Abrir menu principal
Nei Paulo Moretto
Bispo da Igreja Católica
Bispo-emérito de Caxias do Sul
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Caxias do Sul
Nomeação 26 de maio de 1983
Predecessor Dom Benedito Zorzi
Sucessor Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni, C.S.
Mandato 1983 - 2011
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 2 de julho de 1961
Nomeação episcopal 16 de novembro de 1972
Ordenação episcopal 28 de janeiro de 1973
por Dom Alfredo Vicente Cardeal Scherer
Lema episcopal OMNIA GRATIA
tudo é graça
Dados pessoais
Nascimento Caxias do Sul
25 de maio de 1936 (83 anos)
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Paulina Soldatelli
Pai: Isidoro Domingos Moretto
Funções exercidas - Bispo de Cruz Alta (1972-1976)
- Bispo-coadjutor de Caxias do Sul (1976-1983)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo


Nei Paulo Moretto (Caxias do Sul, 25 de maio de 1936) é um bispo católico, emérito de Diocese de Caxias do Sul.

Nasceu em Caxias do Sul no dia 25 de maio de 1936, filho de Isidoro Domingos Moretto e de Paulina Soldatelli, filho primogênito de uma família de 8 irmãos. Fez seus estudos primários na Escola Henrique Emílio Mayer. Em 1947 passou a estudar no Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul, onde permaneceu até 1953, e posteriormente licenciou-se em Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana. Em 2 de julho de 1961 recebeu sua ordenação presbiteral de Dom Faustino Tissot.[1]

De volta a Caxias do Sul, desenvolveu sua atividade na Paróquia Sagrada Família e pouco depois foi indicado coadjutor na paróquia de São Francisco de Paula.[1] Em 1963 foi assistente do Seminário Nossa Senhora Aparecida em Caxias do Sul e de 1964 a 1965 reitor do mesmo seminário. De 1966 a 1972 foi professor de Filosofia e Teologia no Seminário Maior em Viamão. Entre 1967 e 1968 foi assistente dos seminaristas maiores das Dioceses de Caxias do Sul e de Frederico Westphalen. Em 1969 foi vice-reitor e reitor do seminário de 1970 até sua nomeação episcopal em 1972.

Em 16 de novembro de 1972 foi escolhido pelo papa Paulo VI como o primeiro bispo da Diocese de Cruz Alta, sendo consagrado por dom Umberto Mozzoni aos 28 de janeiro de 1973. Escolheu como lema Tudo é Graça. Em 21 de janeiro de 1976 foi transferido para a Diocese de Caxias do Sul como coadjutor com direito à sucessão, tomando posse em 19 de março de 1976. Em 26 de maio de 1983, durante a romaria de Nossa Senhora de Caravaggio, padroeira da Diocese de Caxias do Sul, sucedeu a dom Benedito Zorzi como o 3º Bispo Diocesano de Caxias do Sul, função que exerceria ao longo de 28 anos.[1]

Foi vice-presidente do Conselho Diretor da Fundação Universidade de Caxias do Sul,[2] presidente da CNBB Regional Sul III por duas gestões, e vice-presidente por uma gestão.[1] Introduziu a causa de beatificação do padre João Schiavo, confirmada em 2017.[3]

No dia 2 de julho de 2011 celebrou seus 50 anos de ordenação presbiterial, na Catedral Diocesana de Caxias do Sul, sua última missa solene como bispo diocesano. No dia 6 de julho de 2011 o papa Bento XVI aceitou o seu pedido de renúncia por limite de idade, e desde então é Bispo Emérito de Caxias do Sul. Recebeu o título de Cidadão Emérito de Caxias do Sul em 2011.[1]

Precedido por
criação da diocese
Bispo de Cruz Alta
1972 - 1976
Sucedido por
Dom Jacó Roberto Hilgert
Precedido por
Dom Benedito Zorzi
Bispo de Caxias do Sul
1983 - 2011
Sucedido por
Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni, CS

Referências

  1. a b c d e "Dom Paulo Moretto receberá título de cidadão caxiense". Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, 19/10/2011
  2. Cortelletti, Ivonne Assunta. Idoso asilado: um estudo gerontológico. EDIPUCRS, 2004
  3. "Vaticano confirma a beatificação do Padre João Schiavo em Caxias do Sul (SC)". Gaudium Press, 07/02/2017