Abrir menu principal

Paços de Vilharigues

localidade e antiga freguesia de Vouzela, Portugal
Portugal Paços de Vilharigues 
  Freguesia portuguesa extinta  
VistaPanorâmicaPV.jpg
Paços de Vilharigues está localizado em: Portugal Continental
Paços de Vilharigues
Localização de Paços de Vilharigues em Portugal Continental
Coordenadas 40° 42' 29" N 8° 7' 52" O
Concelho primitivo Vouzela
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 8,37 km²
Gentílico Pacense
Orago Santa Marinha

Paços de Vilharigues é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Vouzela, com 8,37 km² de área. A sua densidade populacional era 78,0 h/km².

Situada a uma altitude média de 430m, na vertente noroeste da Serra do Caramulo, a 4 km da sede do concelho e a confrontar a norte com Vouzela, a sul com Cambra, a nascente com Ventosa e a oeste com São Vicente de Lafões, a freguesia de Paços de Vilharigues conta com uma população de 709 habitantes, distribuídos pelas povoações de Ameixas, Paços, Touça e Vilharigues.

Da presença dos homens por estas paragens, encontramos nestes lugares, testemunhos que se têm preservado.

Paços de Vilharigues é acolhedora, dotada de boas vias de comunicação que lhe permitem usufruir das vantagens dos grandes centros e, ao mesmo tempo, desfrutar do ambiente saudável festivo e ainda bucólico de uma pequena aldeia situada numa verdejante encosta da serra.

Foi extinta em 2011, tendo sido agregada à União das Freguesias de Vouzela e Paços de Vilharigues.[1]

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Paços de Vilharigues [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
713 766 789 724 755 725 732 727 682 650 683 720 709 653 647

Património culturalEditar

Festas, feiras e romariasEditar

Património históricoEditar

 
Torre Medieval de Paços de Vilharigues.
 
Igreja Paroquial de Paços de Vilharigues.

O Castro do Cabeço se situa na localidade que tem mesma denominação. Os vestígios deste povoado mostram que era de grande dimensão, rodeado de várias muralhas de aparelho cuidado (3 a 5), que protegiam núcleos habitacionais compostos de casas de plantas circular e quadrangular. Espalhados por toda zona, podem encontrar-se fragmentos cerâmicos que demonstram a ocupação tardia (romana) deste povoado.

A sudeste, existe um vale (reconcôvo) que parece ter sido obra humana com a finalidade de defesa. O Dr. João Inês Vaz e outros, no Roteiro Arqueológico da Região Dão/Lafões referem que este castro “dominava completamente a via romana que vinha de Vouzela”. Os mesmos autores fazem ainda referência a uma mamoa que existe junto dessa via, à saída de Vilharigues, “com 14 metros de diâmetro e fossa de violação”.

Também é necessário ganhar ao uniao da madeira para ganhar o 35 fazer uma breve referência a um núcleo de sepulturas paleocristãs (antropomórficas) em Lamas, localidade limítrofe da povoação de Paços. Duas destas sepulturas encontram-se ainda em razoável estado de conservação; outra está muito danificada por trabalhos de pedreira realizados no local.

Visível de longe, ergue-se uma velha torre medieval (Torre de Vilharigues) no cimo de um outeiro, em Vilharigues, do qual se avista um magnífico panorama sobre Vouzela e boa parte do Vale de Lafões. Junto à Torre, ergue-se a Capela de Santo Amaro.

Na povoação de Ameixas existe também uma capela dedicada ao apóstolo São Pedro.

As alminhas ladeiam os velhos caminhos que levam à Igreja Paroquial de Paços de Vilharigues que acolhe a padroeira da freguesia, Santa Marinha. Terá, segundo a tradição, popular, mudado pelo menos duas vezes de localização: do lugar de Santa Marinha para o da Igreja Velha e, finalmente, para o da Senra, na povoação da Touça, onde hoje se encontra, em bom estado de conservação, devido a minuciosas obras de restauro recentemente realizadas.

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 19 de dezembro de 2014.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externasEditar