Maria de Bourbon, Condessa de Saint-Pol

Maria de Bourbon, Condessa de Saint-Pol (em francês: Marie de Bourbon, Comtesse de Saint-Pol; La Fère, 30 de Maio de 1539 - Pontoise, 7 de abril de 1601) era uma nobre francesa filha de Francisco de Bourbon, Conde de Saint-Pol e de Adriana de Estouteville. A sua avó materna era Maria de Luxemburgo (1462-1546), Condessa de Saint-Pol.

Maria de Bourbon
Condessa de Saint-Pol ("suo jure")
Duquesa de Estouteville ("suo jure")
Regente de Neuchâtel e Valangin
Condessa de Saint-Pol
Reinado 1546 - 1601
Predecessor Francisco II
Sucessor Francisco III
Duquesa de Estouteville
Reinado 1560 - 1601
Predecessor Adriana de Estouteville
Sucessor Henrique II
 
Cônjuge (1) João de Bourbon, Conde de Soissons
(2) Francisco I de Nevers
(3) Léonor de Orleães-Longueville
Descendência Henrique I, Duque de Longueville
Francisco III, Conde de Saint-Pol
Antonieta de Orleães-Longueville
Catarina de Orleães-Longueville
Margarida de Orleães-Longueville
Leonor de Orleães-Longueville
Casa Bourbon-Vendôme (por nascimento)
Orleães-Longueville (pelo 3.º casamento)
Nascimento 30 de maio de 1539
  La Fère, Reino de França
Morte 7 de abril de 1601 (61 anos)
  Pontoise, Reino de França
Pai Francisco de Bourbon, Conde de Saint-Pol
Mãe Adriana de Estouteville
Brasão

Maria de Bourbon, reúne os títulos de Duquesa de Estouteville (herdado da mãe) e o de Condessa de Saint-Pol (herdado da avó materna).

BiografiaEditar

Em 1546 Maria sucede ao seu irmão Francisco II, que morrera com doze anos, como condessa de Saint-Pol[1] sob a tutela da sua mãe Adriana de Estouteville.

A 14 de junho de 1557, Maria casa com o seu primo co-irmão João de Bourbon, Conde de Soissons (1528-1557), mas este vem a falecer a 10 de agosto do mesmo ano na batalha de Saint-Quentin.

Com a paz entre França e Espanha, estabelecida pelos Tratados de Cateau-Cambrésis, o rei Henrique II de França, permite que Adriana de Estouteville readquire do Imperador o Condado de Saint-Pol, após o que recuperou de Margarida de Parma, governadora dos Países Baixos Espanhóis, o recebimento dos respetivos rendimentos.

Em 1560, quando a sua mãe morre, Maria de Bourbon encontrava-se já[2] casada em segundas núpcias com o duque de Nevers Francisco I de Nevers (viúvo de Margarida de Bourbon-Vendôme, prima de Maria). Francisco vem a morrer um ano mais tarde, em 1561, e deste casamento não houve descendência.

A 2 de julho de 1565, Maria vem a casar uma terceira vez com o Léonor de Orleães, Duque de Longueville e Conde Soberano de Neuchâtel. Maria assegura a regência dos estados durante 28 anos, entre 1573 e 1601, desde a morte do seu marido até à sua própria morte.

Maria morre em 7 de abril de 1601, sendo sepultada na abadia Beneditina de Valmont.

DescendênciaEditar

Apesar de ter casado três vezes, Maria só teve descendência da sua terceira união com Léonor de Orleães-Longueville:

  1. Carlos (Charles), morto na infância[3] ;
  2. Carlos (Charles), segundo do nome e também morto na infância ;
  3. Henrique (Henri) (1568-1595), que sucedeu ao pai como Duque de Longueville e Príncipe de Neuchâtel, e à mºae como Duque de Estouteville ;
  4. Francisco (François) († 1631), que sucedeu à mãe como Conde de Saint-Pol ;
  5. Léonor, morto na infância ;
  6. Margarida (Marguerite), († 1615), demoiselle d'Estouville, sem descendência;
  7. Antonieta (Antoinette) (1572-1618), casou com Carlos de Gondi (filho do Duque de Retz, Alberto de Gondi), com geração ;
  8. Leonor (Éléonore) (1573 - 1639), senhora de Gacé, feudo herdado da família materna (Estouteville), casou com Carlos de Goyon de Matignon (1564-1648), de onde descendem os Matignon-Grimaldi, Príncipes de Mónaco.

Ligações externasEditar

BibliografiaEditar

  • Brantôme, op. cit., t. 4 (1868), pág. 377.
  • Genealogia dos Bourbon-Vendôme - E. Saulnier, Le rôle politique du cardinal de Bourbon (Charles IX), 1523-1590, Paris, H. Champion, 1912, pág. 257-258 ; B.N.F., Mss Fr 5121, f°60v°-65, 2 de outubro de 1560, cartas de Francisco II, rei de France, contendo as disposições de casamento do duque de Nevers e de Maria de Bourbon, filha de Francisco de Bourbon, Conde de Saint Pol e de Adriana de Estouteville.
  • Obra coletiva, Histoire du Pays de Neuchâtel, Tomo 2 - De la réforme à 1815. Edições Gilles Attinger, Hauterive, 1991, ISBN 2-88256-053-2. árvore genealógica nas pág. 24/25.

ReferênciasEditar

  1. Era apena um título, uma vez que a terra de Saint-Pol fora ocupada pelo imperador Carlos V.
  2. Por contrato de 2 de outubro de 1560.
  3. Obra coletiva, Histoire du Pays de Neuchâtel, Tomo 2 - De la réforme à 1815. Edições Gilles Attinger, Hauterive, 1991, ISBN 2-88256-053-2. árvore genealógica nas pág. 24/25.


Maria de Bourbon, Condessa de Saint-Pol
Nascimento: 30 de maio 1539 Morte: 7 de abril 1601
Nobreza da França
Precedido por:
Francisco II
Condessa de Saint-Pol
15461601
Sucedido por:
Francisco III
Precedido por:
Adriana de Estouteville
Duquesa de Estouteville
15601601
Sucedido por:
Henrique II de Orleães-Longueville
Precedido por:
Maria de Guise
Duquesa Consorte de Longueville
15651573
Sucedido por:
Catarina de Gonzaga-Nevers
Títulos reais
Precedido por:
-
Regente do
Condado Soberano de Neuchâtel

15731601
[em nome do filho (Henrique I) e do neto (Henrique II)]
Sucedido por:
Catarina de Gonzaga-Nevers