Abrir menu principal
Maria de Cleves
Maria e seu marido, Carlos.
Duquesa consorte de Orleães
Reinado 27 de novembro de 1440 - 5 de janeiro de 1465
 
Cônjuge Carlos, Duque de Orleães
Casa Mark (por nascimento)
Valois (por casamento)
Nascimento 19 de setembro de 1426
  Cleves, Renânia do Norte-Vestfália, Alemanha
Morte 23 de agosto de 1487 (60 anos)
  Chauny, Picardia, França
Enterro Igreja dos Celestinos, Paris, França
Pai Adolfo I, Duque de Cleves
Mãe Maria da Borgonha
Brasão

Maria de Cleves (em alemão: Maria von Kleve , em francês: Marie de Clèves ; Cleves, 19 de setembro de 1426 - Chauny, 23 de agosto de 1487), [1] foi a filha do duque Adolfo I, Duque de Cleves e de sua segunda esposa Maria da Borgonha. Se tornou duquesa consorte de Orleães ao se casar com Carlos, Duque de Orleães, de quem teve Luís XII de França.

Índice

FamíliaEditar

Seus avós paternos eram Adolfo III, Conde de Mark e Duque de Cleves, e Margarida de Jülich. Seus avós maternos eram João, Duque da Borgonha, neto do rei João II de França, e Margarida da Baviera.

Maria teve vários irmãos, entre eles: Inês de Cleves, de jure rainha de Navarra como esposa de Carlos, Príncipe de Viana, João I de Cleves, sucessor do pai no ducado, e Adolfo de Cleves, Senhor de Ravenstein, marido de Beatriz de Coimbra, filha do infante Pedro de Portugal, 1.º Duque de Coimbra.

CasamentoEditar

Em 27 de novembro de 1440, na Abadia de São Bertin, em Saint-Omer, aos 14 anos de idade, Maria se casou com Carlos, Duque de Orleães, filho de Luís de Valois, Duque de Orleães e de Valentina Visconti. O noivo era 35 anos mais velho do que ela.

Ela se tornou sua terceiro esposa, pois antes ele havia sido marido de Isabel de Valois, viúva do rei Ricardo II de Inglaterra, e pela segunda vez se casou com Bona de Armagnac, descendente de João II de França.

Maria era uma patrocinadora da literatura, tendo encomendado várias obras, e também era uma poeta, escrevendo baladas e versos.[2]

Após a morte do marido, ela se casou secretamente com um de seus empregados originário de Artois chamado de Sieur de Rabodanges, em 1480, que era alguns anos mais novo que ela.[3]

A duquesa morreu em 23 julho de 1487, aos 59 anos de idade, em Chauny, e foi enterrada na Igreja dos Celestinos, em Paris.

FilhosEditar

Seus filhos foram:

Precedida por:
Bona de Armagnac
Duquesa Consorte de Orleães
   

27 de novembro de 1440 - 5 de janeiro de 1465
Sucedida por:
Joana de Valois

Referências

  1. Foundation for Medieval Genealogy
  2. Wilson p. 258
  3. Holt, p. 231