Abrir menu principal
Marcelo Parada
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Repórter e jornalista
Principais trabalhos Diretor nacional de jornalismo do Sistema Brasileiro de Televisão (2012 a 2017)

Diretor Comercial do Sistema Brasileiro de Televisão (desde 2017)

Marcelo Parada é um repórter, jornalista e diretor jornalístico brasileiro.[1]

BiografiaEditar

Foi diretor nacional de jornalismo do Sistema Brasileiro de Televisão entre março de 2012[2]e janeiro de 2017, quando foi transferido para o setor comercial da emissora, sendo assim substituído por José Occhiuso[3]. Começou sua carreira em 1984 como rádio escuta da Rádio Jovem Pan de São Paulo, na época dirigida por Fernando Vieira de Mello, e chegou a vários cargos na casa, como repórter, editor e chefe de reportagem. Em 1988, foi contratado pela Folha de S. Paulo, onde cobriu a Assembléia Nacional Constituinte e, no ano seguinte, a primeira eleição direta para presidente após o fim do regime militar. Foi editor de Política da revista Isto É no período do impeachment do ex-presidente Fernando Collor. Dirigiu a Rádio Eldorado entre 1993 e 1997, período no qual foi criado o “Ouvinte-repórter”, precursor da onda de interatividade que viria a se consolidar nos anos seguintes, com o advento da internet. Nesta época, participou ativamente da campanha contra a obrigatoriedade da Voz do Brasil.

Entre 1997 e 2009, trabalhou no Grupo Bandeirantes, onde foi diretor de jornalismo da Rádio Bandeirantes São Paulo (1997 a 2003) e vice-presidente da TV (2003 a 2007), período marcado pela contratação de profissionais tais como José Luiz DatenaRicardo BoechatJoelmir Beting. Levou a dramaturgia de volta à emissora, com o sucesso infanto-juvenil Floribella. Era um dos membros da bancada de entrevistadores do programa Canal Livre, nos fins de noite de domingo. Já na RB, consolidou a programação jornalística da emissora, dando ênfase à investigação, às grandes coberturas da cidade e à prestação de serviços, e conquistou o primeiro lugar entre as emissoras de notícias de São Paulo. Um dos slogans adotados no período foi o famoso "Bandeirantes, a rádio que briga por você". Participou ainda da bancada do "Jornal da Bandeirantes Gente”, com José Paulo de Andrade, José Nello Marques e Salomão Ésper. Na rádio Band News FM foi titular do horário de 12h às 14h de 2007 a 2009

É autor do livro “Rádio: 24 horas de jornalismo”, lançado no ano 2000 pela Panda Books e adotado desde então por diversos cursos de comunicação do país. Faz palestras sobre a importância da comunicação eficiente no ambiente de trabalho. Antes de ser contratado pelo SBT, atuou como diretor de comunicação no ramo corporativo.

Referências

  1. «Marcelo Parada: diretor de jornalismo do SBT». Portal dos Jornalistas. Consultado em 20 de dezembro de 2013 
  2. «Marcelo Parada assume direção de jornalismo do SBT nesta quinta». NaTelinha. UOL. 15 de março de 2012. Consultado em 20 de dezembro de 2013 
  3. «Mais mudanças no SBT: José Occhiuso assume direção de jornalismo e Marcelo Parada vai para o Comercial». SBTpedia.com.br. 20 de janeiro de 2017. Consultado em 15 de outubro de 2017