Abrir menu principal

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de paixão, veja Paixão.
Paixão de Cristo de Nova Jerusalém
Autoria Epaminondas Mendonça
Plínio Pacheco
Personagens Jesus
Maria
Maria Madalena
João
Pôncio Pilatos
Barrabás
Judas Iscariotes
Dados da estreia 23 de março de 1951 (68 anos) — na vila de Fazenda Nova
12 de abril de 1968 (51 anos) — na cidade-teatro
Local da estreia Brejo da Madre de Deus, Pernambuco, Brasil
Idioma original Português
Assunto Paixão (cristianismo)
Gênero Tragédia, drama

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é uma peça teatral brasileira criada por Epaminondas Mendonça no ano de 1951, com base na Paixão, que é celebrada todos os anos durante a Semana Santa em Brejo da Madre de Deus, no estado brasileiro de Pernambuco. A peça é encenada tradicionalmente ao ar livre reproduzindo os últimos passos de Jesus na Terra, e já reuniu mais de 4 milhões de pessoas. A cidade-teatro de Nova Jerusalém foi idealizada por Plínio Pacheco em 1956, e inaugurada no ano de 1968.[1]

Francisco Cuoco, Susana Vieira, Mauro Mendonça, Murilo Rosa, Thiago Lacerda, Eriberto Leão, Patrícia Pilar, Giovana Antonelli, Cristiana Oliveira, Oscar Magrini, Carol Castro Carmo Dalla Vecchia, Herson Capri, Miguel Falabella, Letícia Spiller, Grazi Massafera e outros grandes atores já atuaram em Nova Jerusalém. A partir de 1995, a peça passou a contar sempre com presença de atores e atrizes da Rede Globo, que patrocina o evento. O teatro, o maior do mundo, possui uma área de 100.000 m² (cem mil metros quadrados).

A Rede Globo é a principal emissora que transmite o espetáculo, em parceria com a TV Globo Nordeste desde 1995. Anteriormente (até 2006), a emissora transmitia a peça ao vivo, quando os links começaram a ser gravados para serem transmitidos no sábado onde até hoje mantém a "tradição" na emissora.

HistóriaEditar

O espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém teve sua origem nas encenações do Drama do Calvário, realizadas nas ruas da vila de Fazenda Nova, Pernambuco, no período de 1951 a 1962, graças à iniciativa do patriarca da família Mendonça, o comerciante e líder político local Epaminondas Mendonça.

Dados
 
O presidente Lula da Silva posa para foto com elenco do
40º espetáculo da Paixão de Cristo,
Número de atores e figurantes: 550
Números de técnicos e assistentes: 400
Números de figurinos: 800

Depois de ter lido em uma revista de variedades como os habitantes da cidade de Oberammergau, na Baviera alemã, encenavam a Paixão de Cristo, Mendonça teve a ideia de realizar um evento semelhante durante a Semana Santa a fim de atrair turistas e, assim, movimentar o comércio do lugar. Os primeiros espetáculos da pequena vila contavam com a participação apenas de familiares e amigos dos Mendonça. Com o passar dos anos, as encenações começaram a atrair atores e técnicos de teatro do Recife e a Paixão começou a ganhar fama e notoriedade em todo o estado. Fazenda Nova, vila do município de Brejo da Madre de Deus, onde aconteceram essas primeiras encenações, fica bem próxima ao local onde hoje se situa a cidade teatro de Nova Jerusalém.[2][3]

A ideia de construir um teatro que fosse como que uma pequena réplica da cidade de Jerusalém para que nela ocorressem as encenações da Paixão foi de Plínio Pacheco que chegou a Fazenda Nova em 1956. Mas o plano só veio a se concretizar em 1968, quando foi realizado o primeiro espetáculo na cidade teatro de Nova Jerusalém. Desde então, já são quase 50 anos de apresentações ininterruptas dentro das muralhas, atraindo espectadores de todo o Brasil e do mundo.[4]

O maior teatro ao ar livre do mundo é uma cidade teatro com 100 mil metros quadrados, o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. É cercada por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. No seu interior, nove palcos-platéias reproduzem cenários naturais, arruados e palácios além do Templo de Jerusalém, constituindo obras monumentais, concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo gênio do seu fundador Plínio Pacheco.[5]

GaleriaEditar

Referências

  1. «\'Paixão de Cristo\', em Nova Jerusalém, é atração em Pernambuco». O Globo. Consultado em 24 de março de 2016 
  2. «Nova Jerusalém». clubedacultura.com. Consultado em 24 de março de 2016 
  3. «Paixão de Cristo, Nova Jerusalém, Pernambuco». basilio.fundaj.gov.br. Consultado em 24 de março de 2016 
  4. «Reportagem Especial: Paixão de Cristo em Nova Jerusalém (PE)». Novo Tempo. Consultado em 24 de março de 2016 
  5. «G1 > Brasil - NOTÍCIAS - Apresentações da 'Paixão de Cristo' em Nova Jerusalém terminam neste sábado». g1.globo.com. Consultado em 24 de março de 2016 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Paixão de Cristo de Nova Jerusalém