Abrir menu principal

Partido Democrático do Japão

(Redirecionado de Minshuto)
Partido Democrático do Japão
民主党
Presidente Katsuya Okada
Fundação 1998
Dissolução 2016
Sede Tóquio, Japão
Ideologia Centrismo
Liberalismo
Social liberalismo
Terceira Via
Espectro político Centro/Centro-esquerda
Sucessor Partido Democrático
Membros  (2012) 326.974
Cores Vermelho e Preto

Partido Democrático do Japão (PDJ; em japonês: 民主党, transl. Minshutō) foi um partido político japonês de orientação social-democrata e liberal fundado em 1998 a partir da fusão de diversos partidos menores de oposição ao tradicional governo conservador do país. Era o partido de segunda maior representação na Dieta Nacional, tanto na Casa dos Representantes quanto na Câmara dos Conselheiros.

Liderado por Yukio Hatoyama, o partido tornou-se maioria na Casa dos Representantes após as eleições gerais de 2009 no país, pondo fim a mais de meio século de domínio do conservador Partido Liberal Democrata (PLD),com uma projeção de conquista de cerca de 300 das 480 cadeiras do Parlamento.[1][2]

Hatoyama foi empossado no cargo de primeiro-ministro do Japão em 16 de setembro de 2009.[3][4] Em 4 de junho de 2010, foi sucedido por Naoto Kan também membro do PDJ.

Em 2016, o PDJ juntou-se com o Partido da Inovação do Japão e a Visão e Reforma para formar o Partido Democrático[5].

Resultados eleitoraisEditar

Eleições legislativasEditar

Data M. Uninominal M. Proporcional Deputados +/- Status
CI. Votos % +/- CI. Votos % +/-
2000 2.º 16 811 732
27,6 / 100,0
2.º 15 067 990
25,2 / 100,0
127 / 480
Oposição
2003 2.º 21 814 154
36,7 / 100,0
 9,1 1.º 22 095 636
37,4 / 100,0
 12,2
177 / 480
 50 Oposição
2005 2.º 24 804 786
36,4 / 100,0
 0,3 2.º 21 036 425
31,0 / 100,0
 6,4
113 / 480
 64 Oposição
2009 1.º 33 475 335
47,4 / 100,0
 11,0 1.º 29 844 799
42,4 / 100,0
 11,2
308 / 480
 195 Governo
2012 2.º 13 598 773
22,8 / 100,0
 24,6 3.º 9 268 653
15,5 / 100,0
 26,9
57 / 480
 251 Oposição
2014 2.º 11 916 849
22,5 / 100,0
 0,3 2.º 9 775 991
18,3 / 100,0
 2,8
73 / 475
 16 Oposição

Referências