Muhammadu Buhari

Militar e político nigeriano, atual presidente da Nigéria

Muhammadu Buhari (Daura, 17 de dezembro de 1942) é um político nigeriano, atual presidente de seu país desde 2015, e líder militar da reserva (major-general) do Exército da Nigéria. Anteriormente foi presidente de seu país, de 31 de dezembro de 1983 à 27 de agosto de 1985, após um golpe militar contra Shehu Shagari. Em 2015, foi eleito presidente civil.

Muhammadu Buhari
15.º Presidente da Nigéria Nigéria
Período 29 de maio de 2015
a atualidade
Antecessor(a) Goodluck Jonathan
7.º Presidente da Nigéria Nigéria
Período 31 de dezembro de 1983
a 27 de agosto de 1985
Antecessor(a) Shehu Shagari
Sucessor(a) Ibrahim Babangida
Governador de Borno
Período 1 de agosto de 1975
a 15 de março de 1976
Antecessor(a) Cargo criado
Sucessor(a) Mustapha Amin
Ministro Federal dos Recursos Petrolíferos
Período 11 de novembro de 2015
a atualidade
Antecessor(a) Diezani Alison-Madueke
Dados pessoais
Nascimento 17 de dezembro de 1942 (79 anos)
Daura, Região Norte, Nigéria colonial
Alma mater Academia de Defesa da Nigéria
Mons Officer Cadet School
Academia Militar dos Estados Unidos
Cônjuge Safinatu Buhari (1971-1988)
Aisha Buhari (1989-presente)
Partido APC (2013-presente)
CPC (2010-2013)
ANPP (2003-2010)
Religião Islamismo
Serviço militar
Lealdade Nigéria
Anos de serviço 1961-1985
Unidade Forças Armadas da Nigéria
Conflitos Guerra Civil da Nigéria
Guerra Chade–Nigéria

BiografiaEditar

Nascido em 17 de dezembro de 1942, em Daura, Estado de Katsina, de seu pai Adamu e sua mãe Zulaihat, sendo o vigésimo terceiro filho de seu pai. Buhari foi criado por sua mãe, depois que seu pai morreu quando ainda era criança e tinha cerca de quatro anos de idade.[1] Sua origem étnica é fula e sua religião é o Islã.[2]

No final de 1983, Buhari foi um dos líderes do golpe de estado contra o presidente nigeriano Shehu Shagari e foi nomeado presidente da Junta militar que comandaria o país dali em diante.[2] Contudo, Buhari governou até agosto 1985, quando foi deposto pelo general Ibrahim Babangida, que participou da derrubada de Shagari.[2] Nos seus 20 meses de poder, Buhari construiu uma reputação de austero e intolerante.[3]

Após a redemocratização do país, Buhari, já como general da reserva, retornou a política e aderiu ao Congresso de Todos os Progressistas (APC). Ele foi candidato a presidência nas eleições de 2003, 2007 e 2011, não sendo bem-sucedido em nenhuma delas.[2]

Nas eleições de 2015, ele derrotou o incumbente Goodluck Jonathan sendo eleito assim presidente.[3][4][5] Foi reeleito em 2019.[6]

A 30 de junho de 2022, foi agraciado com o grau de Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique, de Portugal.[7]

Referências

  1. «Exclusive Interview With GMB - Buhari speaks to The Sun Newspaper». 25 de dezembro de 2012. Consultado em 31 de março de 2015 
  2. a b c d «Nigeria's Muhammadu Buhari in profile» (em inglês). BBC News. 31 de março de 2015. Consultado em 31 de março de 2015 
  3. a b Rita Siza (31 de março de 2015). «Muhammadu Buhari eleito Presidente da Nigéria». O Público. Consultado em 31 de março de 2015 
  4. Cristina Pombo (31 de março de 2015). «Muhammadu Buhari é o novo Presidente da Nigéria». Expresso. Consultado em 31 de março de 2015 
  5. Al Jazeera (31 de março de 2015). «Muhammadu Buhari wins Nigeria's presidential election» (em inglês). Al Jazeera. Consultado em 31 de março de 2015 
  6. G1, ed. (26 de fevereiro de 2019). «Muhammadu Buhari é reeleito presidente da Nigéria». Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  7. «Entidades Estrangeiras Agraciadas com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Muhammadu Buhari". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 18 de setembro de 2022 
  Este artigo sobre um político nigeriano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.