Abrir menu principal

Metalhead (Black Mirror)

Episódio de Black Mirror
"Metalhead"
"Cabeça de Metal" (PT)
"Metalhead" (BR)
5.º episódio da 4.ª temporada de Black Mirror
Pôster promocional
Informação geral
Direção David Slade
Escrito por Charlie Brooker
Duração 41 minutos
Transmissão original 29 de dezembro de 2017 (2017-12-29)
Convidados
  • Maxine Peake como Bella
  • Jake Davies como Clarke
  • Clint Dyer como Anthony
Cronologia
"Hang the DJ"
"Black Museum"
Lista de episódios de Black Mirror

"Metalhead" é o quinto episódio da quarta temporada da série de antologia Black Mirror. Foi escrito por Charlie Brooker e dirigido por David Slade. O episódio foi exibido pela primeira vez pela Netflix, junto com o resto da quarta temporada em 29 de dezembro de 2017.

Este é o primeiro episódio de Black Mirror que foi inteiramente filmado em preto e branco, e segue a jornada de Bella (Maxine Peake) tentando fugir de "cachorros" robóticos após um colapso inexplicável da sociedade humana. Os "cachorros" foram inspirados nos cães robóticos da Boston Dynamics.[1]

EnredoEditar

O episódio é uma história pós-apocalíptica contada totalmente em preto e branco. Bella (Maxine Peake), Tony (Clint Dyer) e Clarke (Jake Davies) estão em uma missão para cumprir a promessa feita à irmã de Bella. Enquanto Clarke tenta sequestrar uma van, Bella e Tony invadem um armazém para encontrar um objeto que supostamente alivie a dor de alguém moribundo chamado Jack. Eles encontram a caixa que eles estão procurando, mas por trás da caixa, há um guarda-cachorro robótico que protege a fábrica, conhecido como "cachorro". O cão emite um pequeno projétil, que explode no meio do ar, e atingem Bella e Tony em estilhaços contendo rastreadores eletrônicos que se incorporam na pele. O cão sai da prateleira e atira em Tony, matando-o instantaneamente; Bella foge, deixando a caixa para trás. O cão a segue enquanto ela escapa no carro dela, com Clarke na van seguindo atrás. O cão os persegue e consegue apanhar a van, matando Clarke e depois usando o veículo para atacar Bella. Bella corre seu carro da estrada através de uma floresta, e depois pára bruscamente quando ela chega à beira de um penhasco. O cão consegue rastreá-la e entra no carro, mas Bella sai a tempo e o carro cai do penhasco.

Bella usa uma faca para extrair o rastreador embutido em sua perna e o joga em um rio próximo. Ela usa seu walkie-talkie, mas não pode ouvir auditivamente a pessoa no outro lado; Ela lhes dá uma mensagem para passar para seus entes queridos, dizendo que ela não pode voltar. Bella vê o cachorro, que está perseguindo ela, então ela corre em uma floresta e escala uma árvore próxima. O braço do cão ficou ferido quando escapou dos destroços do carro, por isso não pode escalar, em vez disso, desliga e espera. Bella drena a energia do cachorro ao jogar repetidamente doces, o que faz com que ele se ative e se desligue repetidas vezes. Quando já não responde ao ser atingido pelos doces, Bella desce da árvore e corre. Ela atravessa um veículo fora de um portão trancado, mas ao abrir uma caixa postal na porta, usa um fio longo para pegar um porta-chaves que lhe permite entrar. Enquanto isso, o cachorro está recarregando.

Bella encontra-se em uma casa grande, com dois cadáveres apodrecidos no quarto do andar de cima. Bella procura suas roupas para recuperar uma arma e as chaves do carro. O cão recarregou e usa uma antena para destravar o portão. Quando entra na sala onde Bella se esconde, ela pula e lança tinta sobre seu sensor visual, e depois joga a lata no canto da sala. Ao ouvir o som da lata, o cão se aproxima e ataca a parede, enquanto Bella foge. Ela entra o carro e toca "Golden Brown", do grupo The Stranglers. O cão segue o ruído e sobe dentro do carro, atacando e desativando os alto-falantes do carro. Bella de surpresa ataca o cão; ela dispara novamente e ele cai no chão, principalmente destruído, imóvel. No entanto, com o restante de sua energia, ele libera outro projétil, atingindo Bella. Bella vai ao banheiro com uma faca e vê no espelho que estilhaços, cada um deles contendo um rastreador, foram incrustados no rosto e no pescoço dela. Bella considera brevemente tentar remover os novos rastreadores até perceber que um se incorporou na sua jugular. Bella então fala em seu walkie-talkie novamente para dizer que ela não vai voltar, embora ela não saiba se alguém pode ouvi-la. Quando ela coloca a faca na garganta, a câmera cai sobre a paisagem, onde alguns cães são vistos aproximando-se de sua localização, e nos são mostrados muitos outros investigando os lugares que Bella passou em sua jornada.

De volta ao armazém, a caixa de papelão, que iniciou toda a perseguição, é mostrada no chão do local. A caixa tem o seu conteúdo revelado, ela estava cheia de ursinhos de pelúcia.

ProduçãoEditar

 
O episódio foi inspirado por produtos de robótica como o BigDog da Boston Dynamics.

Enquanto a primeira e a segunda temporada de Black Mirror foram exibidas pelo Channel 4 no Reino Unido, em setembro de 2015, a Netflix encomendou a série para 12 episódios[2] e, em março de 2016, comprou os direitos de distribuição da terceira temporada, por US$ 40 milhões.[3] A encomenda dos 12 episódios foi dividida em duas temporadas de seis episódios cada.

Este é o episódio mais curto de Black Mirror, com uma duração de 41 minutos; Foi filmado em preto e branco, uma decisão feita pelo diretor David Slade para lembrar velhos filmes de terror que combinam a "natureza opressiva" do episódio.[4][5] Slade sentiu que a história apresentava um mundo desprovido de esperança, e a filmagem "um mundo cheio de cores não parecia certo".[6] Brooker surgiu com a ideia central do episódio ao assistir a vídeos de produtos de robótica da Boston Dynamics, como o BigDog. Ele descobriu que havia algo "assustador" em como os produtos, se derrubados, ficariam indefesos enquanto trabalhavam para recuperar sua posição. Brooker originalmente queria que o episódio fosse totalmente livre de diálogo,[7] semelhante ao filme All Is Lost.[4] Enquanto o roteiro original de Brooker caracterizava um humano que operava o cão de sua casa, a intenção tornou-se para o episódio contar "uma história muito simples" e Brooker reduziu a história.[4] A cena final, mostrando uma caixa cheio de ursinhos, foi planejada por Slade como o único elemento "suave e reconfortante" da história.[4]

O episódio foi dirigido por David Slade, que inicialmente recebeu o roteiro em junho de 2016. Slade estava envolvido no elenco de Peake e teve uma grande autonomia durante as filmagens, o que Slade chama de "muito complicado". As filmagens ocorreram na Inglaterra, em grande parte em Devon e em torno de Londres. Com um diálogo mínimo no episódio, Slade observa que as cenas são divididas em muitos planos breves, e as cenas que utilizam telas verdes são difíceis para o ator. As varreduras reais do Lidar foram usadas para criar as cenas mostradas na perspectiva do cão.[5]

MarketingEditar

Em maio de 2017, um post do Reddit anunciou não oficialmente os nomes e diretores dos seis episódios da quarta temporada de Black Mirror.[8] O primeiro trailer da série foi lançado pela Netflix em 25 de agosto de 2017 e continha os seis títulos dos episódios.[9][10]

A partir de 24 de novembro de 2017, a Netflix publicou uma série de cartazes e trailers para a quarta temporada do programa, denominado "13 Days of Black Mirror".[11] Em 6 de dezembro, a Netflix publicou um trailer com uma amálgama de cenas da quarta temporada que anunciou que a série seria lançada em 29 de dezembro.[12]

RecepçãoEditar

O episódio recebeu críticas positivas. Os críticos concordaram esmagadoramente que Metalhead era diferente de qualquer outro episódio de Black Mirror devido a quão era reduzido e simples.[13][14] A performance de Peake foi louvada, assim como a decisão de Brooker de filmá-la em preto e branco.[15] Alguns críticos, no entanto, acharam o minimalismo e a falta de espaço de reviravolta decepcionante. Os "cachorros" robóticos foram influenciados pelos cães robóticos da Boston Dynamics.[1]

ReferênciasEditar

  1. a b «'Black Mirror' creator explains that 'Metalhead' robot nightmare». EW.com (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  2. Birnbaum, Debra. «'Black Mirror' Lands at Netflix». Variety 
  3. Plunkett, John (29 de março de 2016). «Netflix deals Channel 4 knockout blow over Charlie Brooker's Black Mirror». The Guardian 
  4. a b c d Hibbard, James (29 de dezembro de 2017). «Black Mirror creator explains that 'Metalhead' robot nightmare». Entertainment Weekly. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  5. a b Herman, Alison (30 de dezembro de 2017). «'Black Mirror' Watch: Talking to David Slade, the Director of "Metalhead"». The Ringer. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  6. Turchiano, Danielle (29 de dezembro de 2017). «'Black Mirror' Co-Creator Breaks Down Season 4: 'We Want to Be Surprising and Unpredictable'». Variety. Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  7. Jeffery, Morgan (29 de dezembro de 2017). «Black Mirror season 4's 'Metalhead' was originally planned as a totally silent episode». Digital Spy. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  8. Stolworthy, Jacob (27 de maio de 2017). «Black Mirror season 4 episode titles and directors revealed». The Independent. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  9. Donnelly, Matt (25 de agosto de 2017). «'Black Mirror' Season 4: Teaser Trailer, Episode Titles, Directors and Stars Revealed (Video)». TheWrap. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  10. Hooton, Christopher (25 de agosto de 2017). «Black Mirror season 4 Netflix trailer teases all six episodes and their titles». The Independent. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  11. Strause, Jackie (27 de novembro de 2017). «'Black Mirror': All the Season 4 Details». The Hollywood Reporter. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  12. White, Peter (6 de dezembro de 2017). «Netflix Reveals 'Black Mirror' Season 4 Release Date In New Trailer». Decider. New York Post. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  13. «Black Mirror season 4 'Metalhead' review». Digital Spy (em inglês). 29 de dezembro de 2017. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  14. Poniewozik, James (30 de dezembro de 2017), Free Your Mind? ‘Black Mirror’ Isn’t Too Hopeful, The New York Times, consultado em 1 de janeiro de 2018 
  15. «Black Mirror Season 4 Episode 5 Review: Metalhead». Den of Geek (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2017 

Ligações externasEditar