Abrir menu principal
"One Sweet Day"
Single de Mariah Carey e Boyz II Men
do álbum Daydream
Lançamento 14 de Novembro de 1995
Formato(s)
Gravação Fevereiro de 1995
Género(s)
Duração 4:41
Editora(s) Columbia
Letra
Composição
  • Mariah Carey
  • Walter Afanasieff
Produção
  • Mariah Carey
  • Walter Afanasieff
Cronologia de singles de Mariah Carey
"Fantasy"
(1995)
"Open Arms"
(1996)
Cronologia de singles de Boyz II Men
"Vibin'"
(1995)
"I Remember"
(1996)

"One Sweet Day" é uma canção gravada pela cantora e compositora Mariah Carey e o grupo de R&B Boyz II Men, ambos norte-americanos. Foi composta por Carey, Walter Afanasieff e pelos membros do conjunto: Wanya Morris, Shawn Stockman, Nathan Morris e Michael McCary. Carey e Afanasieff produziram-a para o quinto álbum de estúdio da cantora, Daydream (1995), sendo lançada como o segundo single do disco a 14 de Novembro de 1995 pela editora discográfica Columbia Records. A letra da obra trata sobre a perda de um ente querido, e sobre um dia vê-lo mais uma vez no céu, e como o protagonista perde cada vez mais entes a cada dia que passa. Ambos Carey e Boyz II Men escreveram a faixa tendo em conta pessoas específicas em suas vidas, entretanto, também dedicando-a à epidemia da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA) que se manifestava globalmente no ano de lançamento.

Geralmente, "One Sweet Day" foi recebida com opiniões positivas pelos críticos especialistas em música contemporânea que elogiaram o conteúdo da letra e os vocais dos artistas, bem como notando a faixa como um destaque em Daydream. A música alcançou um enorme sucesso nos Estados Unidos, onde ocupou por dezasseis semanas consecutivas o primeiro posto da tabela Billboard Hot 100, um recorde mantido por 23 anos. Também alcançou semelhante êxito em todo o mundo, classificando-se no topo das listas do Canadá e da Nova Zelândia, e dentro das dez melhores colocações da Austrália, Bélgica, França, Irlanda, Noruega e Reino Unido. Além disso, "One Sweet Day" foi considerada pela revista Rolling Stone como a "Melhor Colaboração de Todos os Tempos".

Carey cantou "One Sweet Day" ao vivo na televisão por várias vezes em diversas cerimónias de entrega de prémios ao redor do mundo. Ela apresentou-a juntamente com Boyz II Men na trigésima oitava cerimónia anual dos Grammy Awards, realizada na noite de 26 de Fevereiro de 1996. Além disso, foi interpretada no serviço memorial da Princesa Diana em Setembro do ano seguinte. O single fez parte do repertório de várias digressões de sucesso de Carey, fazendo sua estreia durante a Daydream World Tour (1995) e é apresentada nos álbuns de compilação #1's (1998), Greatest Hits (2001), The Ballads (2008), LoveSongs (2010) e #1 to Infinity (2015).

O vídeo musical de "One Sweet Day" foi filmado em meados de 1996 e apresenta trechos dos artistas no estúdio enquanto gravavam a música. A cantora explicou a ideia por detrás do vídeo, alegando que devido às agendas lotadas de ambos Boyz II Men e dela, eles temiam não ter tempo suficiente para a gravação de um vídeo adequado. Por esta razão, foi montado um conjunto de vídeo no estúdio enquanto eles escreviam e gravavam a canção, usando pedaços do processo de gravação para elaborar o vídeo musical. Mais tarde, Carey disse que ficou contente com o facto de um vídeo para a música nunca ter sido filmado, temendo que nenhum poderia capturar verdadeiramente a forte mensagem da letra da canção. Críticos acharam a escolha de vídeo sábia, e concordaram que o conceito simples homenageia a mensagem altruísta da canção.

Antecedentes e contextoEditar

"Quando eu descobri que ela tinha SIDA, chorei por dias. Ela jamais poderia realmente cuidar do seu filho de novo, ele agora vive com a minha mãe. Esta história triste fez-me preocupar mais com outras crianças necessitadas. Dar-lhes conselhos e fazer com que elas fiquem com uma vida melhor."

— Mariah Carey, falando sobre os seus sentimentos aquando da sua irmã ter sido diagnosticada com HIV.[1]

Após a morte de David Cole, amigo e antigo colaborador de Carey, ela começou a escrever e desenvolver uma música que iria prestar uma homenagem a ele e a todos os amigos e familiares que seus fãs haviam perdido ao longo da viagem da vida.[2] Carey teve a ideia e refrão compostos, e depois de uma reunião com os Boyz II Men, eles aperceberam-se que também tinham uma ideia similar em desenvolvimento.[2] Juntos, usando o refrão e a ideia de Carey, assim como a melodia que tinham produzido juntos, escreveram e compuseram a música. A canção foi produzida por Carey e Walter Afanasieff, que construiu a melodia da canção e acrescentou vários grooves e batidas.[2]

"Eu escrevi a ideia inicial de 'One Sweet Day' com Walter, e eu tinha o refrão ... e parei e disse: 'Eu quero mesmo fazer isso com os Boyz II Men, porque ... obviamente eu sou uma grande fã deles e pensei que o trabalho estava a chamar por eles, os vocais que eles fazem, então eu deixei-a de lado e disse: 'Quem sabe se isso poderia acontecer, mas eu só não quero terminar esta canção porque eu quero que seja a nossa canção, se alguma vez a fizermos juntos. [A] ideia de quando você perde as pessoas que estão perto de você, sua vida muda e isso muda a sua perspectiva. Quando [eles] chegaram ao estúdio, eu toquei para eles a ideia para a música e quando [a gravação] terminou, eles entre-olharam-se, um pouco atordoados, e disseram-se que Nathan Morris tinha escrito uma canção em homenagem ao seu gerente de digressão que tinha falecido. Tinha basicamente a mesma letra e se colocava sobre as mesmas mudanças de acordes. Foi muito, muito estranho. Nós terminamos a canção ali mesmo. Estávamos todos meio que capotados sobre isso. O destino teve muito a ver com isso. Sei que algumas pessoas não vão acreditar, mas não inventaria uma história tão maluca."

Carey a expressar como a música foi "fruto do destino" e como todas as peças se encaixaram no lugar.[2]

Depois de começarem a trabalhar na música, Carey decidiu incorporar outras letras no refrão, tentando fazer a canção relacionável ​​com a epidemia do SIDA, que esteve em pleno vigor em meados de 1990.[3] Além disso, a irmã de Carey, Allison Carey, havia sido recentemente diagnosticada com HIV, uma notícia que arruinou o relacionamento das duas e também separou-as.[4] Carey afirmou que escreveu a canção com a esperança de que todos os seus fãs que haviam perdido alguém pudessem relacionar-se e talvez ajudar a aliviar a dor da perda. A cantora descreveu a canção como "[a] ideia de quando você perde as pessoas que estão perto de você, sua vida muda e isso muda a nossa perspectiva."[2]

Estrutura musical e conteúdoEditar

Uma amostra de 29 segundos de "One Sweet Day" apresentando um órgão. Uma canção que Carey escreveu sobre pessoas que morreram, e o impacto que isso tem sobre os outros.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"One Sweet Day" é uma canção de ritmo lento que mistura o rhythm and blues (R&B) com a música pop.[5] Foi co-escrita por Carey, Walter Afanasieff, Wanya Morris, Shawn Stockman, Nathan Morris e Michael McCary, com Carey e Afanasieff ficando encarregues da produção e arranjos. A obra incorpora instrumentação de órgão e diferentes grooves contemporâneos e batidas em seu arranjo principal, acrescentando percussão e sintetizadores também.[5] A canção é definida no compasso de tempo comum, e foi escrita na tonalidade de M. Apresenta uma progressão de acordes básica de 9,[5] enquanto os vocais de Carey e Boyz II Men vão desde a nota baixa de Mi4 até a nota alta de Lá5. O piano na faixa range de Ré2 à Lá5.[5] O autor Chris Nickson elogiou a instrumentação da música e o arranjo, chamando o uso de sintetizadores de "sábio" e "eficiente". Além disso, ele alegou que a produção de Afanasieff e o vocal e arranjo da produção por Carey ajudou na junção dos vocais da canção com o conteúdo da letra.[2]

"One Sweet Day" foi inspirada na morte de David Cole, produtor e membro da dupla C+C Music Factory, assim como na da "lenda da guitarra" de Mariah e também guitarrista dos Def Leppard, Steve Clark, em 1991. Esta é uma das canções de Daydream que Carey usa para demonstrar o seu poder vocal.[6]

Crítica profissionalEditar

"One Sweet Day" recebeu opiniões positivas pela crítica especialista em música contemporânea. Em sua resenha de Daydream, Bill Lamb, do portal About.com, louvou a canção, chamando Carey e Boyz II Men de "um casal vocal perfeito" e escreveu que "juntos eles mudam o que poderia ser uma balada, com um desempenho verdadeiramente inspirador e esperançoso."[7] O editor do Allmusic, Stephen Thomas Erlewine, elogiou a canção pelo ofício e pela composição, comentando que "[em] 'One Sweet Day', um dueto com Boyz II Men, Carey apela igualmente a ambas as audiências por causa da enorme quantidade de astúcia e trabalho duro que ela coloca em seus álbuns."[8] Ken Tucker, da revista electrónica Entertainment Weekly, sentiu que a música verdadeiramente se destacou no álbum. "['One Sweet Day'] irradia uma sensualidade jovial que Carey raramente permite a si própria revelar em sua música."[9] Stephen Holden, do jornal The New York Times, compartilhou sentimentos semelhantes e escreveu: "Em 'One Sweet Day', a cantora junta forças com Boyz II Men, os mestres das suplicantes harmonias vocais pós-doo-wop, para [criar] um louvor que sugere que os cantores foram pessoalmente tocados pela crise da SIDA."[10] A revista People sentiu que a canção foi uma "faixa de destaque" e chamou a demonstração vocal de Carey de um "belting de bravura".[11]

Prémios e nomeaçõesEditar

"One Sweet Day" ganhou diversos prémios ao longo de 1996. Nos Blockbuster Entertainment Awards, a canção venceu o prémio de "Single Favorito Adulto Feminino Contemporâneo".[12] A música também venceu o prémio de "Canção do Ano" nos BMI Awards e um "Prémio Especial por 16 semanas no número um" nos Billboard Music Awards.[12] Juntos, Daydream e "One Sweet Day" foram nomeados para seis Grammy Awards na sua 38ª cerimónia anual, no entanto, para o espanto de Carey e para o choque dos críticos, perderam todas as nomeações.[13][14] Em uma pesquisa conduzida pela revista Rolling Stone, a canção ficou em primeiro lugar na categoria "Melhor Colaboração de Todos os Tempos".[15]

Ano Prémio Categoria Resultado
1996 Billboard Music Awards[16] Top Hot 100 Singles Nomeado
Prémio Especial — 16 semanas em número um Venceu
Blockbuster Entertainment Awards[12] Single Favorito Adulto Feminino Contemporâneo Venceu
Grammy Awards[17] Melhor Colaboração Pop com Vocais Nomeado
Gravação do Ano Nomeado
MTV Video Music Awards[18] Melhor Vídeo R&B Nomeado
NAACP Image Awards[19] Melhor Performance em um Especial de Variedades[A] Nomeado
1997 ASCAP Awards[12] Compositor de Rhythm & Soul[B] Venceu
BMI Pop Music Awards[20] Melhor Compositor de Pop[B] Venceu
Canção do Ano Venceu

↑[A] A nomeação vai para a performance de Mariah Carey e Boyz II Men no Madison Square Garden, que se encontra no DVD Fantasy: Mariah Carey at Madison Square Garden.
↑[B] A nomeação vai para os compositores da canção: Mariah Carey, Walter Afanasieff, Nathan Morris, Michael McCary, Shawn Stockman, Wanya Morris.

Vídeo musicalEditar

 
Uma vez que nunca foi filmado um vídeo oficial, foi lançada uma compilação em vídeo que mostra imagens dos artistas enquanto gravavam e compunham a música.

O vídeo da música foi dirigido por Larry Jordan.[2] Quando Carey e Boyz II Men se juntaram para gravar "One Sweet Day", eles não tiveram tempo suficiente para se reunirem e filmarem um vídeo.[2] Por este motivo, uma equipa de filmagens esteve presente durante a composição e gravação da canção, e filmou os artistas a gravarem a música no estúdio.[2]

"Foi uma loucura! Eles tinham equipas de filmagens e rapazes do vídeo, enquanto eu estava na direcção a tentar produzir. E esses rapazes estavam a correr fazendo um baile, porque Mariah e eles estavam a rir e a gritar e eles estavam a ser entrevistados. E eu estava a chamar atenção às pessoas. 'Temos que ir ao microfone!' Eles foram embora passadas duas horas, então eu gravei tudo que eles fizeram, rezando para que fosse o suficiente."

Walter Afanasieff a fazer declarações sobre o vídeo de "One Sweet Day" em uma entrevista.[2]

Após o lançamento da música, Carey expressou a sua felicidade com o vídeo. Ela disse que estava feliz com o facto de um vídeo real nunca ter sido filmado, temendo que nenhum vídeo poderia realmente capturar a "preciosa mensagem da música". Críticos concordaram com a artista, achando que a canção foi uma combinação perfeita para o vídeo e a sua mensagem.[2] Além das sessões de gravação, o vídeo também compartilhou pedaços da ligação e da partilha das ideias que Carey e Boyz tiveram no estúdio, o lugar onde Carey sentiu que eles "conectaram".[2]

Apresentações ao vivoEditar

 
Carey e Boyz II Men a cantarem "One Sweet Day" no Madison Square Garden em Nova Iorque, 1995.

"One Sweet Day" foi interpretada na 38º cerimónia dos Grammy Awards, realizada na noite de 28 de Fevereiro de 1996 em Los Angeles, Califórnia. Durante a apresentação, Carey usou um vestido longo preto e uma blusa sem mangas, enquanto o grupo usou jaquetas brancas e calças pretas. Depois da ponte da canção, um coro de cantores e cantoras instalou-se nas vigas colocadas sobre o palco, todos vestidos de branco.[21] A canção também foi desempenhada no serviço memorial para a Princesa Diana em Setembro de 1997, onde outros artistas se apresentaram, incluindo o britânico Elton John. Durante o serviço funerário e o recital da música, Carey usou um longo e conservador vestido preto, com longos cachos dourados. Todos os Boys II Men usaram fatos escuros e roupas semelhantes.[21] A canção fez parte do especial de Natal de Carey da Black Entertainment Television (BET) em 2001, onde ela cantou a música junto com Boyz II Men. Durante o especial, a artista estava em um vestido vermelho em honra do tema de férias do programa, e tinha feito um penteado dourado. Um dos vocalistas masculinos já havia sido trocado, como um dos membros do grupo havia renunciado a sua posição no mesmo.[21]

Além de aparições na televisão ao vivo, a canção foi executada em muitas das digressões de Carey.[22] "One Sweet Day" foi interpretada em todos os concertos da Daydream World Tour em 1996, onde os Boyz II Men foram projectados em uma grande tela.[23] O vídeo foi tirado da filmagem de Carey no Madison Square Garden no final de 1995, e foi reproduzido em sincronia com os versos da cantora. Um conceito similar foi usado pela intérprete na Butterfly World Tour em 1998, com a adição de uma junção de vários vocalistas no palco.[22] Além disso, a canção foi interpretada em datas selecionadas da The Adventures of Mimi Tour em 2006. Durante as apresentações da digressão em Anaheim, Califórnia, o grupo juntou-se a Carey ao vivo no palco e juntos eles cantaram a música.[24] Durante a Angels Advocate Tour em 2010, Carey realizou um trecho da canção em Singapura, com o cantor Trey Lorenz preenchendo os versos do grupo.[25]

Outras versõesEditar

"One Sweet Day" foi interpretada pelos sete finalistas da sétima temporada do American Idol.[26] O desempenho foi filmado devido à semana temática "Mariah Carey", na qual todos os concorrentes cantaram músicas do repertório da artista.[26] A música foi cantada, adicionalmente, na quinta temporada do reality show britânico The X Factor pela boy band JLS. O desempenho recebeu elogios de todos os quatro júris, que comentaram sobre como foi uma "canção incrivelmente difícil de cantar" pois era uma "canção de Mariah".[27] A música também foi interpretada por John Adeleye durante a sétima temporada da mesma versão do programa. O tema da noite foi "Canções #1".[28] Shannon Magrane interpretou a música na décima primeira temporada do American Idol, na semana em que os concorrentes tiveram que cantar canções do ano em que nasceram.[29] Andy Williams lançou uma versão em 2007 no último álbum da sua carreira, I Don't Remember Ever Growing Up.[30]

Alinhamento de faixas e formatosEditar

CréditosEditar

Os créditos seguintes foram adaptados do encarte do álbum Daydream (1995):[36]

Desempenho nas tabelas musicaisEditar

Nos Estados Unidos, "One Sweet Day" tornou-se no décimo single de Carey a atingir a primeira posição da Billboard Hot 100 e o quarto dos Boyz II Men. A canção permaneceu no topo por um recorde de 16 semanas consecutivas, a partir de 2 de Dezembro de 1995 a 16 de Março de 1996.[37][38] Este recorde foi apenas quebrado 24 anos depois por "Old Town Road" de Lil Nas X com participação de Billy Ray Cyrus.[39][40][41] Boyz II Men já havia realizado este recorde por duas vezes, quando "End of the Road" ocupou a posição de topo por treze semanas consecutivas entre 15 de Agosto a 7 de Novembro de 1992[42][43] e "I'll Make Love to You" ficou no topo durante quatorze semanas consecutivas entre 27 de Agosto a 26 de Novembro de 1994.[38][44] "One Sweet Day" substituiu "Exhale (Shoop Shoop)" (1995) da cantora Whitney Houston no número um, e foi mais tarde substituída por "Because You Loved Me" (1996) da cantora franco-canadense Céline Dion.[38] O single também estreou no número um, fazendo de Carey a primeira artista a ter mais de uma canção a estrear no número um, e uma das duas artistas a ter dois singles consecutivos a estrearem no topo da tabela, junto com Britney Spears com as canções "3" (2009) e "Hold It Against Me" (2011).[2][45] "One Sweet Day" foi o terceiro single mais vendido de 1995 nos EUA, com vendas superiores a 1.3 milhões de cópias, sendo que o segundo single mais vendido foi "Fantasy" também de Carey, fazendo dela a artista mais bem sucedida desse ano e também da década de 1990.[46] Tendo passado 26 semanas dentro das quarenta melhores posições da tabela musical, a música recebeu o certificado de disco de platina dupla pela Recording Industry Association of America (RIAA) e posicionou-se na primeira posição na publicação de fim-de-ano da Hot 100.[47] Até a actualidade, o single vendeu mais de 2.334 mil unidades físicas em território norte-americano.[48]

Fora dos EUA, "One Sweet Day" alcançou as dez melhores colocações em mais de treze países e liderou a tabela do Canadá e da Nova Zelândia, onde recebeu o certificado de disco de platina. No Canadá, a canção estreou na tabela de singles da RPM no número 89 a 4 de Dezembro de 1995,[49] e atingiu o topo da tabela a 22 de Janeiro do ano seguinte.[50] A música permaneceu na tabela por um total de 24 semanas e posicionou-se na décima segunda posição na publicação de fim-de-ano.[51][52] Alcançou as duas melhores posições na Austrália, onde recebeu o certificado de disco de platina,[53] e nos Países Baixos.[54][55] Na Irlanda e na França, onde recebeu o certificado de disco de prata,[56] posicionou-se dentro dos cinco melhores postos.[57][58] Na Bélgica, Noruega, Suécia e no Reino Unido, a canção atingiu o seu pico dentro das dez melhores posições.[59][60][61][62]

No Reino Unido, "One Sweet Day" é um dos singles mais vendidos de Carey, com vendas estimadas em mais de 255 mil cópias.[63] De acordo com a revista Billboard, o single é a trigésima quarta canção mais bem-sucedida da tabela Hot 100 de todos os tempos.[64]

Precedido por
Canção da Década
Sucedido por
"We Belong Together" por Mariah Carey
Precedido por
"Exhale (Shoop Shoop)" por Whitney Houston
Singles número um na   Billboard Hot 100
2 de Dezembro de 1995 — 16 de Março de 1996
Sucedido por
"Because You Loved Me" por Céline Dion
Precedido por
"Gangsta's Paradise por Coolio com participação de L.V.
Single número um na   RIANZ
22 de Dezembro de 1995 — 19 de Janeiro de 1996
Sucedido por
"How Bizarre" por OMC
Precedido por
"As I Lay Me Down" por Sophie B. Hawkins
Singles número um na   Hot Adult Contemporary Tracks
30 de Dezembro de 1995 — 23 de Março de 1996
Sucedido por
"Because You Loved Me" por Céline Dion
Precedido por
"Exhale (Shoop Shoop)" por Whitney Houston
Singles número um na   RPM
22 de Janeiro de 1996 — 29 de Janeiro de 1996
Sucedido por
"One of Us" por Joan Osborne

Certificações e vendasEditar

Região — Associação (Vendas) Certificação
Austrália — ARIA (70 mil) Platina[53][81]
Bélgica — BEA (25 mil) Ouro[82]
Canadá — CRIA (10 mil) Platina[83]
Estados Unidos — RIAA (2 334 000) 2× Platina[84]
França — SNEP (125 mil) Prata[56]
Irlanda — IRMA (15 mil) Platina[85]
Nova Zelândia — RIANZ (15 mil) Platina[86]
Noruega — IFPI (10 mil) Ouro[87]
Reino Unido — BPI (200 mil) Prata[88]

Histórico de lançamentoEditar

Região Data Formato Editora discográfica
Alemanha[89] 14 de Novembro de 1995 CD single Columbia Records
Canadá[90]
Estados Unidos[91]
França[92]
Japão[93]
Reino Unido[94]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Leitura adicional
  1. NICKSON, Chris (1998). Mariah Carey revisited: her story (em inglês). [S.l.]: St. Martin's Press. ISBN 978-0312195120 
  2. SHAPIRO, Marc (2001). Mariah Carey: The Unauthorized Biography (em inglês). [S.l.]: ECW Press. ISBN 978-1550224443 
  3. ARGENSONM Jim (2010). Mariah Carey Concert Tours (em inglês). [S.l.]: St. Martin's Press. ISBN 1155562046 
Notas de rodapé


  1. Nickson & 1998 140–141
  2. a b c d e f g h i j k l m Nickson & 1998 144
  3. Shapiro & 2001 93–94
  4. Nickson & 1998 137–138
  5. a b c d «Mariah Carey - One Sweet Day - Digital Sheet Music». Musicnotes (em inglês). Alfred Music Publishing. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  6. «Discografia de Mariah Carey: One Sweet Day» (em inglês). MCArchives. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 17 de novembro de 2013 
  7. Lamb, Bill. «Mariah Carey 'Daydream'» (em inglês). About.com. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 5 de junho de 2011 
  8. Erlewine, Stephen Thomas. «Mariah Carey: Daydream» (em inglês). Allmusic. All Media Guide. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  9. Tucker, Ken (13 de Outubro de 1995). «Daydream (1995)». Entertainment Weekly (em inglês). Time Warner. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  10. Holden, Stephen (8 de Outubro de 1995). «Pop Music; Mariah Carey Glides Into New Territory». The New York Times (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  11. Lasswell, Mark; Hilbrandt, David; Helligar, Jeremy; Scherman, Tony (16 de Outubro de 1995). «Picks and Pans Main: Song». People (em inglês). Time Warner. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  12. a b c d «Mariah Carey Career Achievement Awards» (em inglês). Mariah Carey.com. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 21 de março de 2009 
  13. Nickson & 1998 152
  14. Shapiro & 2001 98
  15. «Readers Poll: Best Collaborations of All Time». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 30 de Junho de 2013 
  16. «1996 Billboard Music Awards, The». Billboard (em inglês). TCM. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  17. «List of Grammy nominees» (em inglês). Cable News Network. Academy of Motion Picture Arts and Sciences. 4 de Janeiro de 1996. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2013 
  18. «1996 MTV Video Music Awards» (em inglês). MTV (MTV Networks). Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  19. «1996 NAACP Image Awards» (em inglês). NAACP Image Awards. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  20. «One Sweet Day (Legal Title)» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2016 
  21. a b c Nickson & 1998 142
  22. a b Nickson & 1998 155
  23. Argenson & 2010 29–33
  24. Argenson & 2010 38–42
  25. «Mariah Performs at Formula 1 in Singapore» (em inglês). Mariah Carey.com. 27 de Setembro de 2010. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 1 de outubro de 2010 
  26. a b «American Idol Top 7 - One Sweet Day - Mariah Carey Week». American Idol (em inglês). Shelby.tv. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  27. Fletcher, Alex (13 de Dezembro de 2008). «'X Factor' obituary: JLS». Digital Spy (em inglês). Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2013 
  28. McGarry, Lisa (9 de Outubro de 2010). «X Factor 2010: John Adeleye sings One Sweet Day (Video)» (em inglês). Unreality Tv. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 2 de novembro de 2013 
  29. Mansfield, Brian (15 de Março de 2012). «Shannon Magrane: 'One Sweet Day'». USA Today (em inglês). Consultado em 16 de Novembro de 2013 
  30. «I Don't Remember Ever Growing Up by Andy Williams» (em inglês). iTunes (Apple Inc.). Consultado em 16 de Novembro de 2013 
  31. (1995) Créditos do álbum One Sweet Day por Mariah Carey [cassete single]. Columbia Records (38T 78074).
  32. (1995) Créditos do álbum One Sweet Day por Mariah Carey [maxi single]. Japão: Columbia Records (SRCS 7821).
  33. (1995) Créditos do álbum One Sweet Day por Mariah Carey [maxi single]. Estados Unidos: Columbia Records (44 78075).
  34. (1995) Créditos do álbum One Sweet Day por Mariah Carey [maxi single]. Reino Unido: Columbia Records (662603 2).
  35. (1995) Créditos do álbum One Sweet Day por Mariah Carey [maxi single]. Reino Unido: Columbia Records (662603 5).
  36. (1995) Créditos do álbum Daydream por Mariah Carey [Compact Disc]. Nova Iorque, Nova Iorque, Estados Unidos: Columbia Records.
  37. Trust, Gary (2 de Dezembro de 2012). «Dec. 2, 1995: Mariah Carey, Boyz II Men Begin Historic Hot 100 Reign». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 2 de Dezembro de 2012 
  38. a b c Nickson & 1998 145
  39. TRUST, Gary (2 de Dezembro de 2012). «Dec. 2, 1995: Mariah Carey, Boyz II Men Begin Historic Hot 100 Reign». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 4 de Maio de 2015 
  40. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome allmusic2
  41. ATKINSON, Katie (29 de Julho de 2019). «Mariah Carey Sends One Sweet Message to Lil Nas X After 'Old Town Road' Breaks Her Hot 100 Chart Record». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 29 de Julho de 2019 
  42. «The Hot 100 chart listing for the week of August 15, 1992». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  43. «The Hot 100 chart listing for the week of November 07, 1992». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  44. Trust, Gary (1 de Outubro de 2009). «Chart Beat Thursday: Black Eyed Peas, Pearl Jam, Frank Sinatra». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2013 
  45. Trust, Gary (19 de Janeiro de 2011). «Britney Spears' 'Hold It Against Me' Debuts Atop Hot 100». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 24 de Maio de 2012 
  46. Christman, Ed (20 de Janeiro de 1996). Best-Selling Records of 199 (em inglês). Estados Unidos: Billboard 
  47. a b Mayfield, Geoff (25 de Dezembro de 1999). «1999 The Year in Music Totally '90s: Diary of a Decade - The listing of Top Pop Albums of the '90s & Hot 100 Singles of the '90s». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  48. Trust, Gary (2 de Junho de 2010). «20/20 'Vision': Mariah Marks Milestone». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011. [htpp://archive.is/G32AC Cópia arquivada em 10 de Abril de 2013] 
  49. «Top Singles - Volume 62, No. 18, December 04 1995». RPM (em inglês). 18 de Dezembro de 1995. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 4 de novembro de 2013 
  50. «Top Singles - Volume 62, No. 23, January 22 1996». RPM (em inglês). 22 de Janeiro de 1996. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 9 de março de 2012 
  51. «Top Singles - Volume 63, No. 14, May 20 1996». RPM (em inglês). 20 de Maio de 1996. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  52. a b «RPM's Top 100 Singles Of 1996». RPM (em inglês). 15 de Dezembro de 1996. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  53. a b Kent, David (2006). Australian Chart Book 1993-2005 (em inglês). Austrália: Australian Recording Industry Association. ISBN 0-646-45889-2 
  54. a b «Mariah Carey: One Sweet Day» (em alemão). ARIA Charts. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  55. a b «Mariah Carey: One Sweet Day» (em alemão). Dutch Top 40. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  56. a b «French single certifications – Mariah Carey – One Sweet Day» (em inglês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 9 de março de 2012 
  57. a b «Mariah Carey: One Sweet Day» (em francês). French Singles Chart. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  58. a b «Search The Charts» (em irlandês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  59. a b c «Mariah Carey: One Sweet Day» (em inglês). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  60. a b «Mariah Carey: One Sweet Day» (em norueguês). VG-lista. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2013 
  61. a b «UK Charts > Mariah Carey» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  62. a b «Mariah Carey: One Sweet Day» (em sueco). Sverigetopplistan. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  63. «Mariah Carey official top 20 biggest-selling songs in the UK» (em inglês). MTV (MTV Networks). Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  64. «The Hot 100 All Time Top Songs». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 29 de Julho de 2013 
  65. «Chartverfolgung/Carey, Mariah/Single» (em alemão). Media Control Charts. PhonoNet. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  66. «Mariah Carey: One Sweet Day» (em inglês). Ö3 Austria Top 40. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  67. «Top Singles - Volume 62, No. 23, January 22, 1996». RPM (em inglês). 22 de Janeiro de 1996. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 9 de março de 2012 
  68. a b «Hits of World». Billboard (em inglês). 108 (3). 20 de Janeiro de 1996. ISSN 0006-2510 
  69. a b c d e «Mariah Carey > Charts & Awards > Billboard Albums» (em inglês). Allmusic. Macrovision. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  70. «Mariah Carey: One Sweet Day» (em finlandês). Finland's Official List. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  71. «Profile of Mariah Carey» (em japonês). Oricon. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  72. «Mariah Carey: One Sweet Day» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  73. «Mariah Carey: One Sweet Day» (em inglês). Swiss Music Charts. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  74. «ARIA Charts - End Of Year Charts - Top 50 Singles 1996» (em inglês). Australian Recording Industry Association. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  75. «Jaaroverzichten 1996» (em alemão). Ultratop 50. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  76. «Rapports annuels 1996» (em francês). Ultratop 40. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  77. «Billboard Top 100 - 1996» (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Cópia arquivada em 19 de junho de 2012 
  78. «Classement Singles - année 1996» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 1 de novembro de 2012 
  79. «Top 40 1996» (em inglês). Dutch Top 40. MegaCharts. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  80. «Schweizer Jahreshitparade 1996» (em inglês). Swiss Music Charts. Hung Medien. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  81. «ARIA Charts – Accreditations – 1995 Singles». Australian Recording Industry Association (em inglês) 
  82. «Ultratop − Goud en Platina – 1995» (em neerlandês). Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em 16 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 17 de Agosto de 2012 
  83. «Certificações do Canadá para Mariah Carey» (em inglês). Music Canada. Consultado em 16 de Novembro de 2013 
  84. «Certificação da RIAA para "One Sweet Day"» (em inglês). Recording Industry Association of America. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  85. «Irish single certifications – Mariah Carey – One Sweet Day» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 16 de Novembro de 2013. Cópia arquivada em 17 de Agosto de 2013 
  86. Kent, David (2007). The Complete New Zealand Music Charts 1966-2006 (em inglês). [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-877443-00-8 
  87. «IFPI Norsk Platebransje» (em inglês). International Federation of the Phonographic Industry. IFPI Noruega. Consultado em 14 de Outubro de 2011. Arquivado do original em 11 de abril de 2012 
  88. «BPI Certified Awards» (em inglês). British Phonographic Industry. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  89. «One Sweet Day/Cd-S (Single, Maxi, Import)» (em alemão). Amazon.de. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  90. «One Sweet Day (Maxi, Import)» (em inglês). Amazon.ca. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  91. «One Sweet Day (Single)» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  92. «One Sweet Day (CD Single, Single Maxi, Import)» (em francês). Amazon.fr. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  93. «One Sweet Day (Single, Maxi, Import, from US)» (em japonês). Amazon.co.jp. Consultado em 14 de Outubro de 2011 
  94. «One Sweet Day (12" VINYL) (Single, Import)» (em inglês). Amazon.co.uk. Consultado em 14 de Outubro de 2011