Maria Amélia de Baden

aristocrata alemã

Maria Amélia Isabel Carolina de Baden (em alemão: Marie Amelie Elisabeth Karoline von Baden; Karlsruhe,11 de outubro de 1817 - Baden-Baden, 17 de outubro de 1888) foi uma princesa de Baden que se casou com um nobre escocês.

Maria Amélia Hamilton e Brandon
Duquesa de Hamilton and Brandon
Princesa de Baden
Retrato por Emanuel Thomas Peter, c. 1842.
Duquesa de Hamilton e Brandon
Período 18 de agosto de 1852 - 8 de julho de 1863
Antecessor(a) Susan Beckford
Sucessor(a) Mary Wortley Montagu
 
Cônjuge Guilherme Hamilton, 11.º duque de Hamilton
Descendência Guilherme Douglas-Hamilton, 12.º duque de Hamilton
Carlos Jorge Douglas-Hamilton, 7.º conde de Selkirk
Maria Vitória Hamilton
Nascimento 11 de outubro de 1817
  Karlsruhe, Alemanha
Morte 17 de outubro de 1888 (71 anos)
  Baden-Baden, Alemanha
Pai Carlos I de Baden
Mãe Estefânia de Beauharnais
Brasão

FamíliaEditar

Maria Amélia era a filha mais nova do grão-duque Carlos I de Baden e da sua esposa, a viscondessa Estefânia de Beauharnais. Os seus avós paternos eram o príncipe-herdeiro Carlos Luís de Baden e a condessa Amália de Hesse-Darmstadt. Os seus avós maternos eram o visconde Cláudio de Beauharnais e Claudina Francisca Adriana Gabriela de Lézay-Marnézia. A sua mãe era prima em segundo-grau da imperatriz Josefina de França, esposa do imperador Napoleão I. Era tia do rei Carlos I da Roménia e da rainha Dona Estefânia.[1]

Casamento e descendênciaEditar

 
Maria Amélia com o filho Guilherme.

Em 23 de fevereiro de 1843 Maria casou-se em Mannheim com William Hamilton, marquês de Douglas e Clydesdale, um nobre escocês que, depois da morte do pai, se tornou duque de Hamilton. O casal teve dois filhos e uma filha:

  • Guilherme Douglas-Hamilton, 12.º duque de Hamilton (12 de março de 1845 – 16 de maio de 1895), casado com Lady Mary Montagu; com descendência.
  • Carlos Jorge Douglas-Hamilton, 7.º conde de Selkirk (18 de maio de 1847 - 2 de maio de 1886), tenente dos 11º regimento de hussardos; sem descendência.
  • Maria Vitória Hamilton (11 de dezembro de 1850 - 14 de maio de 1922); casada primeiro com o príncipe Alberto I do Mónaco; com descendência. Casada depois com Tasziló Festetics; com descendência.

Vida posteriorEditar

Depois de se casar, Maria mudou-se para o Castelo de Brodick na Ilha de Arran e depois para o Palácio de Hamilton em Lanarkshire, na Escócia. O seu marido tornou-se duque de Hamilton após a morte do pai em 1852. Maria converteu-se ao catolicismo em 1855.

Depois da morte do marido em 1863 passou a ser a duquesa-viúva de Hamilton.

Pela sua filha é trisavó do actual príncipe do Mónaco, Alberto II.

Referências

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Amélia de Baden
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.