Missão das Nações Unidas em Timor-Leste

Small Flag of the United Nations ZP.svg Missão das Nações Unidas em Timor Leste
Tipo Apoio ao referendo
Acrônimo UNAMET
Comando Ian Martin
Status Concluído
Fundação 11 de junho de 1999
Website www.un.org/etimor
Medalha das Nações Unidas para as missões em Timor Oriental

A Missão das Nações Unidas em Timor-Leste ou UNAMET (sigla derivada do inglês United Nations Mission in East Timor) foi uma missão de paz criada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas a 11 de junho de 1999, por meio da resolução 1246, para condução da realização de uma consulta popular por meio da qual os timorenses decidiriam o futuro do território ante duas alternativas: autonomia especial, integrado à República da Indonésia; ou separação total desse país, com caminho livre rumo à independência.

Recebeu contribuições da Argentina, Austrália, Áustria, Bangladexe, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Egito, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, Gana, Irlanda, Itália, Japão, Jordânia, Malásia, Moçambique, Nepal, Nova Zelândia, Paquistão, Portugal,[1] Reino Unido, Rússia, Senegal, Suécia, Tailândia, Uruguai, e Zimbabué.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Palma, Elisabete Cortes. «Portugal em Timor-Leste: INTERFET e UNTAET». Anuário Janus. Observatório de Relações Exteriores da Universidade Autónoma de Lisboa. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 

Ligação externaEditar

  Este artigo sobre Timor-Leste é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.