Abrir menu principal

Mamonas Para Sempre é um filme biográfico brasileiro de 2011 dirigido por Claudio Khans que conta a história do grupo Mamonas Assassinas. Inicialmente seria apenas um material de pesquisa que o diretor Claudio Khans fazia para escrever um roteiro ficcional sobre a banda, mas durante as entrevistas o documentário começou a ganhar forma[1]. Assim, o longa inclui material inédito, como gravações feitas pela própria banda e cenas de bastidores e do início da carreira[2].

Índice

SinopseEditar

A história de Bento, Dinho, Júlio, Samuel e Sérgio, que iniciaram na música através da banda Utopia e atingiram a fama nacional com o grupo Mamonas Assassinas. Uma história de sucesso que chegou ao fim devido a um trágico acidente aéreo, ocorrido em 2 de março de 1996.

RecepçãoEditar

Marcelo Forlani do Omelete, considerou a produção do filme fraca, devido a falta de cuidado estético. Também criticou as vinhetas do filme. Considerou as imagens de arquivos pessoais o ponto forte do documentário.[4] Francisco Russo do AdoroCinema diz que o filme não é inovador, e justamente pela simplicidade se saiu bem. Segundo ele, mostrar os Mamonas em estado bruto já o suficiente para o filme ser bom.[5]

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Filme Indicação Notas Resultado Ref.
2012 11º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Mamonas Para Sempre "Melhor Trilha Sonora" Cláudio Kahns é a pessoa que estava concorrendo ao prêmio Indicado [6]
"Melhor Montagem Documentário" Buosi, é a pessoa que estava concorrendo ao prêmio Indicado [6]

Referências

  1. «Mamonas Para Sempre estréia nesta sexta nos cinemas». Correio do Estado. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  2. «15 anos sem Mamonas Assassinas: relembre a história do grupo». MTV. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  3. «Filme do Mamonas celebra a vida e não a morte». r7.com. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  4. «Mamonas pra Sempre critica». Omelete. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  5. «Criticas AdoroCinema». AdoroCinema. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  6. a b «Veja os vencedores do 11º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro». G1. Consultado em 14 de outubro de 2018