Abrir menu principal

Partido Social de Unidade Nacional

Partido Social de Unidade Nacional
Partido Social de Unidad Nacional
Líder Juan Manuel Santos
Presidente Sergio Díaz-Granados
Fundação 2005
Sede Bogotá,  Colômbia
Ideologia Social-democracia
Liberalismo social
Terceira via
Liberalismo
Espectro político Centro-direita
Afiliação nacional Unidade Nacional
Afiliação internacional Internacional Liberal
Câmara
39 / 164
Senado
21 / 102
Página oficial
www.partidodelau.com

O Partido Social de Unidade Nacional (em espanhol: Partido Social de Unidad Nacional ou Partido de la U) é um partido político colombiano liberalista.

Foi fundado em 2005 por dissidentes do Partido Liberal Colombiano com o objetivo de ampliar o apoio ao então Presidente, Álvaro Uribe.[1] Após formar uma coligação com o Partido Conservador e o Partido Liberal, tornou-se a maior representação política do país e uma das mais influentes da América Latina.

O "Partido do U" foi frequentemente considerado o partido de Álvaro Uribe, embora este tenha sido eleito pela legenda Primero Colombia. Contudo, foi o responsável principal pela reeleição de Uribe em 2006 e um dos defensores de sua candidatura para as eleições de 2010, quando Juan Manuel Santos foi o nomeado para a disputa.[2] Os críticos, entre os quais alguns dissidentes, alertam para uma fraca definição ideológica do partido, uma vez que entre os seus filiados estão os militantes do Conservadorismo e do Liberalismo. Para tal, o partido define-se como "conservador-liberal".[3]

Os membros do "Partido do U" defendem principalmente investimentos nas áreas de segurança, emprego e modernização da indústria colombiana. Apoiam também a redução da carga tributária para atrair mais investimentos internos, segundo as lideranças do partido. Quanto à política externa, defendem um distanciamento do Bolivarianismo e o aprofundamento das relações comerciais com os Estados Unidos, o que de fato procedeu no Governo Uribe (2002 - 2010).

Referências