Payback (2020)

Payback (2020) foi um evento de wrestling profissional produzido pela WWE e transmitido em formato pay-per-view (PPV) pelo WWE Network e contou com a participação de lutadores das marcas Raw e SmackDown. Aconteceu no dia 30 de agosto de 2020 no Amway Center em Orlando, Flórida. Este foi o sexto evento na cronologia Payback e o primeiro a ser realizado desde o evento de 2017. Também apresentou a experiência de visualização de fãs virtuais da WWE chamada ThunderDome.

Payback
Payback2020.jpeg
Pôster promocional do evento apresentando Roman Reigns
Música(s)-
tema
"Payback" por Def Rebel
Detalhes
Promoção WWE
Programa(s) Raw
SmackDown
Patrocinador Hulu
Data 30 de agosto de 2020
Assistência 0 (Portões fechados)[Nota 1]
Local Amway Center
Cidade Estados Unidos Orlando, Flórida
Cronologia de eventos do WWE Network
SummerSlam Payback Clash of Champions
Cronologia do Payback
2017 Payback

O card foi composto por oito lutas, incluindo uma no pré-show. No evento principal, Roman Reigns derrotou "The Fiend" Bray Wyatt e Braun Strowman em uma luta No Holds Barred Triple Threat para vencer o Universal Championship. Em outras lutas, Dominik Mysterio e Rey Mysterio derrotaram Seth Rollins e Murphy, Keith Lee derrotou Randy Orton, e Shayna Baszler e Nia Jax derrotaram Bayley e Sasha Banks por submissão para vencerem o WWE Women's Tag Team Championship.

ProduçãoEditar

ConceitoEditar

Payback é um evento em formato pay-per-view criado pela WWE em 2013. O evento ocorreu anualmente entre 2013-2017, com o evento de 2017 sendo o evento final até ser trazido de volta em 2020. O evento de 2020 foi o sexto evento na cronologia Payback e contou com lutadores das marcas Raw e SmackDown.

Impacto da pandemia de COVID-19Editar

Devido à pandemia de COVID-19, a WWE apresentou a maior parte de sua programação a partir do WWE Performance Center em Orlando, Flórida, desde meados de março de 2020, sem fãs presentes, embora no final de maio, a promoção tenha começado a usar estagiários do Performance Center para servir como o público ao vivo, que foi expandido para amigos e familiares dos lutadores em meados de junho. Em 17 de agosto, a WWE anunciou que todos os futuros shows e pay-per-views seriam realizados no Amway Center, um espaço maior também localizado em Orlando, para o "futuro previsível", começando com o episódio de 21 de agosto do SmackDown. Além disso, os programas agora apresentam uma nova experiência de visualização de fãs chamada "ThunderDome", que utiliza drones, lasers, pyro, fumaça e projeções. Aproximadamente mil placas de LED foram instaladas no Amway Center para permitir que os fãs participem virtualmente dos eventos gratuitamente e sejam vistos nas filas e mais filas de placas de LED. O áudio da arena também é mixado com o dos fãs virtuais para que os gritos dos fãs possam ser ouvidos.[1][2]

RivalidadesEditar

 Ver artigo principal: Luta profissional

O card foi composto por oito lutas, incluindo uma no pré-show. As lutas resultaram de histórias roteirizadas, nas quais os lutadores retratavam heróis, vilões ou personagens menos distintos em eventos roteirizados que geravam tensão e culminavam em uma luta ou série de lutas. Os resultados foram predeterminados pelos escritores da WWE nas marcas Raw e SmackDown,[3][4] enquanto as histórias foram produzidas nos programas semanais de televisão da WWE, Monday Night Raw e Friday Night SmackDown.[5]

No episódio de 14 de agosto do SmackDown, foi revelado que Bayley e Sasha Banks defenderiam o WWE Women's Tag Team Championship no Payback.[6] Suas oponentes foram reveladas no episódio de 24 de agosto do Raw; a equipe de Nia Jax e Shayna Baszler.[7]

No SummerSlam, "The Fiend" Bray Wyatt derrotou Braun Strowman para vencer o Universal Championship pela segunda vez. Após a luta, Roman Reigns voltou após um hiato de cinco meses e atacou violentamente The Fiend e Strowman.[8] No dia seguinte, foi anunciado que The Fiend iria defender o título contra Strowman e Reigns em uma luta No Holds Barred Triple Threat no Payback.[7] No SmackDown daquela sexta-feira, o presidente e CEO da WWE, Vince McMahon, designou o produtor Adam Pearce para obter as assinaturas dos três competidores para a luta até o final da noite. Após obter as assinaturas de Wyatt e Strowman, Pearce localizou Reigns, onde foi revelado que ele havia se aliado a Paul Heyman. Reigns afirmou que estaria no Payback e venceria a luta, porém, não assinou o contrato.[9]

No Raw de 24 de agosto, depois de atacar o Campeão da WWE Drew McIntyre com dois Punt Kicks, Randy Orton, que perdeu para McIntyre no SummerSlam, queria outra revanche pelo título, mas foi interrompido pelo ex-lutador do NXT Keith Lee, fazendo sua estreia no Raw. Em nome de McIntyre, Lee desafiou Orton para uma luta, mas Orton recusou. No entanto, os dois lutaram entre si mais tarde, com Orton vencendo por desqualificação após McIntyre atacá-lo. Orton mais tarde atacou McIntyre nos bastidores com um terceiro Punt Kick, deixando McIntyre desacordado. Uma revanche entre Lee e Orton foi posteriormente confirmada para o Payback.[7]

No SummerSlam, Seth Rollins (que estava acompanhado por seu discípulo Murphy) derrotou Dominik Mysterio (que estava acompanhado por seu pai Rey Mysterio) em uma luta Street Fight.[8] Na noite seguinte no Raw, Rey Mysterio e Dominik derrotaram Rollins e Murphy por desqualificação quando o Retribution atacou os Mysterios.[7] Uma revanche entre as duas equipes foi marcada para o Payback.[10]

No SummerSlam, Apollo Crews derrotou MVP para reter o United States Championship.[8] Na noite seguinte no Raw, Crews foi escalado para defender o título contra o companheiro de MVP do The Hurt Business, Bobby Lashley, no Payback. Mais tarde, no Raw, Crews e Lashley competiram em uma queda de braço. Crews venceu após pisar no pé de Lashley.[7]

EventoEditar

Equipe de transmissão
Função: Nome:
Comentaristas em inglês Michael Cole (SmackDown)
Corey Graves (SmackDown)
Tom Phillips (Raw)
Samoa Joe (Raw)
Byron Saxton (Raw)
Comentarista em espanhol Marcelo Rodriguez
Anunciadores de ringue Greg Hamilton (SmackDown)
Mike Rome (Raw)
Árbitros Danilo Anfibio
Shawn Bennett
Jessika Carr
Dan Engler
Darrick Moore
Eddie Orengo
Chad Patton
Charles Robinson
Entrevistadores Charly Caruso
Kayla Braxton
Alyse Ashton
Painel do pré-show Charly Caruso
John "Bradshaw" Layfield
Peter Rosenberg
Booker T
Jerry Lawler

Pré-showEditar

Durante o pré-show do Payback, o The Riott Squad (Ruby Riott e Liv Morgan) enfrentaram as The IIconics (Peyton Royce e Billie Kay). No final, Morgan executou o Jersey Codebreaker em Kay seguido por Riott executando um Riott Kick em Kay para vencer a luta.

Lutas preliminaresEditar

O pay-per-view começou com Apollo Crews defendendo o United States Championship contra Bobby Lashley (acompanhado por MVP e Shelton Benjamin). Depois de uma luta competitiva, Lashley forçou Crews a desistir em um Full Lashley Lock para vencer o título pela segunda vez. Após a luta, Crews atacou Lashley e afirmou que ele ganharia seu título de volta.

Em seguida, Big E enfrentou Sheamus. No final, Big E realizou o Big Ending em Sheamus para vencer a luta.

Depois disso, Matt Riddle lutou contra King Corbin. No clímax, Riddle executou um Floating Bro em Corbin para vencer a luta. Após a luta, um irado Corbin atacou Riddle durante uma entrevista nos bastidores.

Na próxima luta, Bayley e Sasha Banks defenderam o Women's Tag Team Championship contra Nia Jax e Shayna Baszler. Nos momentos finais, Baszler aplicou o Kirifuda Clutch em Bayley ao mesmo tempo em que aplicou o Death lock em Banks. Enquanto Banks tentava acertar os olhos de Baszler, Baszler usou o próprio braço de Banks para estrangular Bayley, que desistiu, para vencer o título. Após a luta, Jax e Baszler comemoraram a vitória no ringue, enquanto Bayley e Banks ficaram decepcionadas ao lado do ringue.

Em seguida, Keith Lee enfrentou Randy Orton. Durante a luta, Orton constantemente provocava Lee, afirmando que Lee deveria respeitá-lo. Fora do ringue, Lee jogou Orton na mesa dos comentaristas. No clímax, quando Orton tentou um RKO, Lee contra-atacou em um Spirit Bomb para vencer a luta.

Na penúltima luta, pai e filho, Rey e Dominik Mysterio enfrentaram Seth Rollins e Murphy. No clímax, como Rollins tentou um Powerbomb em Mysterio, Mysterio contra-atacou, jogando Rollins de volta. Murphy (o parceiro legal), em seguida, acidentalmente chutou Rollins na cabeça, levando-o para fora. Dominik então aproveitou e fez um 619 e um splash em Murphy para vencer a luta.

Evento principalEditar

No evento principal, "The Fiend" Bray Wyatt defendeu o Universal Championship contra Braun Strowman e Roman Reigns em uma luta No Holds Barred Triple Threat. The Fiend fez sua entrada primeiro e depois que as luzes se acenderam, ele foi atacado por Strowman para iniciar a luta, apesar de Reigns ainda não ter entrado. Isso fez com que The Fiend e Strowman lutassem entre si. Strowman executou um Powerbomb em The Fiend mas ele consegiu o kick out. The Fiend então executou um Sister Abigail em Strowman que também conseguiu o kick out. The Fiend então aplicou um uranage em Strowman através da mesa dos comentaristas. The Fiend então pegou sua marreta temática, entretanto, Strowman se levantou e atacou The Fiend. The Fiend então atacou Strowman com a marreta, e com os degraus de aço, após o qual, ambos lutaram na rampa de entrada, onde The Fiend jogou Strowman na tela de LED no topo do palco. Enquanto The Fiend tentava o Sister Abigail em Strowman no palco, Strowman contra-atacou e aplicou um Spear em The Fiend, jogando The Fiend e a si mesmo para fora do palco. Strowman e The Fiend então lutaram no ringue onde Strowman tentou um splash em The Fiend. The Fiend, no entanto, reagiu e executou um superplex da corda superior, fazendo com que o ringue implodisse. Roman Reigns (acompanhado por Paul Heyman) finalmente fez sua entrada empunhando uma cadeira e assinou o contrato da luta, oficialmente entrando na luta. Reigns entrou no ringue e tentou imobilizar The Fiend e Strowman, no entanto, ambos conseguiram o kick out. Reigns então atacou Strowman com várias cadeiradas e tentou outra imobilização, mas Strowman novamente fez o kick out. Enquanto Reigns tentava atacar The Fiend com a cadeira, The Fiend levantou-se e aplicou um Mandible Claw em Reigns, que deu um golpe baixo em The Fiend. Reigns então executou um Spear em Strowman e o imobilizou para conquistar o título pela segunda vez.

Após o eventoEditar

RawEditar

Na noite seguinte no Raw, três lutas foram marcadas com os vencedores de cada um enfrentando um ao outro em uma luta Triple Threat naquela noite para determinar o desafiante número um contra Drew McIntyre pelo WWE Championship no Clash of Champions. Randy Orton, Keith Lee e Seth Rollins venceram suas respectivas lutas contra Kevin Owens, Dolph Ziggler e Dominik Mysterio. Orton então venceu a luta triple threat que se seguiu para garantir outra chance de enfrentar McIntyre pelo WWE Championship.[11]

Também no Raw seguinte, The Riott Squad (Ruby Riott e Liv Morgan) enfrentaram The IIconics (Peyton Royce e Billie Kay) em uma revanche, com a estipulação adicional de que a equipe vencedora ganharia uma chance pelo WWE Women's Tag Team Championship enquanto o time perdedor se separaria. O Riott Squad ganhou a luta e a oportunidade de título, enquanto as The IIconics tiveram que se separar como uma equipe.[11] Sua luta pelo título foi posteriormente confirmada para o Clash of Champions.[12]

SmackDownEditar

No SmackDown seguinte, o novo Campeão Universal e agora heel Roman Reigns junto com Paul Heyman abriram o show. Heyman explicou sua nova parceria na qual ele disse que estava servindo como "conselheiro especial" para Reigns (ao contrário de seu papel de "porta-voz" de Brock Lesnar). Ele afirmou que foi Reigns que o trouxe de volta, porque assim como a WWE praticamente se esqueceu de Reigns durante seu hiato, eles também fizeram o mesmo com Heyman após sua ausência na tela desde a WrestleMania 36. Ele também criticou os fãs por sua falta de respeito por Reigns e sua ética de trabalho, apesar de seus problemas de saúde. Ele também zombou do fato de que Braun Strowman e "The Fiend" Bray Wyatt foram escolhidos para reinar como Campeão Universal durante os últimos cinco meses, e nenhum deles merecia o título. Heyman também anunciou que o adversário de Reigns pelo título no Clash of Champions seria determinado em uma luta fatal four-way naquela noite. Big E, Matt Riddle, King Corbin e Sheamus foram definidos para a luta, no entanto, Big E foi considerado incapaz de competir devido a um ataque nos bastidores de Sheamus. O primo de Reigns, Jey Uso, substituiu Big E na luta e venceu.[13]

Bayley e Sasha Banks enfrentaram Nia Jax e Shayna Baszler em uma revanche pelo Women's Tag Team Championship. Durante a luta, Banks tentou atacar Baszler, que estava no poste do ringue, com uma joelhada dupla, porém Baszler evitou Banks, que machucou o joelho esquerdo no poste. Elas acabaram perdendo a luta depois que Jax fez um diving crossbody em Banks e Bayley e imobilizou as duas mulheres para reter o título. Após a luta, a equipe médica cuidou de Banks enquanto uma Bayley visivelmente horrorizada assistia. Bayley então fingiu ajudar Banks na área dos bastidores, apenas para se voltar contra Banks e atacá-la ferozmente, efetivamente dissolvendo a equipe.[13]

ResultadosEditar

Resultados Estipulações Tempo
Pré-
show
The Riott Squad (Ruby Riott e Liv Morgan) derrotaram The IIconics (Billie Kay e Peyton Royce) Luta de duplas 6:30
1 Bobby Lashley (com MVP e Shelton Benjamin) derrotou Apollo Crews (c) por submissão Luta individual pelo WWE United States Championship 9:00
2 Big E derrotou Sheamus Luta individual 12:20
3 Matt Riddle derrotou King Corbin Luta individual 10:55
4 Shayna Baszler e Nia Jax derrotaram Bayley e Sasha Banks (c) por submissão Luta de duplas pelo WWE Women's Tag Team Championship 10:20
5 Keith Lee derrotou Randy Orton Luta individual 6:40
6 Dominik Mysterio e Rey Mysterio derrotaram Seth Rollins e Murphy Luta de duplas 15:58
7 Roman Reigns (com Paul Heyman) derrotou "The Fiend" Bray Wyatt (c) e Braun Strowman Luta No Holds Barred Triple Threat pelo WWE Universal Championship 12:46
(c) – Refere-se aos campeões antes da luta.

Notas

  1. O evento foi realizado sem um público pagante devido à Pandemia de COVID-19 nos Estados Unidos, embora tenha apresentado uma multidão de fãs virtuais através da experiência de visualização do WWE ThunderDome.

Referências

  1. «WWE introducing new state-of-the-art viewing experience with WWE ThunderDome». WWE. 17 de agosto de 2020. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  2. Lambert, Jeremy (17 de agosto de 2020). «WWE Announces ThunderDome Arena; Enhanced Fan Experience, Residency At Amway Center; First Look Video Shown». Fightful. Consultado em 17 de agosto de 2020 
  3. Grabianowski, Ed. «How Pro Wrestling Works». HowStuffWorks. Discovery Communications. Consultado em 5 de março de 2012. Cópia arquivada em 18 de novembro de 2013 
  4. «Live & Televised Entertainment». WWE. Consultado em 21 de março de 2012. Cópia arquivada em 26 de fevereiro de 2009 
  5. Steinberg, Brian (25 de maio de 2016). «WWE's 'Smackdown' Will Move To Live Broadcast On USA (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 25 de maio de 2016. Cópia arquivada em 26 de maio de 2016 
  6. Powell, Jason (15 de agosto de 2020). «8/14 WWE Friday Night Smackdown results: Powell's review of the latest Retribution attacks, a Triple Brand Battle Royal for a shot at the Smackdown Women's Championship at SummerSlam, Big E vs. John Morrison, Braun Strowman and Alexa Bliss». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 15 de agosto de 2020 
  7. a b c d e Powell, Jason (24 de agosto de 2020). «8/24 WWE Raw Results: Powell's live review of Keith Lee's debut, Drew McIntyre's opening segment, Apollo Crews vs. Bobby Lashley in an arm wrestling contest officiated by Mark Henry, SummerSlam fallout and WWE Payback hype». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 25 de agosto de 2020 
  8. a b c Powell, Jason (23 de agosto de 2020). «WWE SummerSlam results: Powell's review of Drew McIntyre vs. Randy Orton for the WWE Championship, Braun Strowman vs. The Fiend for the WWE Universal Championship, Mandy Rose vs. Sonya Deville in a No DQ, loser leaves WWE match, Asuka challenges for two titles». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 23 de agosto de 2020 
  9. Powell, Jason (28 de agosto de 2020). «8/28 WWE Friday Night Smackdown results: Powell's review of the contract signing for "The Fiend" Bray Wyatt vs. Roman Reigns vs. Braun Strowman for the WWE Universal Championship at Payback, Big E on Miz TV». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 29 de agosto de 2020 
  10. Toro, Carlos (28 de agosto de 2020). «Dominik And Rey Mysterio Teaming Up For Tag Match At WWE Payback; Updated Card». Fightful. Consultado em 28 de agosto de 2020 
  11. a b Powell, Jason (31 de agosto de 2020). «8/31 WWE Raw Results: Powell's live review of Dominik Mysterio vs. Seth Rollins, Randy Orton vs. Kevin Owens, and Keith Lee vs. Dolph Ziggler become No. 1 contender to the WWE Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  12. Powell, Jason (14 de setembro de 2020). «9/14 WWE Raw Results: Powell's live review of Drew McIntyre vs. Keith Lee in a non-title match, Seth Rollins vs. Dominik Mysterio in a cage match, Asuka vs. Mickie James for the Raw Women's Championship, The Street Profits vs. Shinsuke Nakamura and Cesaro in a champions vs. champions match». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  13. a b Powell, Jason (4 de setembro de 2020). «9/4 WWE Friday Night Smackdown results: Powell's review of Roman Reigns and Paul Heyman addressing the fans, Matt Riddle vs. Sheamus vs. King Corbin vs. Jey Uso for a shot at the WWE Championship at Clash of Champions, Shayna Baszler and Nia Jax vs. Sasha Banks and Bayley for the WWE Women's Tag Titles». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 4 de setembro de 2020 

Links externosEditar