Abrir menu principal

Moisés Pimentel

(Redirecionado de Moisés Santiago Pimentel)
Moisés Pimentel
Replace this image male.png
Moisés Pimentel
Deputado federal  Ceará
Período 1963-1964
1983-1991
Dados pessoais
Nascimento 11 de agosto de 1909
Independência (Ceará) Independência, CE
Morte 19 de março de 2000 (90 anos)
Fortaleza Fortaleza, CE
Cônjuge Maria Júlia Pimentel
Partido PTB, MDB, PMDB
Profissão comerciante, industrial, banqueiro

Moisés Santiago Pimentel (Independência, CE, 11 de agosto de 1909Fortaleza, CE, 19 de março de 2000) foi um industrial, comerciante, banqueiro e político brasileiro que exerceu três mandatos de deputado federal pelo Ceará.[1]

Dados biográficosEditar

Filho de Jacinto Pimentel Santiago e Josefa Pimentel Santiago. Alfabetizado em idade adulta, chegou a frequentar o Ginásio Fênix Caixeiral antes de interromper os estudos e fixar-se como comerciante. Simpatizante do PSD após o Estado Novo e membro da Liga de Emancipação Nacional,[nota 1] estreou na vida política ao eleger-se deputado federal pelo PTB em 1962 até que teve o mandato cassado pelo Ato Institucional Número Um em 14 de abril de 1964 em favor do suplente, Crisanto Moreira da Rocha.[2][3]

Fundador e acionista de empresas no Ceará, Amazonas e Pará, recuperou os direitos políticos após dez anos e se integrou ao MDB, mas foi no PMDB que reconquistou um mandato de deputado federal em 1982 e nessa condição votou a favor da Emenda Dante de Oliveira em 1984 e escolheu Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985[4] sendo reeleito em 1986.[5]

Signatário da Constituição de 1988, não disputou um novo mandato na eleição seguinte.

Notas

  1. Uma das organizações que originaram o Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB).

Referências

  1. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Moisés Pimentel». Consultado em 1º de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Moreira da Rocha». Consultado em 1º de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «BRASIL. Presidência da República: Ato Institucional Número Um». Consultado em 1º de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Acervo digital da Folha de S.Paulo». Consultado em 1º de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 1º de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)