Abrir menu principal

Nuno Lacerda Lopes

BiografiaEditar

 
Via Rápida, Porto.

Carlos Nuno Lacerda Lopes inscreve-se em 1980 no curso de arquitetura da Escola Superior de Belas Artes do Porto concluindo a licenciatura já na recém-criada Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, em 24 de outubro de 1986. Posteriormente realiza provas de aptidão pedagógica e científica a 12 de Fevereiro de 1992 e apresenta a Tese de Doutoramento “Projecto e Modos de Habitar” a 23 de Abril de 2008[1].

Em 1987 e como resultado do trabalho final de curso relativo ao projeto de Recuperação do Teatro Viriato em Viseu com orientação científica do Professor Catedrático Alexandre Alves Costa, integra e inicia o trabalho como arquiteto no grupo fundador do Centro de Estudos da Faculdade de Arquitectura (CEFA) sob a orientação do Professor Arquiteto Sérgio Fernandez. No ano seguinte obtém o 1º lugar no concurso público para a Elaboração do Estudo-Prévio do Projeto de Arquitetura do Complexo B – Cine-Teatro em Viseu e em 1989 funda e integra a empresa Arq. Carlos Nuno Lacerda, Lda. de arquitetura, engenharia e design, mantendo-se como arquiteto principal até à presente data. Foi assistente estagiário na Unidade Pedagógica de Viseu da FAUP, tendo exercido a atividade docente na unidade curricular Iniciação ao Projeto (área de Projeto) sob a regência do Professor Arquiteto Sérgio Fernandez e em Teoria Geral da Organização do Espaço (área de História) sob a regência do Professor Arquiteto Fernando Távora.

 
Centro Escolar de Mouriz, Paredes.

Após a realização de provas académicas, na FAUP (no Porto), tornou-se Assistente (em 1992), Assistente convidado (de 2003 até 2007) e Professor Auxiliar (desde 2008).

Como Professor Auxiliar e até 2010 exerceu atividade docente na Unidade Curricular Projeto IV (Área de Projeto) sob a regência do Professor Doutor Carlos Guimarães. Enquanto Assistente e durante o exercício de docente na Área de Projeto, e sob as respetivas regências, colaborou com: o Professor Catedrático Carlos Guimarães (Projeto IV); o Professor Arquiteto Pedro Ramalho (Projeto IV); o Professor Catedrático Manuel Correia Fernandes (Projeto IV); o Professor Arquiteto Bernardo Ferrão (Projeto III); o Professor Arquiteto Alfredo Matos Ferreira (Projeto I) e o Professor Arquiteto Sérgio Fernandez (Iniciação ao Projeto).

Desde 2010 é Regente da Unidade Curricular de Construção II e desde 2013 da nova Unidade Curricular ProjetoBIM que inícia na FAUP e tem cooperado no desenvolvimento e coordenação científica do curso de Arquitetura na Universidade José Eduardo dos Santos em Huambo, Angola.

O interesse pelo Projeto, pela Construção e pela Investigação aplicada, é transversal na intensa e preenchida atividade enquanto docente, investigador e arquiteto. A procura do estabelecimento de relações entre diferentes campos disciplinares promovendo continuidades e, sobretudo, desenvolvendo processos de inovação metodológica e tecnológica, levam a experimentar outros modos de ver e de pensar a arquitetura dando origem a uma obra cuja personalidade reside na singular fusão entre o exercício profissional da arquitetura com a prática pedagógica num ideal de experimentação e, sobretudo, pela contaminação ou frequente invasão por áreas científicas e artísticas complementares à Arquitetura. Temas como a Inovação em Arquitetura,[2] o Design, a Cenografia, Materiais e os novos processos construtivos têm sido determinantes no processo de construção da sua identidade arquitetónica, enquanto profissional, na empresa que dirige (CNLL),[3] sediada em Espinho, e responsável por inúmeras obras e projectos em Portugal e mais recentemente no Brasil, Angola, e Norte de África. A sua empresa, espelha a sua ideia de arquitetura que assenta no homem como figura central do espaço construído, num eterno apelo aos sentidos e a uma persistente e irreverente vontade de experimentação [4] e de procura por novos materiais, formas e conceitos: Centro Multimeios de Espinho, Teatro Carlos Alberto, Centro Escolar de Mouriz, Casa Valongo.[5]


O uso de novas tecnologias de apoio à concepção e ao desenvolvimento do projeto, a certificação em inovação, a utilização intensiva do BIM (buildings interactive modelling) e o 5D [6], associadas à presença de outras áreas disciplinares como a cenografia e o design industrial evidenciam o carácter experimental e inovador da sua obra.[7] É Coordenador do Núcleo de I&DI da CNLL,lda, núcleo certificado em Gestão de Inovação e Qualidade pela APCER; membro fundador do Grupo BIMFORUM Portugal; membro do grupo Habitar; membro do comissão científica do 2º congresso internacional habitar no espaço lusófono (CIHEL) LNEC. [8]


 
Teatro Carlos Alberto, de Nuno Lacerda Lopes.


O mais recente trabalho de cenografia foi em "IMPOSSÍVEL"[9], um programa de televisão do mágico Luis de Matos (mágico) para a RTP.

Um dos seu mais recentes trabalhos de cenografia foi em "Sombras"[10], uma criação de Ricardo Pais para o Teatro Nacional de São João.

Em 2013 foi convidado a participar na Trienal de Arquitectura de Lisboa com um filme "An idea of architecture" sobre o seu trabalho e a sua visão da arquitectura e da vida - (realizado pela Transnética, Lda.).[11]

Obras DestacadasEditar

Exemplos da Obra de Nuno Lacerda LopesEditar

LivrosEditar

Autor de diversos livros sobre Desenho, Design e Arquitetura,

Em 2019, publicou:

  • Revista Frente&Verso: “Escola Secundária de Canelas – André Santos”, Nº 29. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Casa Alexandra Ribeiro - Piscina – Daniel Oliveira”, Nº 30. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Casa Senhora da Ribeira – Carla Inácio e Eliseu Gonçalves”, Nº 31. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Centro Tecnológico Cheto – Ana Isabel da Costa e Silva”, Nº 32. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Edifício Comercial Avenida da Boavista – Eduardo Souto Moura”, Nº 33. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Centro Sócio-Cultural da Costa Nova – ARX Portugal”, Nº 34. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Casas na Areia – Aires Mateus”, Nº 35. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Complexo Escolar de Gando – Francis Kéré”, Nº 36. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237

Em 2018, publicou:

  • Livro: “Novas questões sobre o ensino da construção - Conteúdos, métodos e práticas pedagógicas em Construção2 | FAUP", Edições CIAMH, Porto, 2018, ISBN 978-989-98808-8-7
  • Livro: “FRANCISCO BARATA: Arquitetura e Modos de Habitar”, Edições CIAMH, Porto, 2018, 120 pág, ISBN 978-989-98808-7-0
  • Livro: “SÉRGIO FERNANDEZ: Arquitetura e Modos de Habitar”, Edições CIAMH, Porto, 2018, 152 pág, ISBN 978-989-98808-9-4
  • Revista Frente&Verso: “Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões – Luis Pedro Silva”, Nº 25. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Casa RV – Marta Rocha + Fabien Vacelet”, Nº 26. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Casa das Histórias Paula Rego – Eduardo Souto Moura”, Nº 27. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Sogn Benedetg – Peter Zumthor”, Nº 28. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237

Em 2017, publicou:

  • Livro: “A Escola Ideal", com Rui Braz Afonso e Daniela Ladiana - Prefácio de Teresa Valsassina Heitor - Edições CIAMH, Porto, 2017, ISBN 978-989-98808-3-2
  • Livro: “FERNANDO TÁVORA: Arquitetura e Modos de Habitar”, Edições CIAMH, Porto, 2017, 110 pág, ISBN 978-989-99346-0-3
  • Livro: “BERNARDO FERRÃO: Arquitetura e Modos de Habitar”, Edições CIAMH, Porto, 2017, 115 pág, ISBN 978-989-98073-6-5
  • Livro "Construção Inteligente", Edições Draftbooks, Porto, 168 pág, ISBN 978-989-8573-09-4
  • Livro "Visão Periférica", Edição Draftbooks, Porto, 152 pág, ISBN 978-989-8573-08-7
  • Revista Frente&Verso: “Pinhais da Foz – Eduardo Souto Moura”, Nº 21. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Lugar do Outeiro – João Álvaro Rocha”, Nº 22. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Cais do Cavaco – João Paulo Loureiro”, Nº 23. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Salgueiral Sul – Graça Dias e Egas José Vieira”, Nº 24. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237

Em 2016, publicou:

  • Revista “BIM IS MORE”, Nº 01 (edição bilingue), Porto, 2016, 140 pág, ISSN 2183-7473
  • Livro: “TERESA FONSECA: Arquitetura e Modos de Habitar”, Edições CIAMH, Porto, 2016, 148 pág, ISBN 978-989-99346-1-0
  • Revista Frente&Verso: “Wohnanlage Ölzbündt – Hermann Kaufmann”, Nº 17. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Edifício Rua Sá Albergaria – Serôdio e Furtado”, Nº 18. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Edifício de Ebikon – Amrein Herzig”, Nº 19. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237
  • Revista Frente&Verso: “Centro Escolar de Mouriz – Nuno Lacerda Lopes”, Nº 20. Porto, FAUP, 16 pág, ISSN 2182-8237

Em 2015, publicou:

 
Centro Multimeios de Espinho.


Em 2014, publicou:

Em 2013 publicou:

Em 2012 publicou:

Em 2011 publicou:

  • Monografia: “NUNO LACERDA LOPES | SCENES – DO DESENHO À REPRESENTAÇÃO” (edição bilingue), Edições Transnética, Porto, 2011, 279 pág, ISBN 978-989-97480-3-3
  • Publicou os projetos: “ESCOLA DE MOURIZ” e “CASA DE VALONGO”, in NEVES, José Manuel; “Nuno Lacerda Lopes- Escola de Mouriz + Casa de Valongo” - Uzina Edições, Lisboa, 62 pág, ISBN 978-989-84561-0-6
  • Publicou a Monografia: “NUNO LACERDA LOPES | FURNITURE – DO PENSAMENTO AO DESENHO” (edição bilingue), Edições Transnética, Porto, 2011, 251 pág, ISBN 978-989-97480-2-6

Em 2010 publicou:

  • Livro “RUMO À PROFISSÃO”, Edições Lello, Porto, 2010, 190 pág, ISBN 978-972-48188-1-8.[12][13] com vista ao esclarecimento dos aspectos da profissão e as dificuldades de iniciar ou desenvolver projetos de empreendedorismo nos profissionais das ditas “indústrias criativas” onde a arquitetura se inscreve.
 
Presentation photo for the book collection "Teorias" by the author Nuno Lacerda Lopes

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. «PROJECTO E MODOS DE HABITAR». Biblioteca Nacional de Portugal 
  2. «CLUBINOV – Clube Empresarial de Inovação». Rui pauperio's Blogue. 16 de Outubro de 2010 
  3. «Caso Estudo - CNLL adopta AutoCAD e Revit». Blogue Datech Portugal. 3 de Maio de 2011 
  4. «MOBY - HABITAÇÃO MODULAR». Artigo no Espaço de Arquitectura. Espaço de Arquitectura 
  5. «Casa Valongo». Artigo no Plataforma Arquitectura. Plataformaarquitectura.cl 
  6. «Seminário BIM - IST: Desafios e Oportunidades». Notícia sobre Seminário BIM - IST: Desafios e Oportunidades. BIM Club 
  7. «Inovação: A escola do futuro deve ter arquitetura flexível». Inovação: artigo no site Inovação e Marketing. Inovação e Marketing 
  8. «Biografia CNLL». apresentação de docente da FAUP. Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto 
  9. «"IMPOSSÍVEL" de Luís de Matos». Sofia Paralta Camilo, Espalha Factos 
  10. «"Sombras" de Ricardo Pais». Teatro Nacional de São João 
  11. «"An idea of achitecture"». Filme. LAMIPA 
  12. Rumo à Profissão: entrevista com o autor. [S.l.]: Blog Novos Livros. Dezembro de 2010. ISBN 9789724818818  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  13. «Lançamento do Livro Rumo à Profissão». Espinho.tv. 18 de Janeiro de 2011