Oshare kei

Oshare kei
Origens estilísticas Visual Kei, J-rock, J-pop, entre outros
Contexto cultural Meados da década de 2000 no Japão[1]
Instrumentos típicos vocal, guitarra, baixo, bateria, teclados, entre vários outros intrumentos de corda, de percussão, de sopro, de teclas, eletrônicos, clássicos e tradicionais
Popularidade Grande popularidade no Japão e outros países do Leste Asiático, popularidade média na Austrália, Rússia, Europa Ocidental e parte da Américas.
Formas derivadas Visual Kei
Subgêneros
Angura kei, Eroguro kei, Nagoya kei, entre outros

Oshare kei(おしゃれ系)é um subgênero do Visual Kei que segue o estilo "fofo", "brilhante" e "colorido". Significa janotismo que é excessivo rigor ou luxo no trajar; apuro; ostentação. Geralmente os integrantes de bandas ditas Oshare muito raramente utilizam "costumes", vestem antes roupas de várias marcas de street fashion japonesas como H.Naoto, Sex Pot Revenge etc... Como os An Cafe por exemplo. Oshare Kei apenas como um modo de fazer Visual Kei, pois como podes ver o conceito de uma banda Oshare em termos de visual converge com uma banda de Visual, pois ambos expressam-se através de visuais.[2]

BandasEditar

Estilo de música japonesa (Jrock) na qual os cantores se vestem de maneira extravagante e com muitos enfeites. Ex: Charlotte, Antic Cafe, Shelly Trip Realize, Delphinium, Vinett, SuG, LM.C, Hime Ichigo[3] etc.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Yue, Zhen. «What is Visual Kei? – introduction and guide» (em inglês). Consultado em 17 de maio de 2020 
  2. «Oshare Kei». Jame World (em inglês). 19 de abril de 2010. Consultado em 17 de maio de 2020 
  3. «Hime Ichigo». Jame World 
  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.