Nobel de Física

prémio anual na área da física
(Redirecionado de Nobel da Física)

O Nobel de Física é uma condecoração criada pela Fundação Nobel, de grande relevância desde sua criação, obedecendo a vontade do químico Alfred Nobel, expressa em seu testamento. É um prêmio atribuído anualmente, em outubro, pelos membros da Academia Real das Ciências da Suécia, a eminentes pesquisadores que se tenham destacado na produção de conhecimentos inovadores no domínio da física. A medalha e o diploma da fundação são oficialmente entregues pelo rei da Suécia, a 10 de dezembro, dia do aniversário da morte do criador do prêmio.

Prêmio Nobel da Física
Descrição Contribuições extraordinárias para a humanidade na física
Data 10 de dezembro de 1901
Apresentação Academia Real das Ciências da Suécia
Local Estocolmo
País Suécia
Primeira cerimónia 1901
Última cerimónia 2020
Detentor Roger Penrose, Reinhard Genzel e Andrea Ghez[1]
Sítio oficial

John Bardeen é o único premiado por duas vezes, em 1956 e 1972. William Lawrence Bragg é o mais jovem laureado do Nobel de Física, ganhando o prêmio em 1915 com 25 anos na época.[2] Quatro mulheres já foram laureadas com o prêmio, Marie Curie (1903) , Maria Goeppert-Mayer (1963) e Donna Strickland (2018) e Andrea Ghez (2020).[3]

HistóriaEditar

Alfred Nobel, em sua última vontade e testamento, afirmou que sua riqueza seria usada para criar uma série de prêmios para aqueles que conferem o "maior benefício à humanidade" nos campos da física, da química, da paz, fisiologia ou medicina e literatura.[4] Embora Nobel tenha escrito vários testamentos durante sua vida, o último foi escrito um ano antes de sua morte e foi assinado no Clube Sueco-Norueguês em Paris em 27 de novembro de 1895.[5][6]

LaureadosEditar

 Ver artigo principal: Laureados com o Nobel de Física

O primeiro Prêmio Nobel de Física foi concedido em 1901 a Wilhelm Conrad Röntgen, da Alemanha. Em 1901, Röntgen recebeu 150 782 coroas suecas, o que equivale a 8 402 670 coroas suecas em dezembro de 2017. John Bardeen é o único premiado por duas vezes, em 1956 e 1972. Marie Skłodowska-Curie também ganhou dois prêmios Nobel, um de física em 1903 e outro de química em 1911. William Lawrence Bragg era, até outubro de 2014, o mais jovem laureado do Nobel, e continua sendo o mais jovem laureado do Nobel de Física, ganhando o prêmio em 1915 com 25 anos.[7] Quatro mulheres já foram laureadas com o prêmio: Curie (1903), Maria Goeppert-Mayer (1963), Donna Strickland (2018) e Andrea Ghez (2020).[8] Até 2020, o prêmio foi concedido a 215 indivíduos.[9]

Conferência de SolvayEditar

 
Participantes da 1.ª Conferência de Solvay, em 1911, Bruxelas, Bélgica

A 1.ª Conferência de Solvay reuniu vários laureados com o prêmio Nobel de Física (abaixo estão os nomes destacados em negrito):


Ver tambémEditar

Referências

  1. «Press release: The Nobel Prize in Physics 2020» (em inglês). Nobel Foundation. Consultado em 6 de outubro de 2020 
  2. «Nobel Laureates Facts» (em inglês). Fundação Nobel. Consultado em 29 de outubro de 2008 
  3. «Women Nobel Laureates» (em inglês). Fundação Nobel. Consultado em 29 de outubro de 2008 
  4. «History – Historic Figures: Alfred Nobel (1833–1896)». BBC. Consultado em 3 de maio de 2015 
  5. Ragnar Sohlman: 1983, Page 7
  6. von Euler, U.S. (6 de junho de 1981). «The Nobel Foundation and its Role for Modern Day Science» (PDF). Die Naturwissenschaften. Springer-Verlag. Consultado em 4 de maio de 2015 
  7. «Nobel Laureates Facts» (em inglês). Fundação Nobel. Consultado em 29 de outubro de 2008 
  8. «Nobel Prize awarded women» (em inglês). Fundação Nobel. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  9. «All Nobel Prizes in Physics». Nobelprize.org (em inglês). Nobel Media AB. Consultado em 15 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 6 de outubro de 2020 

BibliografiaEditar

  • Friedman, R. M., The politics of excellence, beyond the nobel prize, Henry Holt & Company 2001. ISBN 0-716-73103-7 (em inglês)
  • Claus D. Hillebrand , Nobel Century: a biographical analysis of physics laureates, in Interdisciplinary Science Reviews, Jun. 2002; N° 2. p. 87-93 doi:10.1179/030801802225003150

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons
  Categoria no Wikinotícias