Abrir menu principal
Milan Nedić em 1939.

Milan Nedić (sérvio cirílico: Милан Недић) (2 de setembro de 1877 - 4 de fevereiro de 1946) foi um general e político sérvio; foi o chefe do Estado Maior do exército iugoslavo, ministro da guerra durante o governo real iugoslavo e o principal ministro do Governo de Salvação Nacional (um governo fantoche nazista durante a Segunda Guerra Mundial).

Após a guerra, as autoridades da Iugoslávia comunista o prenderam, durante a qual ele supostamente se suicidou em 1946.[1] Esta afirmação foi recentemente questionada, com o testemunho de Miodrag Mladenovic, um ex-oficial iugoslavo do OZNA.[2]

Referências

BibliografiaEditar

  • Browning, Christopher R. (1991). Fateful months. Essays on the emergence of the Final Solution (em inglês). [S.l.]: Holmes & Meier. 113 páginas. ISBN 0841912661 
  • Pavlowitch, Stevan K. (2008). Hitler's New Disorder: The Second World War in Yugoslavia (em inglês). [S.l.]: Columbia University Press. 256 páginas. ISBN 9780231700504 
  • Roberts, Walter R. (1973). Tito, Mihailovic, and the Allies, 1941-1945 (em inglês). [S.l.]: Rutgers University Press. 406 páginas. ISBN 9780813507408 
  • Tomasevich, Jozo (1975). The Chetniks: War and Revolution in Yugoslavia, 1941-1945 (His War and revolution in Yugoslavia, 1941-1945) (em inglês). [S.l.]: Stanford University Press. 518 páginas. ISBN 9780804708579