Abrir menu principal
Nina Dorliak
Nascimento 7 de julho de 1908
São Petersburgo
Morte 17 de maio de 1998 (89 anos)
Moscou
Sepultamento Cemitério Novodevichy
Cidadania Império Russo, União Soviética, Rússia
Alma mater Conservatório de Moscou
Ocupação cantora, cantora de ópera, professor de música
Prêmios Artista do Povo da União Soviética, Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho, Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, Artista Honorário da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, Artista Honorário da República Socialista Federativa Soviética da Rússia
Empregador Conservatório de Moscou

Nina L'vovna Dorliak (São Petersburgo, Rússia, 7 de julho de 1908Moscou, 17 de maio de 1998) foi uma cantora russa.

Ela era filha de uma renomada cantora, Ksenya Dorliak, professora do Conservatório de Moscou. Ela aprendeu a arte da lírica nesse conservatório com a sua mãe. Sua carreira iniciou-se em 1935, como uma cantora de câmara. Em 1947, ela tornou-se professora do Conservatório de Moscou. Suas mais famosas pupilas são Galina Pissarenko e Elela Bryleva.

Dorliak fez várias apresentações na Rússia e no exterior, a maioria de repertório de canto de câmara, nos quais interpretava compositores italianos como Scarlatti, franceses como Debussy, e principalmente russos, como Mikhail Glinka, Mussorgsky, Rachmaninov, Prokofiev e Shostakovich.

Em 1946, ela conheceu Sviatoslav Richter e tornou-se a sua companheira pelo resto de sua vida. Ela acompanhou Richter na sua complexa vida e na sua carreira de mais de 50 anos, socorrendo-o até o seu leito de morte. Após a morte do companheiro, em 1 de agosto de 1997, ela não suportou viver muitos meses sem o parceiro, e faleceu em 17 de maio de 1998.

Ela deixou um legado de várias gravações, com duo com Sviatoslav Richter também, com quem cantou músicas de Schumann, Prokofiev e Mussorgsky.[1]

De acordo com o seu testamento, todos os seus objetos artísticos de sua casa (pinturas, livros, instrumentos musicais) foram doadas ao Museu Moscow Puskin.