Abrir menu principal

Paulo Sérgio de Sá Bittencourt Câmara

político brasileiro, vereador de Salvador
Paulo Câmara
Paulo Câmara
Presidente da Câmara Municipal de Salvador
Período 1º de janeiro de 2013
até 1º de janeiro de 2017
Antecessor Pedro Godinho
Sucessor Leo Prates
Vereador de Salvador
Período 1º de fevereiro de 2007
até 31 de janeiro de 2019
Deputado estadual pela Bahia
Período 1º de fevereiro de 2019
até a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Paulo Sérgio de Sá Bittencourt Câmara
Nascimento 7 de novembro de 1972 (46 anos)
Salvador, BA
Partido PSDB
Profissão Economista e político

Paulo Sérgio de Sá Bittencourt Câmara (Salvador, 7 de novembro de 1972), mais conhecido como Paulo Câmara, é um economista e político brasileiro. Formado em Economia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), é casado e tem dois filhos. Filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), foi vereador em Salvador pelo terceiro mandato consecutivo (2007-2008, 2009-2012 e 2013-2016) e exerceu o cargo de Presidente da Câmara Municipal de Salvador (2013-2014/2015-2016).[1] Se elegeu deputado estadual nas eleições de 2018 com cerca de 56 mil votos.

Índice

Trajetória políticaEditar

  • Deputado estadual pela Bahia (2019-)
  • Secretário Nacional de Assuntos Federativos da Presidência da Republica
  • Presidente da Câmara Municipal de Salvador (2013-2014/2015-2016)
  • Presidente municipal do PSDB de Salvador (15 de junho de 2015)[2]
  • Vereador eleito com 8.733 votos (2013-2016)
  • 3º vice-presidente da Câmara Municipal de Salvador (2011-2012)
  • Presidente da Frente Parlamentar de Prevenção e Combate à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes na Câmara Municipal de Salvador (2010-2012)
  • Corregedor da Câmara Municipal de Salvador (2009-2010)
  • Vereador eleito com 7.834 votos (2008-2012)
  • Vereador(2007-2008)
  • Subsecretário de Descentralização Regional da Prefeitura de Salvador (2000-2004) no Governo Antônio Imbassahy (2001-2004)
  • Coordenador de Ações Governamentais (1998-2000) no Governo Antônio Imbassahy (1997-2000)

Presidência da Câmara MunicipalEditar

Paulo Câmara se elegeu para a presidência na Câmara Municipal de Salvador defendendo a independência do Legislativo e a transparência.[3] A Câmara estava com a imagem desgastada em 2012 por causa da relação de conivência da antiga legislatura com o ex-prefeito João Henrique.

Filiado ao PSDB, partido da base do prefeito ACM Neto, foi eleito como presidente com quarenta dos 43 votos totais, na primeira eleição para a mesa. Para o biênio 2015/2016, no dia 2 de janeiro de 2015, foi reeleito com 31 votos contra 10 do vereador Tiago Correia (PSDB) e um do vereador Hilton Coelho (PSOL), mais um voto em branco.[4] Como presidente, reativou a TV Câmara no portal da Casa Legislativa, que passou a ser transmitida em sinal aberto digital através do canal 61.4 e também por canal fechado, pela SIM TV, canal 10.[5]

Voto AbertoEditar

Paulo Câmara é autor do projeto que implantou o voto aberto na Câmara Municipal de Salvador, a mais antiga Casa Legislativa de uma capital do Brasil. A emenda à Lei Orgânica do Município foi aprovada por unanimidade pelos vereadores de Salvador no dia 6 de agosto de 2013.[6] A partir de então, o julgamento de contas de prefeito passou a ser realizado com voto aberto na Câmara Municipal de Salvador. Após a aprovação do projeto, Paulo Câmara apresentou a experiência da Casa Legislativa soteropolitana na Comissão que analisava a PEC do Voto Aberto na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Dois anos depois, em 5 de agosto de 2015, através do Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município Nº 01/2015, de sua autoria, a Câmara Municipal de Salvador aprovou a ampliação do voto aberto também para cassação de prefeito e vereadores.[7][8]

Projeto de League of Legends (LoL)Editar

Ainda, propôs o Projeto de Indicação Nº 208/2016, que dispõe trazer uma etapa do Mundial de League of Legends (LoL) para Salvador.[9][10]

Referências

  1. «Paulo Câmara é reeleito presidente do Legislativo». Câmara Municipal de Salvador-BA. 2 de janeiro de 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 28 de agosto de 2016 
  2. «Paulo Câmara assume presidência municipal do PSDB de Salvador». www.psdb.org.br. PSDB. 15 de junho de 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016 
  3. Filho, Marivaldo (3 de Janeiro de 2013). «Paulo Câmara é eleito presidente da Câmara por dois anos». Bocão News. Consultado em 1 de outubro de 2016 
  4. «Câmara de Vereadores elege Mesa Diretora; Paulo Câmara é reeleito». G1. 2 de janeiro de 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016 
  5. «TV Câmara Salvador já transmite em sinal aberto digital». Câmara Municipal de Salvador-BA. 3 de outubro de 2014. Consultado em 2 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2018 
  6. «Câmara Municipal aprova projeto que prevê voto aberto em Salvador». G1. 6 de agosto de 2013. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  7. «Câmara aprova voto aberto para cassação de prefeito e vereadores». G1. 6 de agosto de 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016 
  8. «Câmara Municipal amplia voto aberto». Câmara Municipal de Salvador - BA. 5 de agosto de 2015. Consultado em 2 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2018 
  9. Oliveira, Gabriel (10 de maio de 2016). «Salvador se oferece para receber CBLoL e etapa do Mundial de LoL». MyCNB. Consultado em 2 de outubro de 2016 
  10. «'League of Legends': Vereador baiano abre petição para etapa do Mundial no Brasil». ESPN. 10 de maio de 2016. Consultado em 2 de outubro de 2016 

Ver tambémEditar