Abrir menu principal
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde setembro de 2018)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pedro Lamares
Nome completo Pedro Lamares da Gama Rocha
Nascimento 2 de março de 1979 (40 anos)
Portimão
Nacionalidade português
Ocupação Actor, declamador
Outros prêmios
Prémio Melhor Programa de Entretenimento para o programa "Literatura Aqui" (Prémios Sociedade Portuguesa de Autores, 15.III.2017)
IMDb: (inglês)

Pedro Lamares (Portimão, 2 de Março de 1979) é um actor português.[1]

CarreiraEditar

Pedro Lamares Gama da Rocha nasceu a 2 de Março de 1979 em Portimão mas muda-se pouco depois para a Granja. Estudou em Espinho. Estudou artes plásticas, passou pela escola de jazz do Porto (1996/7), frequentou o curso de preparação para licenciatura em música sacra, na Universidade Católica do Porto, sob orientação do Cónego Ferreira dos Santos (1997/98). Estudou teatro (interpretação) na Academia Contemporânea do Espectáculo (Porto, 1998/2001). Complementou a formação com cursos e oficinas de teatro de rua (Natural Theatre Company, de Inglaterra)voz (Bernard Messuir, da Bélgica)naturalismo (Rogério de Carvalho, de Moçambique)clown (Alan Richardson, de Inglaterra)máscara neutra (Kuniaki Ida, do Japão) e dança vertical (Roc in Lichen, de França).[1]

Actor desde 1997, estudou interpretação na Academia Contemporânea do Espectáculo, entre 1998 e 2001. Tem participado em espectáculos de teatro, dança e poesia. Participou em representações de As Três Irmãs, de Tchekov, Tio Vânia, de Howard Barker, O Quebra Nozes, de Tchaikovsky, O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, de Jorge Amado, Os Saltimbancos, de Chico Buarque, e Carmina Burana, de Carl Orff.

Pertence ao colectivo Caixa Geral de Despojos, com o qual colabora nas Quintas de Leitura, espectáculos de poesia, música e performance no Teatro do Campo Alegre, desde 2003.

Na televisão deu-se a conhecer em Dei-te Quase Tudo (2005), da TVI, para participar, de seguida, em Paixões Proibidas (2006), co-produção da RTP com a Rede Bandeirantes, gravada no Rio de Janeiro. Teve o primeiro papel de vilão em Deixa-me Amar (2007), da TVI. Na mesma estação participou ainda em Casos da Vida (2008), Olhos nos Olhos (2008) e Sentimentos (2009). Na RTP, integrou o elenco de Pai à Força (2009). Participou ainda nas curtas-metragens Supercolla, de David Bonneville (2000), e De alto e coração, de Clara de Oliveira (2008), e na média-metragem Chapéu-de-chuva, de Diogo de Sousa (2008).

Representa Fernando Pessoa no filme, Filme do Desassossego, de João Botelho (2010). Em 2015, é convidado apresentar o programa (Literatura Agora) sobre poesia, na RTP2, em colaboração com a jornalista e poeta Filipa Leal. Na 2.ª temporada, o programa adquire o nome de Literatura Aqui.

Foi professor de Expressão Dramática no Colégio do Sardão, em Oliveira do Douro, entre 2004 e 2006.

FilmografiaEditar

Ano Titulo Personagem Notas Canal
2005 Dei-te Quase Tudo Miguel Gameiro Elenco Principal TVI
2006 Paixões Proibidas Mateus Correia Elenco Adicional RTP1
2007 Deixa-me Amar Henrique Gama Antagonista TVI
2008 Casos da Vida Pedro Participação Especial
Olhos nos Olhos Jonas Viana Levi Elenco Principal
2009/2010 Sentimentos Nuno Gomes Elenco Principal
2010 Filme do Desassossego Elenco Principal RTP1
2013 A Vida Invisível Elenco Principal
2014 Bem-Vindos a Beirais Elenco Principal
2016 A Impostora Frederico Varela Participação Especial TVI
2017 Ouro Verde Francisco Dias Pimentel Elenco Principal
2017/2018 A Herdeira Duarte Alvarenga Co-Protagonista
2018 Valor da Vida Mário Cordeiro Elenco Adicional
2018 3 Mulheres Luís de Sttau Monteiro RTP1

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b «Notas Biográficas». pedrolamares.blogspot.pt. Consultado em 21 de março de 2017