WWE

desporto

WWE (terminologia para World Wrestling Entertainment, Inc.)[6][7][8] é uma empresa de entretenimento americana conhecida por trabalhar com luta livre, além da produção de filmes, músicas, licenciamento de produtos e vendas de produtos diretos. Com capital aberto controlado privadamente, a WWE também se refere à luta perigosa em si, fundada na década de 50 por Jess McMahon e Toots Mondt como Capitol Wrestling Corporation, tornando-se em 2014 a maior do mundo, detendo aproximadamente 320 eventos televisionados por ano, com uma radiodifusão para cerca de 36 milhões de espectadores em mais de 150 países.[9]

WWE
Sede da WWE em Stamford (Connecticut) em 2012
Razão social World Wrestling Entertainment, Inc.
Pública
Slogan Then. Now. Forever.
(Antes. Agora. Para sempre.)
Cotação NYSE: WWE
Atividade Luta livre profissional
Entretenimento desportivo
Mídia e Tecnologia
Streaming
Gênero Licenciamento
Fundação 21 de fevereiro de 1946[1]
Fundador(es) Jess McMahon e Vincent J. McMahon (como Capitol Wrestling Corporation Ltd.)

Linda McMahon e Vince McMahon (como Titan Sports, Inc.)

Sede Estados Unidos Stamford, Connecticut
Área(s) servida(s) Mundo
Locais Estados Unidos
Presidente Vince McMahon
Pessoas-chave Vince McMahon
(Presidente e diretor de operações)
Stephanie McMahon
(Gestora de marca)
Paul "Triple H" Levesque
(Vice-presidente executivo e diretor criativo e de talentos)
George Barrios
(Diretor financeiro e de estrategias)
Kevin Dunn
(Vice-presidente executivo - Produção televisiva e produtor executivo)
Michael Luisi
(Presidente - WWE Studios)
Michelle D. Wilson
(Diretora de marketing e Chefe de receitas)
Empregados Aproximadamente 1.200 (2018)[2]
Produtos Televisão, Publicação, filmes, música, vestuário, eventos streaming de serviço de rede, home video, eventos ao vivo
Divisões
Subsidiárias
Valor de mercado US$ 3,527 bilhões[4]
Ativos Aumento US$ 992.2 milhões (2019)[5]
Receita Aumento US$ 960.4 milhões (2019)[4]
Faturamento Aumento US$ 116.5 milhões (2019)[5]
Renda líquida Baixa US$ 77.1 milhões (2019)[5]
Antecessora(s) Capitol Wrestling Corporation
Website oficial WWE.com

Como em outras promoções de luta profissional, os programas da WWE não são competições reais e extremas, mas puramente baseadas em entretenimento. No entanto, os movimentos podem colocar os atletas em risco de lesão se não forem realizados corretamente. A WWE reconheceu isso pela primeira vez publicamente em 1981, quebrando o acordo que existia anteriormente entre promotores (conhecido como Kayfabe). Desde os anos 1980, com a empresa reconhecendo publicamente seu produto como entretenimento desportivo, ela é considerada como uma das pioneiras do produto no desporto de competição e teatro dramático.[10]

Vince McMahon é o acionista majoritário, presidente e diretor de operações (CEO) da empresa. Junto com sua esposa Linda, seus filhos Shane e Stephanie, e seu genro Paul Levesque (conhecido profissionalmente como Triple H ), a família McMahon detém aproximadamente 70% do capital próprio da WWE e 96% do poder de voto na empresa. A partir de agosto de 2014, devido a problemas com a empresa, a Eminence Capital, um fundo de cobertura com sede em Nova Iorque, adquiriu 9,6% de participação de WWE, enquanto a família McMahon retém 90,4% de participação.[11]

A entidade atual era anteriormente conhecido como Titan Sports, constituída em 21 fevereiro de 1980 que adquiriu a Capitol Wrestling Corporation (holding para a World Wrestling Federation) em 1982 e mais tarde formaram uma empresa separada em Delaware que pode ter sido inicialmente chamada WWF, Inc. antes de serem renomeados Titan Sports, Inc., que é, em seguida, legalmente incorporou a Massachusetts Corporation. Titan Sports foi rebatizada World Wrestling Federation, Inc. em 1998, em seguida, World Wrestling Federation Entertainment, Inc. em 1999 e, finalmente, World Wrestling Entertainment, Inc. em 2002. Desde 2011, a empresa tem em se pronunciado oficialmente apenas como "WWE", que já não é mais as iniciais da empresa, embora o nome oficial não foi alterado.[8][12] A sede da WWE está localizada em Stamford, Connecticut, com escritórios em Nova Iorque, Los Angeles, Londres, Xangai, Tóquio, Singapura, Munique, Mumbai e Cidade do México.[13][14]

HistóriaEditar

NWA Capitol WrestlingEditar

Roderick James "Jess" McMahon era um promotor de boxe cujos feitos incluíam promover uma luta em 1915 entre Jess Willard e Jack Johnson. Em 1926, enquanto trabalhava com Tex Rickard (que desprezava wrestling profissional ao ponto de proibir que qualquer evento do tipo acontecesse na terceira arena do Madison Square Garden na cidade de Nova York entre 1939 e 1948), ele passou a promover lutas de boxe no Garden. A primeira luta promovida pela parceria foi entre Jack Delaney e Paul Berlenbach.

Alguns anos depois, aproximadamente em 1920, o lutador profissional Joseph Raymond "Toots" Mondt criou um novo desafio de wrestling profissional chamado Slam Bang Western Style Wrestling, criando uma forma de entretenimento com mais apelo aos espectadores. Na época, wrestling profissional consistia primariamente de grappling; e enquanto o esporte se popularizou uma década antes por Frank Gotch, os fãs se cansaram do estilo das lutas. No entanto, Mondt descobriu a solução que transformaria a indústria, convencendo Lewis e Sandow a implementar uma nova forma de wrestling que combinava boxe, luta greco-romana, estilo livre e novelização, a qual batizou de “Slam Bang Western-Style Wrestling.” Ele formou uma empresa com o lutador Ed Lewis e seu manager Billy Sandow. Eles persuadiram vários lutadores a assinar contratos com seu Gold Dust Trio. Depois de muito sucesso, brigas por poder separaram o trio e a empresa. Mondt fez parcerias com diversos outros promotores, incluindo Jack Curley na cidade de Nova York. Quando Curley faleceu, Mondt se tornou presidente da empresa com o apoio de diversos bookers, um deles sendo Jess McMahon.

Juntos, Roderick McMahon e Raymond Mondt criaram a Capitol Wrestling Corporation Ltd (CWC). A CWC se uniu à National Wrestling Alliance em 1953. Em 1954, Ray Fabiani, um dos assosciados de Mondt, contratou Vincent J. McMahon como substituto de seu falecido pai Jess.[15] McMahon e Mondt formaram uma ótima dupla em pouco tempo, controlando aproximadamente 70% da NWA. Mondt ensinou a McMahon sobre booking e sobre o wrestling. Devido a sua dominação no nordeste, a CWC foi chamada pela lenda da AWA Nick Bockwinkel de "Northeast Triangle" ("Triângulo Nordestino"), com seu território entre Pittsburgh, Washington, D.C. e Maine.[16]

World Wide Wrestling Federation (WWWF)Editar

A NWA reconheceu um NWA World Heavyweight Champion que iria a várias companhias de wrestling aliadas e defenderia o título pelo mundo. Em 1963, o campeão era "Nature Boy" Buddy Rogers. O resto da NWA estava infeliz com Mondt, que raramente deixava Rogers lutar fora do nordeste. Mondt e McMahon queriam que Rogers continuasse com o NWA World Championship, mas ele não quis sacrificar seu depósito de $25,000 no cinturão (na época, os campeões tinham que pagar um depósito para assegurar que honrariam seus compromissos como campeão). Rogers perdeu o NWA World Championship para Lou Thesz em uma luta em Toronto, Ontario em 24 de janeiro de 1963, o que levou Mondt, McMahon e a CWC a deixar a NWA como protesto, criando a World Wide Wrestling Federation (WWWF).

Em abril, Rogers recebeu o recém-criado WWWF World Championship após um fictício torneio que teria acontecido no Rio de Janeiro. Ele perdeu o título para Bruno Sammartino um mês depois, em 17 de maio de 1963, após sofrer um ataque cardíaco logo antes da luta. Devido à condição de Rogers, a luta foi marcada para durar menos de um minuto.

Mondt deixou a companhia ao final dos anos 60. Mesmo com a WWWF fora da NWA, Vince McMahon Sr. ainda participava do conselho de diretores da companhia. Em março de 1979, a WWWF se tornou World Wrestling Federation (WWF). A mudança foi puramente estética, com os empregados e administradores continuando os mesmos.

World Wrestling Federation (WWF)Editar

Em 1979, os promotores da WWWF decidem mudar o nome da companhia. O "Wide" cai e a companhia passa a chamar-se somente World Wrestling Federation (WWF). Esta mudança é somente realizada por questões "estéticas", mas em nada afetou a composição dos promotores, bookers, etc. Também, nessa altura outro título da WWWF, o WWWF North American Title muda de nome para WWF Intercontinental Title.

Em 1983, Vince McMahon, Sr. vende a sua parte da companhia ao seu filho Vincent K. McMahon (Vince McMahon, Jr.), que passa a chefiar a WWF e decide sair da "sombra" da NWA definitivamente. Para isso, decide aproveitar-se da expansão que a televisão por cabo começava a ter nos EUA e também o reprodutor de vídeo doméstico, pensando que com tais meios de propagação poderiam estender o seu produto ao nível nacional e não somente ao nível regional (nordeste), ao que a promoção estava limitada até aí. Foi assim que Vince McMahon, Jr. declarou "guerra" aos outros promotores e invadiu ou adquiriu os seus territórios, expandindo o seu produto.

Em 1983, a WWF desliga-se definitivamente da NWA, com a sua expansão a outros territórios. Vince McMahon, Jr. consegue que uma estaçao de TV, em Los Angeles, começasse a transmitir a programação da WWF a nível local, depois uma estação em St. Louis, até que muitas estações de TV por cabo adquirem os direitos de transmissão da WWF, incluindo a gigante MTV e, num instante, a WWF era transmitida a nível nacional. O WWF Title, passou a ter estatuto mundial, mudando para WWF World Heavyweight Title.


Vince decide também pegar num lutador e transformá-lo num lutador profissional. E assim que um lutador chamado Terry Bolea, que já tinha trabalhado em alguns shows da WWF, é transformado no lendário Hulk Hogan e torna-se o Super-Homem. Hulk Hogan não era o mais habilidoso dos lutadores da época, mas era defensor do wrestling praticado na sua maioria por culturistas, ou seja, dava extrema importância às aparências, o que agradou a McMahon.

A WWF continua a vingar em terras norte-americanas, enquanto outras promoções regionais da NWA se encontram incapazes de sobreviver e se afundam. A WWF começa a liderar audiências televisivas, Hulk Hogan torna-se um "deus do wrestling", é introduzida a música de entrada dos lutadores, tendo sido Junkyard Dog o inaugurador, começa a ser comercializado merchandise de wrestling, o que inclui videocassetes, roupa e bonecos, com o lançamento da linha de figuras de wrestling da empresa LJN.

Mas, Vince McMahon, Jr. queria mais e, tem mais uma ideia de gênio: criar um evento especial de wrestling. Nasce, então, a WrestleMania, em 1985, algo que revolucionaria para sempre o mundo do wrestling. A WrestleMania não seria transmitida em televisão livre, nem em pay-per-view, que na altura dava os primeiros passos, mas em circuito televisivo fechado, ou seja, Vince alugou o espaço de mais de cem arenas pelos Estados Unidos a fora, onde gastou quase toda a sua fortuna, e assim as pessoas pagavam para entrar na arena da sua zona e assistiam ao evento num écrã gigante. Só em algumas localidades específicas, por impossibilidade do evento ser transmitido em circuito fechado, é que foi usada a técnica de transmissão via pay-per-view. A ideia era arriscada, pois a recepção poderia não ser boa, mas resultou em cheio e enriqueceu ainda mais os cofres da WWF.

Foi nessa altura que começou a chamada era "Rock N' Wrestling", com figuras públicas, entre os quais cantores, a participar em eventos da WWF, lutadores elevados ao estatuto de "estrela" e "pessoa famosa", e foi até criada uma série de animação, Hulk Hogan's Rock N' Wrestling, com diversas personagens da WWF como figuras centrais, como o intuito de pôr as crianças a ver a programação da WWF.

 
Vince McMahon, dono da WWE.

A popularidade da WWF e, em especial, da WrestleMania continua. Em 1987, o Pontiac Silverdome enche para ver ao vivo a WrestleMania III. Mais de 93 000 pessoas estão lá, um recorde de assistência num evento fechado que ainda hoje perdura.[17] Os anos 1980 foram muito produtivos em termos de wrestling, devido à WWF. Os eventos em pay-per-view aumentavam, com o nascimento do Royal Rumble, Survivor Series e SummerSlam.

Os anos 1980 chegam ao fim, e a WWF é a promoção líder dos EUA. As promoções regionais da NWA descem de vinte no início dos anos 1980 para cinco no fim da década. E tudo por culpa da WWF. No fim da década só dois World Titles são considerados "prestigiados" nos EUA, e um deles pertencia à WWF.

Em 1990, a estrela da companhia, Hulk Hogan decide "reformar-se" e dedicar-se ao cinema, pelo que era necessário um novo ícone. Vince McMahon tenta fazer do Ultimate Warrior um ícone, e Hulk Hogan perde o título para Ultimate Warrior na WrestleMania VI, mas Hulk Holgan volta atrás na decisão de deixar o wrestling e continua como estrela da companhia, apesar de brilhar um pouco menos, devido à criação de novas estrelas, como Ultimate Warrior, Bret "Hit Man" Hart, British Bulldog, etc.

No início da década de 1990, as ambições de McMahon levam a transformar a WWF numa promoção de nível internacional, tal como tinha transformado numa promoção de nível nacional quase 10 anos antes. Começam-se a fazer turnês na Europa, especialmente em países como o Reino Unido e a Alemanha.

Ainda nesta época, Vince McMahon cria a Titan Sports INC., que passa a ser responsável pela WWF e também pela promoção de outras modalidades, como o fisiculturismo (World Bodybuilding Federation, IcoPro, etc).

Até 1992, a WWF somava sucessos atrás de sucessos, até que veio o escândalo. Um médico afirma em tribunal que a WWF administrava esteróides anabolizantes em alguns de seus atletas, mas Vince McMahon consegue desculpar-se, alegando que os esteróides foram usados numa época em que eram permitidos e que além disso ele nunca distribuiu ou fomentou o seu uso. Vince McMahon escapa-se desta, mas a imagem da WWF fica manchada.

 
Sede da WWE em Stamford, Connecticut

Segue-se um "período negro" na WWF, talvez marcado pelo escandâlo, mas o pesadelo de Vince começa quando a companhia rival World Championship Wrestling (WCW) começa a ganhar terreno e a passar a WWF em termos de audiência. A WWF lança uma nova campanha em 1994, denominada "New Generation", mas nada parecia conseguir travar o domínio da companhia rival WCW.

A WWF entra num grave problema financeiro, ao contrário da WCW que enriquecia de dia para dia, teve que cortar salários aos lutadores e até relações, com lutadores a abandonar a companhia devido a outros escândalos, como a traição da qual Bret Hart é vítima em novembro de 1997, no infame Montreal Screwjob, que o faz abandonar a companhia de um modo "violento" rumo à WCW.

 
Stone Cold Steve Austin, membro da Attitude Era

Em Novembro de 1997, a WWF põe de lado a New Generation e tenta uma nova era, na tentativa de voltar a ser de novo a companhia líder dos Estados Unidos. Lança a era "WWF Attitude", uma era que tenta, como a já longíngua Rock N' Wrestling, mudar mais uma vez o público alvo das suas emissões. A WWF aposta na polêmica e deixa de se importar em que o seu produto fosse "para toda a família". Desta vez o público alvo são os adolescentes com mais de 14 anos e os jovens adultos na casa dos 30 anos. Nasce assim o wrestling mais "politicamente incorreto", com linguagem mais explícita, participação mais ativa de mulheres atraentes em storylines, combates mais violentos e golpes mais arriscados.

A WWF lentamente vai passando a companhia rival de novo. A Titan Sports, INC. muda de nome para World Wrestling Federation Entertainment, INC. e a WWF leva a empresa para um novo rumo. A WWF começa de novo a liderar as audiências da televisão por cabo, a encher recintos, as vendas de merchandise disparam de novo. A WWF torna-se notícia quase diária nos jornais, tanto para dizer bem, mas principalmente para dizer mal.

A WWF assume definitivamente a liderança ao adquirir a rival WCW, que se encontrava em problemas financeiros e tinha perdido parte da sua audiência a partir de 1999. Pouco tempo depois, a WWF adquire a terceira companhia mais prestigiada dos EUA, a Extreme Championship Wrestling (ECW), que tinha acabado de declarar falência. Muitos lutadores dessas companhias são contratados pela WWF e passam a incluir os quadros da companhia.

 
Triple H Undisputed Champion

Em relação a títulos, os títulos da ECW são eliminados, quanto aos títulos da WCW passam a ser disputados durante algum tempo na WWF, até que são igualmente descontinuados, com exceção do WCW World Heavyweight Title, que passa a ser conhecido simplesmente como "World Title" e acaba por se fundir com o WWF World Heavyweight Title, sendo agora conhecido o título resultante da fusão do WWF World Heavyweight Title com o (WCW) World Title como "Undisputed Title", e também o WCW Cruiserweight Title, que se funde com o WWF Light-Heavyweight Title e passa a ser conhecido como WWF Cruiserweight Title.[18]

Em finais de Março de 2002, devido ao excessivo número de lutadores que fazem parte dos quadros da WWF, decide-se fazer uma roster split, chamado de WWE Brand Extension, onde se dividiu o quadro de lutadores em dois, como se fossem duas promoções distintas, distribuídos pelos shows da WWF, cada um deles actuando exclusivamente em seu próprio show. Em certos eventos pay-per-view, os quadros juntam-se, mas era raro haver combates inter-roster. As "brands" eram WWE RAW e WWE Friday Night SmackDown.

World Wrestling Entertainment (WWE)Editar

Em 5 de Maio de 2002, ao fim de 23 anos conhecida como World Wrestling Federation, a companhia passa a ser conhecida como World Wrestling Entertainment (WWE), mudando também o nome da empresa produtora de "World Wrestling Federation Entertainment, INC." para "World Wrestling Entertainment Corporation". O nome do famoso restaurante, propriedade da companhia, muda também de "WWF New York" para "The World". Encerra-se assim a era WWF Attitude e criam-se novos programas. A mudança de nome aconteceu resultante da já longa "guerra" entre a companhia e a ONG ambientalista denominada igualmente "WWF" (World Wildlife Fund), tudo pela aquisição de direitos de uso das siglas. A WWE acabou por perder o direito de uso de tais siglas no tribunal, sendo forçado a abandonar o nome.

Em 26 de Maio de 2006, é criada a terceira brand, a Extreme Championship Wrestling.[19] Em 23 de Setembro de 2007, a WWE expande-se pelo mundo, recuperando a grande autoridade no mundo de wrestling profissional. A WWE começou a operar em sistema high-definition no dia 21 de Janeiro de 2008. Assim, todos os pay-per-views e shows semanais são transmitidos em HD.[20] Em 16 de abril de 2009 a WWE criou um novo programa semanal, o WWE Superstars, com aparição de lutadores dos três diferentes programas: Raw, SmackDown e ECW. Em 16 de fevereiro de 2010, a ECW foi extinta, dando lugar ao NXT.

No Monday Night Raw de 5 de setembro de 2011 foi anunciado que a WWE Network seria lançada no dia 1 de abril de 2012 juntamente com a WrestleMania XXVIII. Mas houve um replanejamento na ideia da Network, sendo assim adiada para uma data indefinida até seu novo plano se estabelecer.

Em 8 de Janeiro de 2014, foi feito o anúncio, na CES (Consumer Electronics Show), da WWE Network, lançada no dia 24 de fevereiro de 2014.

DivisõesEditar

Atualmente, na WWE, existem três divisões paralelas de lutadores. São elas: a RAW e a SmackDown, que são dois shows diferentes só que com a mesma storyline; e a NXT, que é o território de desenvolvimento de lutadores da empresa (algo como uma "divisão de base", com uma maioria de aspirantes a lutadores). A Marca possui sua própria storyline e os seus pay-per-views (atualmente, os PPV's são todos interpromocionais).

Atuais campeõesEditar

RawEditar

Esta é uma lista dos atuais campeões na WWE. São 11 os campeonatos individuais em atividade: Campeonato da WWE, o Campeonato Universal, o Campeonato Intercontinental, o Campeonato dos Estados Unidos, o Campeonato do Reino Unido, o Campeonato Feminino do Raw, o Campeonato Feminino do SmackDown e o Campeonato 24/7, além de três títulos de duplas: o Campeonato de Duplas do Raw, o Campeonato de Duplas do SmackDown e o Campeonato Feminino de Duplas da WWE, e portanto, são seis os lutadores que possuem esses títulos. Eles estão divididos entre os programas Raw e SmackDown Live e só podem ser defendidos em shows da sua marca. O território de desenvolvimento da empresa, o WWE NXT, também possui o Campeonato do NXT, o Campeonato Norte-Americano, o Campeonato de Duplas, o Campeonato dos Pesos-médios e o Campeonato Feminino. A divisão NXT UK tem como cinturões o Campeonato do Reino Unido, o Campeonato Feminino do NXT UK e o Campeonato de Duplas do NXT UK. A lista inclui o número de vezes que o lutador foi campeão, data e local da vitória e a descrição da conquista.

O Raw tem cinco títulos ativos. O principal é o Campeonato da WWE, atualmente o campeão é Drew McIntyre, que está em seu primeiro reinado. Ele venceu o título após derrotar Brock Lesnar na segunda noite da Wrestlemania 36 em 26 de março de 2020 (transmitido em 5 de abril de 2020).[21] O atual campeão dos Estados Unidos é Bobby Lashley, ele derrotou Apollo Crews no Payback em 30 de agosto de 2020.[22] The New Day são os atuais campeões de Duplas do Raw, eles estão em seu terceiro reinado. Os ex-campeões The Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford) trocaram com Kingston e Woods o Campeonato de Duplas do Raw pelo Campeonato de Duplas do SmackDown após as duas duplas serem transferidas para a marca oposta no Draft de 2020.[23] Já a campeã Feminina do Raw é Asuka, estando em seu segundo reinado. Ela venceu Sasha Banks no SummerSlam em 23 de agosto de 2020.[24]

O SmackDown tem como título principal o Campeonato Universal da WWE, que tem Roman Reigns como atual campeão. Ele conquistou o título em 30 de agosto de 2020, no Payback, ao derrotar "The Fiend" Bray Wyatt e Braun Strowman.[25] O atual Campeão Intercontinental é Sami Zayn, ele derrotou AJ Styles e Jeff Hardy no Clash of Champions em 27 de setembro de 2020.[26] Bayley é a atual detentora do Campeonato Feminino do SmackDown que está em seu segundo reinado, ela derrotou Charlotte Flair no SmackDown em 11 de outubro de 2019. Os atuais campeões de Duplas do SmackDown são The Street Profits (Angelo Dawnkis e Montez Ford) em seu primeiro reinado. Os ex-campeões The New Day (Kofi Kingston e Xavier Woods trocaram com Dawkins e Ford o Campeonato de Duplas do SmackDown pelo Campeonato de Duplas do Raw após as duas duplas serem transferidas para a marca oposta no Draft de 2020.

O atual campeão do NXT é Finn Bálor que esta em seu segundo reinado. Ele conquistou o título em 2 de setembro de 2020 (transmitido em 8 de setembro de 2020) ao derrotar Adam Cole no NXT: Super Tuesday II para vencer o título vago.[27] Os campeões de Duplas do NXT são Danny Burch e Oney Lorcan que estão em seu primeiro reinado. Eles venceram os títulos derrotando Breezango (Tyler Breeze e Fandango) em 21 de outubro de 2020 no NXT.[28] A atual campeã Feminina do NXT é Io Shirai que derrotou Charlotte Flair e Rhea Ripley no TakeOver: In Your House.[29] O atual campeão Norte-Americano do NXT é Damian Priest ele derrotou Bronson Reed, Cameron Grimes, Johnny Gargano e Velveteen Dream em uma luta Fatal Five-Way de escadas no NXT TakeOver: XXX para vencer o título vago.[30] O campeão dos Pesos Cruzador é Jordan Devlin que derrotou Angel Garza, Isaiah "Swerve" Scott, e Travis Banks no Worlds Colide em 25 de janeiro de 2020.[31]

Em 18 de junho de 2018, Triple H e Johnny Saint anunciaram a criação de uma divisão baseada no Reino Unido, o NXT UK, cujo principal título seria o Campeonato do Reino Unido, anteriormente defendido no NXT. O atual campeão do Reino Unido é Walter, que está em seu primeiro reinado. Ele se tornou o campeão ao derrotar Pete Dunne no NXT TakeOver: New York em 20 de maio de 2017.[32] Além deste, foi anunciada a criação do Campeonato Feminino do Reino Unido e do Campeonato de Duplas do Reino Unido.[33] O Campeonato Feminino do NXT UK tem como campeã Kay Lee Ray, em seu primeiro reinado, que derrotou Toni Storm no NXT UK TakeOver: Cardiff.[34] Os atuais campeões de duplas do NXT UK são Gallus (Mark Coffey e Wolfgang), que estão em seu primeiro reinado. Eles derrotaram os então campeões Mark Andrews e Flash Morgan Webster em 4 de outubro de 2019.[35]

O Campeonato Feminino de Duplas da WWE não possui uma divisão específica, sendo defendido entre os programas da WWE. Nia Jax e Shayna Baszler são as atuais campeãs, em seu primeiro reinado, ao derrotar Bayley e Sasha Banks no Payback.[36] O WWE 24/7 Championship também não possui uma divisão específica, podendo ser defendido em qualquer programa. O atual campeão é R-Truth que está em seu quadragésimo segundo reinado. Ele derrotou Drew Gulak no Raw em 5 de outubro de 2020.[37]

CampeõesEditar

Plantel principalEditar

RawEditar

<onlyinclude>

Campeonato Atual(ais) campeão(ões) Reinado Data da vitória Mantém o
título há
(em dias)
Local Notas
Campeonato WWE Drew McIntyre 1 26 de março de 2020 210 Orlando, Flórida Derrotou Brock Lesnar na segunda noite da Wrestlemania 36.
(Foi transmitido apenas em 5 de abril de 2020.)
Campeonato Feminino do Raw Asuka 2 23 de agosto de 2020 60 Orlando, Flórida Derrotou Sasha Banks no SummerSlam
Campeonato dos Estados Unidos da WWE Bobby Lashley 2 30 de agosto de 2020 53 Orlando, Flórida Derrotou Apollo Crews no Payback.
Campeonato de Duplas do Raw The New Day
(Kofi Kingston e Xavier Woods)
3
(5, 3)
12 de outubro de 2020 10 Orlando, Flórida Os ex-campeões The Street Profits (Angelo Dawkins e Montez Ford) trocaram com Kingston e Woods o Campeonato de Duplas do Raw pelo Campeonato de Duplas do SmackDown após as duas duplas serem transferidas para a marca oposta no Draft de 2020.


SmackDownEditar

Campeonato Atual(ais) campeão(ões) Reinado Data da vitória Mantém o
título há
(em dias)
Local Notas
Campeonato Universal Roman Reigns 2 30 de agosto de 2020 53 Orlando, Flórida Derrotou "The Fiend" Bray Wyatt e Braun Strowman no Payback em uma luta No Holds Barred Triple Threat.
Campeonato Feminino do SmackDown Bayley 2 11 de outubro de 2019 377 Paradise, Nevada Derrotou Charlotte Flair no Smackdown.
Campeonato Intercontinental Sami Zayn 2 27 de setembro de 2020 25 Orlando, Flórida Derrotou AJ Styles e Jeff Hardy em uma luta de escadas no Clash of Champions.
Campeonato de Duplas do SmackDown The Street Profits
(Angelo Dawkins e Montez Ford)
1 12 de outubro de 2020 10 Orlando, Flórida Os ex-campeões The New Day (Kofi Kingston e Xavier Woods trocaram com Dawkins e Ford o Campeonato de Duplas do SmackDown pelo Campeonato de Duplas do Raw após as duas duplas serem transferidas para a marca oposta no Draft de 2020.


Territórios de desenvolvimentoEditar

WWE NXTEditar

Campeonato Atual(ais) campeão(ões) Reinado Data da vitória Mantém o
título há
(em dias)
Local Notas
Campeonato do NXT Finn Bálor 2 2 de setembro de 2020 50 Winter Park, Flórida Derrotou Adam Cole no NXT: Super Tuesday II pelo título vago.
(Transmitido em 8 de setembro de 2020).
Campeonato Feminino do NXT Io Shirai 1 7 de junho de 2020 137 Winter Park, Flórida Derrotou Charlotte Flair e Rhea Ripley em um combate triple threat no TakeOver: In Your House.
Campeonato Norte-Americano do NXT Damian Priest 1 22 de agosto de 2020 61 Winter Park, Flórida Derrotou Bronson Reed, Cameron Grimes, Johnny Gargano e Velveteen Dream em uma luta fatal Five-Way de escadas no NXT TakeOver: XXX
Campeonato de Duplas do NXT Danny Burch e Oney Lorcan 1 21 de outubro de 2020 1 Orlando, Flórida Derrotaram Breezango (Fandango e Tyler Breeze) no NXT.


NXT UKEditar

Campeonato Atual(ais) campeão(ões) Reinado Data da vitória Mantém o
título há
(em dias)
Local Notas
Campeonato do Reino Unido da WWE Walter 1 5 de abril de 2019 566 Brooklyn, Nova Iorque Derrotou Pete Dunne no NXT TakeOver: New York
Campeonato Feminino do NXT UK Kay Lee Ray 1 31 de agosto de 2019 418 Cardiff, País de Gales Derrotou Toni Storm no NXT UK TakeOver: Cardiff.
Campeonato de Duplas do NXT UK Gallus
(Mark Coffey e Wolfgang)
1 4 de outubro de 2019 384 Brentwood, Inglaterra Derrotaram os então campeões Mark Andrews e Flash Morgan Webster nas gravações do NXT UK.


InterpromocionaisEditar

Campeonato Atual(ais) campeão(ões) Reinado Data da vitória Mantém o
título há
(em dias)
Local Notas
Campeonato dos Pesos-Médios da NXT Jordan Devlin 1 25 de janeiro de 2020 271 Houston, Texas Derrotou Angel Garza, Isaiah "Swerve" Scott, e Travis Banks em um combate fatal four-way no Worlds Collide.
Campeonato 24/7 da WWE R-Truth 42 5 de outubro de 2020 17 Orlando, Flórida Derrotou Drew Gulak no Raw.
Campeonato Feminino de Duplas da WWE Nia Jax e Shayna Baszler 1 30 de agosto de 2020 53 Orlando, Flórida Derrotaram Bayley e Sasha Banks no Payback.

Ver tambémEditar

Biografias no WWE.comEditar

Referências

  1. «WWE business profile, from Yahoo.com». Finance.yahoo.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2014 
  2. [1](2016)
  3. «WWE, Inc. Form 10-K». U.S. Securities and Exchange Commission. 1 de março de 2012 
  4. a b Cousineau, Justin (14 de julho de 2020). «WWE, Inc. Ações Ordinárias Classe A». Chinlock. Consultado em 14 de julho de 2020  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "NYSE:WWE" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  5. a b c Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome GAAP/OIBDA/NYSE:WWE/https://corporate.wwe.com/investors/news/press-releases/2020/02-06-2020-132933376
  6. «World Wrestling Entertainment, Inc.». New York Stock Exchange. Consultado em 7 de dezembro de 2011. Arquivado do original em 28 de junho de 2011 
  7. «WWE Annual Shareholders Meeting to be held on April 29, 2011» (PDF). WWE. 8 de abril de 2011. Consultado em 8 de maio de 2011. Arquivado do original (PDF) em 29 de abril de 2011 
  8. a b World Wrestling Entertainment, Inc. (1 de março de 2013). «Annual Report (Form 10-K)». U.S. Securities and Exchange Commission. Consultado em 25 de dezembro de 2013. WORLD WRESTLING ENTERTAINMENT, INC. (Exact name of Registrant as specified in its charter) 
  9. «WWE Corporate - Live & Televised Entertainment». Corporate.wwe.com. Consultado em 24 de junho de 2014 
  10. Hoy-Browne, Richard. «Wrestlemania 30: What's happening and why should I care?». The Independent. Consultado em 11 de janeiro de 2015 
  11. «Eminence Capital Shows New 9.6% Stake in World Wrestling Entertainment (WWE)». Streetinsider.com. 11 de agosto de 2014. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  12. «The New WWE». WWE. 7 de abril de 2011. Consultado em 8 de abril de 2011 
  13. «Company Overview». 15 de junho de 2011 
  14. «WWE opens Mumabi office». 15 de junho de 2011. Consultado em 31 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 3 de junho de 2011 
  15. Kaelberer, Angie Peterson (2010). Fabulous, Freaky, Unusual History of Pro Wrestling. [S.l.]: Capstone Press. p. 32. ISBN 1429647892 
  16. The Spectacular Legacy of the AWA DVD
  17. Powell, John. «Steamboat - Savage rule WrestleMania 3». SLAM! Wrestling. Consultado em 14 de outubro de 2007 
  18. «WWE Entertainment, Inc. Acquires WCW from Turner Broadcasting». 23 de março de 2001. Consultado em 5 de maio de 2007. Arquivado do original em 13 de março de 2014 
  19. «WWE brings ECW to Sci Fi Channel». WWE.com. Consultado em 28 de agosto de 2006 
  20. «WWE Goes HD». WWE. Consultado em 25 de janeiro de 2008. Arquivado do original em 18 de janeiro de 2008 
  21. «WWE Universal Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 22 de agosto de 2016 
  22. «WWE United States Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  23. «WWE Tag Team Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  24. «WWE Women's Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 3 de abril de 2016 
  25. «WWE World Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  26. «Intercontinental Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  27. «WWE NXT Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  28. «WWE NXT Tag Team Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  29. «WWE NXT Women's Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 16 de setembro de 2013 
  30. «WWE NXT North American Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 26 de agosto de 2018 
  31. «WWE Cruiserweight Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 15 de novembro de 2016 
  32. «WWE United Kingdom Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 15 de janeiro de 2017 
  33. «WWE launches new U.K. series» (em inglês). WWE. 18 de junho de 2018. Consultado em 19 de junho de 2018 
  34. «WWE NXT UK Women's Championship» (em alemão). Cage Match. Consultado em 26 de agosto de 2018 
  35. «WWE NXT UK Tag Team Championship» (em alemão). Cagematch. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  36. «WWE Women's Tag Team Championship» (em alemão). Cagematch. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  37. «WWE 24/7 Championship» (em alemão). Consultado em 28 de maio de 2019 
  38. Powell, Jason (5 de abril de 2020). «WrestleMania 36 results: Powell's live review of Night Two featuring Brock Lesnar vs. Drew McIntyre for the WWE Championship, John Cena vs. "The Fiend" Bray Wyatt in a Firefly Funhouse match, Edge vs. Randy Orton in a Last Man Standing match, Rhea Ripley vs. Charlotte Flair for the NXT Women's Championship». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 5 de abril 2020 
  39. Johnson, Mike (May 11, 2020). «MONEY IN THE BANK LADDER MATCH NEWS AND NOTES». PWInsider. Consultado em May 14, 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  40. Powell, Jason (11 de maio). «5/11 WWE Raw Results: Powell's live review of Becky Lynch's major announcement, the return of Edge and Randy Orton, Lynch confronting MITB winner Asuka, Money in the Bank fallout». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 12 de maio 2020  Verifique data em: |data= (ajuda)
  41. Powell, Jason (25 de maio 2020). «5/25 WWE Raw Results: Powell's live review of WWE Champion Drew McIntyre on MVP's VIP Lounge, Nia Jax vs. Charlotte Flair vs. Natalya for a Raw Women's Championship match at WWE Backlash, Andrade vs. Apollo Crews for the U.S. Title». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 25 de maio 2020 
  42. Powell, Jason (3 de março de 2020). «3/2 WWE Raw Results: Powell's review of Aleister Black vs. AJ Styles, Seth Rollins and Murphy vs. The Street Profits for the Raw Tag Titles, Beth Phoenix provides an Edge update, Shayna Baszler vs. Kairi Sane, Rey Mysterio and Humberto Carrillo vs. Andrade and Angel Garza». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 2 de março 2020 
  43. Chiari, Mike (4 de outubro de 2019). «Brock Lesnar Beats Kofi Kingston, Wins WWE Championship; Cain Velasquez Debuts» (em inglês). Bleacher Report. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  44. Powell, Jason. «10/11 WWE Friday Night Smackdown results: Powell's review of night one of the WWE Draft, Seth Rollins vs. Roman Reigns to determine which brand picks first, Charlotte Flair vs. Bayley for the Smackdown Women's Championship». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 11 de outubro de 2019 
  45. Wilen, Jerome (13 de maio 2020). «WWE Intercontinental Championship vacated, tournament starts Friday on SmackDown». WrestleView. Consultado em 13 de maio de 2020 
  46. Powell, Jason (17 de abril de 2020). «4/17 WWE Friday Night Smackdown results: Powell's review of The Miz vs. Jey Uso vs. Big E in a Triple Threat for the Smackdown Tag Titles, Daniel Bryan vs. Cesaro and Naomi vs. Dana Brooke in Money in the Bank qualifiers, Sasha Banks vs. Tamina». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 17 de abril 2020 
  47. https://www.pwinsider.com/article/137895/wwe-kicks-off-next-round-of-tv-tapings-tomorrow.html?p=1
  48. «7/22 NXT TV results: Moore's review of William Regal's announcement, Karrion Kross vs. Dominik Dijakovic, Killian Dain vs. Dexter Lumis». Pro Wrestling Dot Net (em inglês). 22 de julho de 2020. Consultado em 22 de julho de 2020 
  49. Moore, John (7 de junho de 2020). «NXT Takeover: In Your House results – Moore's live review of Adam Cole defeated Velveteen Dream in a Backlot Brawl for the NXT Championship, Charlotte Flair vs. Rhea Ripley vs. Io Shirai for the NXT Women's Championship, Keith Lee vs. Johnny Gargano for the NXT North American Title, Tommaso Ciampa vs. Karrion Kross». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 7 de junho de 2020 
  50. Moore, John. «1/22 NXT TV results: Moore's review of Roderick Strong vs. Keith Lee for the NXT North American Championship, Io Shirai vs. Toni Storm, the Dusty Rhodes Tag Team Classic tournament semifinal matches, final Worlds Collide hype». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 23 de janeiro 2020 
  51. Moore, John (13 de maio de 2020). «5/13 NXT TV results: Moore's review of the major announcement delivered by Triple H and Shawn Michaels, Matt Riddle and Timothy Thatcher vs. Fabian Aichner and Marcel Barthel for the NXT Tag Titles, Finn Balor vs. Cameron Grimes, Rhea Ripley's appearance». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 13 de maio 2020 
  52. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome TONY
  53. Reuter, Sean. «NXT UK TakeOver: Cardiff live results: WALTER vs. Bate, Storm vs. Ray, more!» (em inglês). Cageside Seats. Consultado em 31 de agosto de 2019 
  54. Middleton, Marc (4 de outubro de 2019). «Spoilers: New Champions Crowned At WWE NXT UK Tapings» (em inglês). Wrestling Inc. Consultado em 6 de outubro de 2019 
  55. Powell, Jason. «WWE Worlds Collide results: Powell's live review of Undisputed Era vs. Imperium, Rhea Ripley vs. Toni Storm for the NXT Championship, Angel Garza vs. Isaiah Scott vs. Travis Banks vs. Jordan Devlin for the NXT Cruiserweight Championship, Finn Balor vs. Ilja Dragunov, DIY vs. Moustache Mountain». Pro Wrestling Dot Net. Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  56. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome OfficialTitleHistory
  57. Powell, Jason (1 de junho de 2020). «6/1 WWE Raw Results: Powell's live review of Aleister Black vs. Seth Rollins, Asuka vs. Charlotte Flair in a non-title match, Apollo Crews defends the U.S. Title against an opponent of his choosing, Rollins hosts Rey Mysterio's retirement ceremony». Pro Wreslting Dot Net. Consultado em 1 de junho 2020 
  58. https://www.pwinsider.com/article/135689/more-on-new-wwe-taping-schedule.html?p=1

Ligações externasEditar

Vitórias anuaisEditar

Prêmio Último vencedor Vitória Evento
Royal Rumble Drew Mcintyre 26 de janeiro de 2020 Royal Rumble
Charlotte Flair
Money in the Bank Otis Dozovic 10 de maio de 2020 Money in the Bank
Asuka
Troféu Memorial André The Giant Braun Strowman 7 de abril de 2019 Wrestlemania 35


Atualizem

Pay-per-viewsEditar

A WWE faz vários eventos especiais (chamados de pay-per-view) ao longo do ano seguindo uma certa ordem. São eventos especiais onde ocorrem combates importantes. É onde ocorrem a maior parte das conquistas de título por um lutador.

Antigamente, alguns desses eventos pertenciam exclusivamente à RAW, outros à SmackDown e alguns eram interpromocionais onde os wrestlers da RAW como da SmackDown participavam e alguns combates apresentam lutadores de ambas as marcas (como por exemplo, o combate Royal Rumble).

Mas desde de 2007, por ordens de Vince McMahon, todos os pay-per-views da WWE passaram a ser interpromocionais. Porém com o retorno da extensão de marcas em 2016 todos os pay-per-views com exceção dos quatro grandes voltaram a ser exclusivos de uma das marcas Raw ou SmackDown. Os principais pay-per-views são: Royal Rumble, Summer Slam, Survivor Series, e a principal da WWE é a Wrestlemania.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar