Abrir menu principal
Regional Oeste
  Bairro do Brasil  
Oeste.svg
Área
- Total 33,39
População
 - Total 268,124
    • Densidade 8.030,1 hab./km²
- IDH 0,853
- Índice de Gini 0,61
- Expectativa de vida ao nascer (anos) 71,65
Domicílios 76.949
Rendimento médio mensal 634,71
Energia elétrica (%) 99,84
Água encanada (%) 98,15
Coleta de lixo (%) 98,81
Fonte: PNUD/2000[1]

Oeste é uma região administrativa no município brasileiro de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, é administrada pela Administração Regional de Oeste. Faz limite com o município de Contagem (a oeste), com a região administrativa de Barreiro (a sul), com a região Noroeste (a norte), e coma região Centro-sul (a leste). Através desta região a Linha 1 do metrô, que a atravessa, segue até às Estações Cidade Industrial e Eldorado na cidade vizinha.

A região Oeste possui importantes referências urbanas e simbólicas, algumas de notória expressão, como o Parque de Exposições da Gameleira, o Expominas, o CEFET-MG, o Cemitério Parque da Colina, o Asilo Bom Pastor, a Basílica do Santo Cura D´Ars e a Igreja São José do Calafate, além de ser sede da centenária Orquestra Carlos Gomes.

A região apresenta-se, ainda, como uma área de expansão urbana. Bairros como Buritis e Estoril tornaram-se um prolongamento da região Centro - Sul, já altamente congestionada em termos populacionais.

Além desse eixo de expansão de fora para dentro, ou seja região Centro - Sul - Buritis/Estoril, existem outros eixos internos, que ocorrem a partir de áreas mais adensadas para áreas vazias ou menos densas da região, como são os casos dos eixos Buritis/Palmeiras, Betânia/Palmeiras e Gutierrez e Nova Suíça/Jardim América.

Alguns bairros, como Prado e Calafate, não se apresentam como eixos de expansão territorial, visto tratarem-se de bairros muito antigos, já consolidados em seu crescimento.

Há entretanto, uma outra forma de expansão urbana nos mesmos, qual seja, a expansão verticalizada, em especial próximo à Avenida Amazonas. Outros bairros como o Salgado Filho, Jardim América, Gutierrez, Grajaú e Alto Barroca, apresentam um processo de verticalização mais homogêneo e gradual.

Merece destaque, dentro do contexto dos bairros da região Oeste, o aglomerado do Morro das Pedras, que reúne, atualmente, cerca de 25 (vinte e cinco) mil habitantes, distribuídos entre várias comunidades.

A topografia da região é muito acidentada, apresentando raros e descontínuos trechos de declividade suave. Destaca-se como local mais acidentado da região, o aglomerado Morro das Pedras, que apresenta uma declividade variável de 20 a 50%, caracterizada pela existência de áreas de risco, formadas por solos de rochas graníticas, de pouca resistência às intempéries e, por isso, de fácil deslizamento, o que é agravado pelo alto adensamento da área.

Toda a região Oeste situa-se na bacia do ribeirão Arrudas, sendo a maior parte do território regional interceptada por afluentes da margem direita, entre os quais se destacam os córregos Piteiras e Marinho, que foram canalizados e capeados, transformando-se nas avenidas Barão Homem de Melo e Silva Lobo, e o córrego do Cercadinho, que ainda corre a céu aberto, separando os bairros Havaí e São José, Estoril e Buritis.

Existem na região 827.809 metros quadrados de áreas verdes distribuídos entre 7 parques municipais, que abrigam espécies como pau-brasil, pau-ferro e sibipiruna, além de diversos tipos de animais. A sub - área que engloba os bairros Betânia e Palmeiras abrigam a única mata nativa de preservação ambiental restante na região, que está concentrada próxima ao Anel Rodoviário .

Seus principais bairros são:

Buritis, Prado, Estoril, Jardim América, Gutierrez, Nova Suíça, Gameleira, Nova Cintra, Salgado Filho, Palmeiras, Betânia e Nova Granada.

ParquesEditar

  • Parque Halley Alves Bessa (Praça Márcio A Menin)
  • Parque Jacques Cousteau
  • Parque Estrela Dalva
  • Parque da Vila Pantanal
  • Parque Ecológico do Buritis
  • Parque Aggeo Pio Sobrinho

Lista de bairrosEditar

Oeste possui um total de 57 bairros:[2]

Referências