Públio Valério Falto

político

Públio Valério Falto (em latim: Publius Valerius Falto) foi um político da gente Valéria da República Romana eleito cônsul em 238 a.C. com Tibério Semprônio Graco. Quinto Valério Falto, cônsul no ano anterior, era seu irmão.

Públio Valério Falto
Cônsul da República Romana
Consulado 238 a.C.

Consulado (238 a.C.)Editar

Falto foi eleito cônsul em 238 a.C. com Tibério Semprônio Graco[1]. Durante seu mandato, os gauleses boios, depois quase meio século de paz com a República Romana, reiniciaram uma guerra ao se aliar às demais tribos gaulesas do vale Padana e com os ligúrios. Falto recebeu o comando de uma legião com ordens de enfrentar o inimigo, mas foi derrotado logo na primeira grande batalha, com pesadas perdas.

Depois de receber as notícias da derrota, o Senado decidiu enviar uma tropa de socorro sob o comando do pretor Marco Genúcio Cipo (em latim: Marcus Genucio Cipus). Ofendido por considerar este ato uma intromissão em seu comando, Falto decidiu atacar os boios antes da chegada dos reforços e, desta vez, saiu vitorioso. Porém, quando voltou para Roma, não conseguiu realizar um triunfo por ter atacado com um exército incompleto mesmo já tendo sido derrotado e sabendo que chegariam reforços.

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Caio Mamílio Turrino

com Quinto Valério Falto

Tibério Semprônio Graco
238 a.C.

com Públio Valério Falto

Sucedido por:
'Quinto Fúlvio Flaco

com Lúcio Cornélio Lêntulo Caudino


Referências

BibliografiaEditar

  • Broughton, T. Robert S. (1951). «XV». The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas