linha 4 que liga a Barra da Tijuca à Zona Sul. Há projetos para se estender a linha até o Terminal Alvorada ou até mesmo ao Recreio dos Bandeirantes.[3]

A Zona Oeste é onde apresenta o maior número de corredores do BRT, quatro ao todo, são eles: a TransCarioca (liga a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro); a TransOeste (liga Santa Cruz e Campo Grande ao Jardim Oceânico); a TransBrasil (que ligará Deodoro ao Aeroporto Santos Dumont através da Avenida Brasil) e a TransOlímpica que liga Deodoro (Rio de Janeiro) ao Recreio dos Bandeirantes.[4]

Construções editar

O bairro mais conhecido, por seus diversos novos empreendimentos imobiliários e um dos bairros que mais crescem na cidade, é a Barra da Tijuca (um bairro residencial de classe alta e média-alta). Outros bairros da Zona Oeste também são bem conhecidos pelos diversos investimentos imobiliários como: Campo Grande, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes.

Com tantas construções na área, é preocupante a possível agressão ao ambiente, ao congestionamento urbano e a chamada favelização.

Na região, existem locais onde as construções possuem limites de altura.

Turismo editar

 
Praia da Barra da Tijuca.

Os principais pontos turísticos da Zona Oeste são:

Referências

  1. «Limites Coordenadorias Especiais dos Bairros - Subprefeituras». Data.Rio. 2024. Consultado em 8 de fevereiro de 2024 
  2. «Regiões de Planejamento (RP), Regiões Administrativas (RA) e Bairros do Município do Rio de Janeiro». Data.Rio. 2024. Consultado em 8 de fevereiro de 2024 
  3. «Estado inaugura canteiro de obras para a construção do metrô na Barra» (HTML). G1. 2010. Consultado em 16 de janeiro de 2011 
  4. «Corredores e Linhas do BRT». MOBI-Rio. 2024. Consultado em 8 de fevereiro de 2024 
  5. Jaguanum, Alexandre. «Vídeo – Conheça a História da Igreja Nossa Senhora do Desterro no Bairro Campo Grande no RJ». Seropédica Online. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  6. Lucena, Felipe (18 de março de 2017). «História da Igreja São Gonçalo de Amarante no Camorim». Diário do Rio de Janeiro. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  7. «Igreja de São Sebastião e Santa Cecília». Patrimônio Histórico. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  8. «Pedra da Tartaruga». www.praias-360.com.br. Consultado em 20 de outubro de 2021 

Ligações externas editar