Abrir menu principal

Milton Mendes de Oliveira

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2014). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde agosto de 2014).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Milton Mendes de Oliveira
Nascimento 15 de março de 1953 (66 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político

Milton Mendes de Oliveira (Laguna, 15 de março de 1953) é um advogado e político brasileiro. Advogado trabalhista e político filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), baseado em Florianópolis, é um dos fundadores do partido no Estado.

Nasceu na localidade de Pescaria Brava, em Laguna, e durante a infância mudou-se com a família para Criciúma, cidade de origem da família de seu pai, Galdino de Oliveira, que foi mineiro de profissão. Mendes formou-se em Direito aos 23 anos (1976), pela antiga Fundação de Ensino do Pólo Geoeducacional do Vale do Itajaí, atual Universidade do Vale do Itajaí, e desde o início da carreira optou pela defesa dos trabalhadores, sempre atuando como advogado trabalhista e de causas sindicais.

Em 1977, tornou-se vereador em Criciúma pelo MDB. No cargo, Milton Mendes foi um defensor da ruptura da ditadura e da volta da democracia.

A trajetória política de Milton Mendes tem a ver com a construção do PT em Santa Catarina, partido do qual foi o primeiro vereador eleito no estado e presidente estadual por três vezes. Também foi deputado estadual (1991-1994), deputado federal (1995-1998), candidato a governador (1998) e candidato ao Senado em 2002, recebendo quase um milhão de votos.

Milton Mendes também foi presidente da Eletrosul, de 2003 a 2006. Durante sua gestão, entre outras premiações e homenagens, a estatal foi a primeira empresa do setor elétrico a receber o certificado de Empresa Parceira do Programa Fome Zero pelo desempenho de suas ações e programas de inclusão social (2003), foi eleita a terceira melhor empresa na categoria Energia e Gás do país pela revista "Dinheiro" (2004), recebeu homenagem da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) pelos trabalhos sociais desenvolvidos (2004) e considerada a melhor empresa de energia elétrica do Brasil pela revista Isto É Dinheiro (2005).[1][2]

Após deixar a presidência da Eletrosul, Milton Mendes retomou sua atividade profissional como advogado trabalhista, cujo escritório mantém em atividade com outros advogados há 37 anos.

Em 2013, foi eleito vice-presente do diretório estadual do PT no processo de eleição interna do partido. Em 2014, tornou-se candidato ao Senado pela legenda. Também foi professor de direito do trabalho na FUCRI/UNESC de Criciúma, no período de 1978 a 1981.

Referências

  1. «Uczai homenageará ex-deputado Milton Mendes com Comenda do Legislativo Catarinense». 13 de novembro de 2010. Consultado em 11 de agosto de 2014 
  2. «Homenagem ao Dr. Milton Mendes de Oliveira». 10 de maio de 2014. Consultado em 11 de agosto de 2014. Arquivado do original em 12 de agosto de 2014 
  Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.