Abrir menu principal

Pavel Sadyrin

futebolista russo
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Pavel Fyodorovich Sadyrin - em russo, Павел Фёдорович Садырин (Perm, 18 de setembro de 1942 - Moscou, 1 de dezembro de 2001) foi um técnico de futebol russo.

Pavel Sadyrin
Павел Садыри
Informações pessoais
Nome completo Pavel Fyodorovich Sadyrin
Data de nasc. 18 de setembro de 1942
Local de nasc. Perm, União Soviética
Falecido em 1 de dezembro de 2001 (59 anos)
Local da morte Moscou, Rússia
Altura 1,73
Informações profissionais
Posição Meio-campista
Treinador
Clubes de juventude
1956-1959 Zvezda Perm
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1959–1964
1965-1975
Flag of the Soviet Union (dark version).svg Zvezda Perm
Flag of the Soviet Union (dark version).svg Zenit Leningrado

333 (37)
Times/Equipas que treinou
1978-1987
1988
1989-1992
1992-1994
1995-1996
1997-1998
1998-1999
2000-2001
Zenit Leningrado
Krystal Kherson
CSKA Moscou
Rússia
Zenit St. Petersburg
CSKA Moscou
Rubin Kazan
CSKA Moscou

Iniciou em 1978 a carreira de técnico, no Zenit Leningrado, clube em que fora jogador entre 1965 e 1975, quando parou de jogar. Sadiryn anteriormente havia jogado apenas no Zvezda Perm, onde iniciou em 1959. Treinou o Zenit até 1987, e levou o clube a sua única conquista no campeonato soviético, em 1984 (seria o único campeonato nacional ganho pelo clube até 2007, quando venceu seu primeiro campeonato russo).

Em 1989, após passar pelo Krystal Kherson, foi treinar o CSKA Moscou, levando o clube de volta à divisão de elite soviética. Em 1991, comandou o CSKA na conquista das que seriam as últimas edições do campeonato soviético e da Copa da URSS. A partir de 1992, passaria então a treinar a Rússia, classificando-a para a Copa do Mundo FIFA de 1994.

Embora fosse um homem avesso à polêmicas, ele acabou sem querer, envolvido em uma polêmica dentro da Rússia. Após classificá-la para a Copa de 1994, diversos atletas acharam baixo o valor proposto pela Federação Russa de Futebol do prêmio pela classificação para o Mundial, e pediram o apoio de Sadyrin para que os prêmios em dinheiro fossem aumentados. Sadyrin disse que somente apoiaria os atletas, caso eles o apoiassem para aumentar o seu próprio salário (que era pouco). Diante da recusa dos jogadores em apoiá-lo, Sadyrin decidiu também não apoiar os jogadores, sendo odiado por eles. Consequentemente, esses jogadores se recusaram a servir a seleção.

Os jogadores russos que se negaram a servir a seleção no mundial de 1994 foram: Ihor Dobrovols'kyi, Igor Shalimov, Igor Kolyvanov, Andriy Kančelskis e Sergey Kiryakov, que acabaram não indo ao mundial. Fragilizada, a equipe perdeu os dois primeiros jogos, contra Brasil e Suécia. De nada adiantaria a grande exibição de Oleg Salenko na derradeira partida contra Camarões, em que os russos venceram por 6 a 1 - a equipe não se classificou às oitavas entre os melhores terceiros colocados nos grupos.

Ao ser questionado pela imprensa de seu país, sobre o seu salário como treinador, Sadyrin somente mencionava que o seu salário como treinador da Rússia era tão pouco, que mal dava para sua própria subsistência. Ele não falava em números, quando questionado.

Sadyrin só quebrou o silêncio em 1998, quando revelou a um programa da BBC inglesa, apresentado pelo ex-jogador Gary Lineker, que durante o período em que treinou a Rússia ganhou apenas US$ 200.

No ano seguinte, voltaria a treinar o Zenit (agora Zenit São Petersburgo) e, assim como fizera com o CSKA, trouxe-o de volta à primeira divisão nacional. No CSKA, aliás, voltaria a ser técnico em 1997-1998 e depois em 2000. Ainda exercia o comando da equipe em 2001 quando morreu, aos 59 anos, vítima de câncer.