Abrir menu principal
Manos e Minas
Manos Logo

Logotipo do programa
Informação geral
Formato Programa de auditório
Gênero Música
Duração 1 hora
Criador(es) Dum-Dum
Fábio Castro
André Ewecky
País de origem  Brasil
Idioma original Língua portuguesa
Produção
Diretor(es) Fábio Castro (1993-2014)
Marcelo Costa (2014-presente)
Produtor(es) André Ewecky
Fabiana Juelli
Carol Afonso
Apresentador(es) Roberta Estrela D'Alva
Elenco Roberta Estrela D'Alva
Cris
Alessandro Buzo
Emicida
outros
Tema de abertura Instrumental
Transmissão original 1993 – presente

Manos e Minas é um programa de televisão brasileiro produzido e exibido pela TV Cultura. Atualmente é apresentado por Roberta Estrela D’Alva. No ar desde 1993, quando estreou sob o comando do rapper Dum-Dum, o programa acompanha a produção atual da música negra e urbana em suas várias vertentes (rap, funk, funk carioca, soul, reggae, samba). Também são abordadas iniciativas e realizações da cultura de rua e do hip hop em seus diversos segmentos. O programa é considerado um dos principais porta-vozes do hip-hop e rap no Brasil, e um dos pioneiros desses gêneros na televisão brasileira.

Índice

SinopseEditar

O universo do jovem da periferia e o resgate de histórias da cultura brasileira e internacional são marcas registradas do programa, que é exibido nas noites de sábado e com reprise no domingo. Com comando de Roberta Estrela D’Alva, a atração traz segmentos de música, esporte, dança, comportamento, artes plásticas e cinema.

Filmado no Teatro Franco Zampari, em São Paulo, o programa recebe convidados musicais e conta com a participação da plateia. Ritmos como rap, funk, funk carioca, reggae, break e samba estão sempre presentes. Contém quadros de reportagens, slams, entrevistas e atrações musicais.

HistóriaEditar

O Manos e Minas começou como um quadro do programa Metrópolis, na TV Cultura em 1993. Inicialmente, o segmento era apresentado semanalmente pelo rapper Dum-Dum e abordava assuntos relacionados à cultura periférica. Depois de Dum Dum deixar o programa, personalidades como Eduardo e Ice Blue também comandaram o quadro.  

Graças à alta popularidade do quadro no Metrópolis, o Manos e Minas se tornou um programa da grade da TV Cultura em abril de 2008, com a apresentação de Rappin’ Hood. Dirigido por Nico Prado e Ricardo Elias, o programa tinha também como editor chefe o músico Ramiro Zwetsch. No palco, nomes famosos produziam graffiti durante a gravação, artes que hoje fazem parte do acervo da Fundação Padre Anchieta. Rappin’ Hood comandou o programa durante um ano, até ser substituído por Thaíde, em 2009.

Com a mudança de apresentadores, a identidade visual e conteúdo do programa também sofreram alterações. Enquanto Thaíde trazia um viés humorístico, Rappin’ Hood trazia uma abordagem mais focada na dança, com campeonatos de Break Dance ao vivo.

Anúncio de encerramento e repaginação (2010)Editar

Após mais de 16 anos em transmissão ininterruptamente, o programa foi extinto em agosto de 2010 quando João Sayad, que havia recentemente se tornado presidente da TV Cultura, decretou o fim do Manos e Minas junto com outros programas.[1] Tal fato gerou revolta dos apreciadores da cultura de rua, com uma manifestação no twitter (mais notadamente a tag #SalveoManoseMinas, que alcançou os trending topics locais) noticiada nos grandes sites de notícia do Brasil.[2]

Como uma forma de tentar restabelecer o programa, Kamau, Emicida, Gisele Coutinho e membros de diversos sites relacionados à cultura hip hop enviaram uma carta ao senador Eduardo Suplicy, que manifestou apoio ao retorno do programa.[3] Junto a ele, personalidades como Mano Brown e KL Jay, membros do grupo Racionais MC's divulgaram sua opinião em entrevistas e vídeos.[4] Quase três semanas depois, Sayad volta atrás e mantém o Manos e Minas na grade da emissora e promete uma reformulação total na estrutura.[5]

Manos e Minas voltou ao ar em 27 de novembro de 2010, quase cinco meses depois da sua última exibição com diversas mudanças. Max B.O continuou sendo o apresentador, agora ao lado da cantora e compositora Anelis Assumpção. Projetonave se tornou a banda residente do programa, que mistura vários gêneros musicais. O cenário de grafites recebeu mudanças feitas pela OPNI (Objetos Pixadores Não Identificados) e as cadeiras da plateia foram substituídas por um contato mais próximo com o artista convidado. Os quadros de Emicida e Alessandro Buzo passaram a alternar durante as semanas.[6] Para este programa, foi convidado o rapper Dexter, ex-integrante do 509-E.[7]

Atualmente, o Manos e Minas é apresentado pela atriz e cantora brasileira Roberta Estrela D'Alva, ao lado do DJ Erick Jay. O cenário do programa foi repaginado para se assemelhar à uma estação de metrô. Com a entrada de Roberta, o programa passou a contar com uma modalidade de poesia falada, o Slam, já que Roberta foi a pessoa que trouxe o esse tipo de poesia para o Brasil[8].

ApresentadoresEditar

Referências

  1. «Começa reformulação na TV Cultura - politica - Estadao.com.br». www.estadao.com.br. Consultado em 08-Agosto-2010. Arquivado do original em 20 de agosto de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Fim do Manos e Minas causa protestos no Twitter». entretenimento.r7.com. Consultado em 8 de agosto de 2010 
  3. «Coletivo». MTV. Consultado em 8 de agosto de 2010 
  4. «Folha.com - Videocasts - Mano Brown fala sobre o fim do programa "Manos e Minas" na TV Cultura - 23/08/2010». Folha.com. Consultado em 30-Agosto-2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Folha.com - Ilustrada - TV Cultura diz que "Manos e Minas" será mantido - 24/08/2010». Folha.com. Consultado em 30 de agosto de 2010 
  6. «TV - Manos e Minas repaginado». Yahoo! Noticias. Consultado em 1 de dezembro de 20101  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]
  7. «Central Hip-Hop - 2010 - Bocada Forte - Nós Trabalhamos Pelo Hip-Hop Brasileiro». centralhiphop.uol.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2012 [ligação inativa]
  8. «A Roberta Estrela D'Alva tem um papo pra te dar». Vice. 19 de setembro de 2016 
  9. «AdNews - Rappin'Hood é o novo apresentador do "Manos e Minas", na TV Cultura». www.adnews.com.br. Consultado em 12 de maio de 2010 
  10. «ferrez: Rappin Hood se desliga do Manos e Minas (Fábio Rogério)». ferrez.blogspot.com. Consultado em 12 de maio de 2010 
  11. «THAIDE É O NOVO APRESENTADOR DO MANOS E MINAS». www.noticiario-periferico.com. Consultado em 12 de maio de 2010  Texto " Noticiário Periférico " ignorado (ajuda)
  12. «TV Cultura, a TV que faz bem». www.tvcultura.com.br. Consultado em 12 de maio de 2010. Arquivado do original em 9 de abril de 2010 

Ligações externasEditar