Abrir menu principal

Sociedade Independente de Comunicação

estação televisiva portuguesa
(Redirecionado de SIC)
Disambig grey.svg Nota: SIC redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Sic (desambiguação). Para a emissora de televisão brasileira sediada em Porto Velho, veja SIC TV.
SIC
Sociedade Independente de Comunicação
Tipo Rede de televisão aberta (free-to-air)
País Portugal Portugal
Fundação 6 de outubro de 1992 (26 anos)
por Francisco Pinto Balsemão
Pertence a Grupo Impresa
Proprietário Grupo Impresa
Presidente Francisco Pinto Balsemão[1]

(Impresa)

Sede Lisboa Portugal Portugal
Estúdios Lisboa Portugal Portugal
Slogan O melhor ainda está para ver.
Formato de vídeo 16:9
576i (SDTV)
1080i (HDTV)
Audiência 16.4% (maio de 2018)[2]
Afiliações SIC Notícias
SIC Radical
SIC Mulher
SIC K
SIC Internacional
SIC Caras
SIC Internacional África
Cobertura Portugal Portugal
Cobertura internacional Satélite
Países abrangidos pela SIC Internacional
Página oficial sic.pt
Disponibilidade aberta e gratuita
TDT
3
Disponibilidade por satélite
NOS
3
MEO
3
Disponibilidade por cabo
NOS
3 (SD)
303 (HD)
Nowo
3 (SD)
303 (HD)
Disponibilidade via ADSL
MEO
3 (SD)
303 (HD)
Vodafone
3 (SD)
303 (HD)

A Sociedade Independente de Comunicação (SIC) é o primeiro canal de televisão privado em Portugal.

A SIC, cujas transmissões tiveram início a 6 outubro de 1992, foi o primeiro canal de televisão privado a operar em Portugal, tornando-se um contributo para a pluralidade e independência da informação. Em apenas três anos, em maio de 1995, a SIC alcançou a liderança nas audiências através de uma forte aposta em programas de informação, entretenimento, documentários e programas de ficção, falados em português, alicerçados numa estratégia de marketing.

Uma das grandes apostas da SIC, que se destacou claramente no panorama televisivo, foi a informação, aliada à independência, rigor, qualidade e irreverência que caracterizam o “estilo SIC”. Sempre na procura da inovação, a SIC, em 2000, entrou no universo dos canais de cabo e em 2007 entrou em plena era digital e em multiplataformas com conteúdos interativos. Hoje, a componente multimédia é uma prioridade no universo SIC, reunindo um conjunto de sites e multiplataformas online em constante renovação.

A SIC destaca-se, ainda, pela sua ficção nacional tendo sido já distinguida com um Emmy de Melhor Novela Internacional com “Laços de Sangue”, e “Mar Salgado” foi uma novela líder de audiências durante toda a sua exibição. A aposta na ficção nacional é uma prioridade e fator de distinção da SIC dos outros canais generalistas em Portugal.

Desde o dia 6 de outubro de 2016 que a SIC está a ser emitida em HD em todos os operadores nacionais. A SIC HD pode ser vista no canal 303.

Em 2017, celebrou o seu 25.º aniversário com diversas iniciativas, das quais o grande destaque vai para a Digressão SIC de Todos Nós, que percorreu as 18 capitais de distrito de Portugal Continental durante os meses de junho, julho, agosto, setembro e outubro.

Os sócios fundadores da SIC foram:

A gestão da sociedade compete a um Conselho de Administração, que é o seu mais elevado órgão de gestão e a quem compete aprovar as orientações estratégicas da empresa e a uma Comissão Executiva que é responsável pela gestão corrente da sociedade.

HistóriaEditar

  Mais informações: Lista de programas da SIC

FundaçãoEditar

 
Francisco Pinto Balsemão é o fundador da SIC.

Em 1989, é constituída uma ‘joint-venture’ com o grupo brasileiro abril que deu origem ao nascimento da primeira revista de negócios em Portugal – Exame – e marcou a entrada do Grupo na área de revistas.

Em março de 1991 o Capital Social da Controljornal é aberto a investidores externos, criando-se uma “super” holding – IMPRESA – que concorre à atribuição dos primeiros canais de televisão privados, e tornando-se num dos acionistas fundadores da SIC – Sociedade Independente de Comunicação.

Em outubro de 1992, arrancam as emissões da SIC, o 1º canal de televisão privada em Portugal.

1992 - 2001: Era Emídio RangelEditar

Emídio Rangel foi o primeiro diretor geral e de programas da SIC. Foi pela mão de Emídio Rangel que foram lançados diversos formatos que levaram a SIC à liderança como Big Show SIC, Chuva de Estrelas, Perdoa-me, Mundo VIP, Surprise Show, A Noite da Má Língua, Ponto de Encontro, SIC 10 Horas, Buéréré, Fátima Lopes, Herman SIC, Noites Marcianas, Zip Zap ou Roda dos Milhões e lançou o primeiro reality show do canal, Acorrentados e outro reality show, O Bar da TV.

Na ficção nacional destacam-se a série de sucesso Médico de Família, as séries de Camilo de Oliveira ou a sit-com Os Malucos do Riso e a série A Minha Familia É Uma Animação, Uma Aventura e outras séries. Foram também lançados vários telefilmes e foi criada a SIC Filmes.

Foi lançada a primeira telenovela portuguesa da SIC, Ganância.

Destaca-se a aposta em telenovelas da Rede Globo em exclusivo para Portugal.

A SIC desde a sua estreia que mudou a forma de fazer informação em Portugal, com formatos mais próximos das pessoas como a Praça Pública que dava voz aos portugueses.

Os principais espaços informativos da SIC, desde o seu início, são o Primeiro Jornal e o Jornal da Noite.

Foi também Emídio Rangel que lançou a gala anual Globos de Ouro, que a SIC transmite desde 1996.

Foi também Emídio Rangel que lançou os primeiros canais do cabo, SIC Gold, SIC Notícias e SIC Radical.

Emídio Rangel saiu da SIC em 2001, mudando-se para a RTP, e levou consigo alguns profissionais da estação como jornalistas e apresentadores.[4]

2001 - 2005: Era Manuel FonsecaEditar

Manuel Fonseca substituiu, em 2001, Emídio Rangel na direcção de programas da SIC.[5]

Desta fase destacam-se programas como Às Duas por Três, Bombástico, Levanta-te e Ri, O Sono da Verdade, Terça em Grande, Masterplan - O Grande Mestre, O Meu Nome é Ágata, Na Casa do Toy, Senhora Dona Lady, Um Sonho de Mulher, Esquadrão G, Ídolos, A Linha da Sorte, Pulsações, Êxtase, 5 Estrelas, Io iô, À Sombra da Bananeira, Juras de Amor, Campeões Nacionais ou K7 Pirata.

Na ficção nacional destaca-se as novelas Fúria de Viver, O Olhar da Serpente e O Jogo. Nesta fase também foram lançadas as séries Só Gosto de Ti, Não Há Pai!, Maré Alta, Camilo em Sarilhos, Zero em Comportamento e novas temporadas de Uma Aventura. E a mini série Até Amanhã Camaradas. As novelas da Rede Globo continuaram a ser uma aposta da SIC.

Na informação foram lançados os programas "Hora Extra" e "País em Directo".

No desporto, a SIC assegurou a transmissão de nove jogos do Euro 2004, com destaque para o segundo jogo da selecção portuguesa, frente à Rússia, assim como um jogo dos quartos de final do Campeonato Europeu de Futebol de 2004.[6]

A 26 de setembro de 2005 a SIC anunciou a saída de Manuel Fonseca da direção de programas. [7]

2005 - 2008: Era Francisco PenimEditar

Em 2005 Manuel Fonseca deixa a direcção de programas da SIC e é substituído por Francisco Penim.[8]

Desta fase destaca-se o lançamento de várias telenovelas portuguesas como o sucesso Floribella, e Jura, Vingança, Resistirei e Chiquititas, Nas séries destaque para 7 Vidas, Aqui não Há Quem Viva, Hora H e uma nova temporada de Uma Aventura. Mas as telenovelas da Rede Globo continuaram a ser uma aposta da SIC.

Francico Penim acabou com os programas SIC 10 Horas e Às Duas por Três, sendo substituídos por os programas Fátima e Contacto. Destaque também para os programas O Pior Condutor de Sempre, Família Superstar, Pegar ou Largar ou A Ganhar é Que a Gente se Entende. Destaque para o especial de aniversário, "Parada SIC", realizado em 2006 e 2007.

Em 2006 a SIC foi a estação oficial em Portugal do Campeonato do Mundo da FIFA 2006.

Na informação destaque para "O Programa da Manhã".

Em dezembro de 2007 Francisco Penim saiu da direção de programas da SIC e em janeiro de 2008 saiu da SIC.[9]

2008 - 2011: Era Nuno SantosEditar

No inicio de 2008 foi anunciada a entrada de Nuno Santos na SIC como director de programas.[10] Nesta fase destaque para os vários programas de entretenimento que foram produzidos nesta fase como Chamar a Música, Atreve-te a Cantar, Ídolos, Achas que Sabes Dançar?, À Procura do Sonho, O Momento da Verdade, Lucy, Alta Definição, E-Especial, Fama Show ou Peso Pesado.

Estreia de novos programas para as manhãs e tardes, Companhia das Manhãs e Vida Nova.

Em setembro de 2010 estreou o novo programa das tardes Boa Tarde apresentado por Conceição Lino.

Em março de 2011 estreia o novo programa das manhãs Querida Júlia apresentado por Júlia Pinheiro.

Na ficção nacional foram produzidas as telenovelas Rebelde Way, Podia Acabar o Mundo, Perfeito Coração, Laços de Sangue e Lua Vermelha.

Foram também produzidas as séries VIP Manicure, Camilo, o Presidente, Cenas do Casamento, A Família Mata e a mini série A Vida Privada de Salazar.

Destaque também para o lançamento do telefilme Uma Aventura na Casa Assombrada.

Continua a aposta em telenovelas da Rede Globo.

Na informação destaque para Nós por Cá.

No desporto, foi a partir de 2009 que a SIC começou a emitir jogos da Liga Europa da UEFA até à atualidade.[11]

Foi em agosto de 2011 que Nuno Santos saiu da SIC.[12]

2011 - 2018: Era Luís Marques, Júlia Pinheiro, Gabriela Sobral e Luís ProençaEditar

Com a saída Nuno Santos, foi a vez de Luis Marques já Diretor-Geral da SIC ficar responsável pela área de Conteúdos, sendo nomeado Diretor-Geral de Conteúdos da SIC. Após a sua saída em 2016, Francisco Pedro Balsemão assumiu a responsabilidade da Supervisão de Orientação de Emissões da SIC até 2017, ficou a coordenar a direção de programas da SIC, com a restante equipa de direção.

Em janeiro de 2017 Francisco Pedro Balsemão abdica da responsabilidade de Supervisão da SIC, Gabriela Sobral e Luís Proença foram nomeados Diretores de Programas da SIC, mas desde 2011 que estavam na direção de programas.[13] Luís Proença foi Diretor de Antena , Gestão de Programação e Projetos Novas Plataformas da SIC e Gabriela Sobral foi Diretora de Produção e Coordenação de Projetos da SIC e mais tarde Diretora de Conteúdos da SIC.

Na ficção nacional reforçaram a aposta em telenovelas portuguesas, onde se destaca Rosa Fogo, Dancin' Days, Sol de Inverno, Coração d'Ouro, Mar Salgado ou Amor Maior. Continua a aposta em telenovelas da Rede Globo.

No entretenimento destaque para Portugal tem Talento, Ídolos, Toca a Mexer, Vale Tudo, Splash! Celebridades, Cante se Puder, Sabadabadão, Factor X, Shark Tank ou Achas que Sabes Dançar?, entre outros.

Os talk shows diários foram o Queridas Manhãs, Grande Tarde e Juntos à Tarde.

Na informação destaque para o programa "E Se Fosse Consigo?" de Conceição Lino.

No desporto a SIC transmitiu em direto e em exclusivo oito jogos da Copa do Mundo FIFA de 2018.

2018 - Atualidade: Era Daniel Oliveira e Cristina FerreiraEditar

No final de junho de 2018, Daniel Oliveira foi nomeado diretor de programas da SIC, cargo até ai ocupado por Gabriela Sobral e Luís Proença.[14]

Daniel Oliveira é o novo diretor-geral de entretenimento da Impresa, sendo também, por conseguinte, o novo diretor de programas da SIC e dos seus canais temáticos e responsável pelos produtos digitais na área do entretenimento do grupo.

Após 16 anos a trabalhar na TVI, Cristina Ferreira é contratada pela SIC onde irá assumir a apresentação do programa da manhã e irá assumir o cargo de Consultora Executiva da direção geral de entretenimento da Impresa.[15]

CronologiaEditar

Alguns dos acontecimentos mais importantes da estação de televisão:

Ano Notas
1986 Em declarações à Rádio Universidade Tejo, Pinto Balsemão revelava pormenores sobre os estudos de implantação do canal SIC. Seria necessário um investimento inicial de um milhão de contos e seis a nove meses para ser instalado. A SIC englobava as empresas proprietárias do Expresso, O Jornal, Nova Gente, Maria, Tempo, Diário de Coimbra e Diário de Aveiro.[16]
1991 Em março de 1991, o capital social da Controljornal é aberto a investidores externos, criando uma super holding - a Impresa - que se aplica à concessão dos primeiros canais de televisão privados, tornando-se um dos acionistas fundadores da SIC - Sociedade Independente de Comunicação.
1992 Início de emissões experimentais na primavera. A 6 de Outubro, nasce a 1.ª estação de televisão privada em Portugal.
1995 A SIC ultrapassou, pela primeira vez, a RTP nas audiências, foi em Maio.
1996 Tem início a gala anual de prémios Globos de Ouro, numa organização conjunta da estação de televisão SIC e da revista Caras.
1997 Início das emissões da SIC Internacional, a 15 de Setembro, com o objetivo de chegar à vasta Comunidade Portuguesa espalhada por todo o mundo, assim como aos Países de Língua Oficial Portuguesa.
1998 Criação da SIC Filmes.
1999 No segundo semestre do ano, a Impresa obtém o controlo de 51% do capital da SIC e 37,3% da sua participação económica, abrindo o seu capital a novos investidores.
2000 Início das transmissões da SIC Gold.
2001 Nasceram os canais temáticos: SIC Notícias, que substitui o CNL, SIC Radical e aparece na Internet com a SIC Online.
A SIC estreia a sua primeira telenovela portuguesa, Ganância.
2003 A 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, nasceu o canal temático SIC Mulher.
A 6 de Maio tiveram início as transmissões da SIC Indoor. A 6 de Outubro nasceu o projecto de solidariedade, a SIC Esperança.
A 20 de Janeiro foi lançado o SIC Teletexto.
2004 A 18 de Outubro nasceu a SIC Comédia, em substituição da SIC Gold. Este canal temático assumiu-se como fornecedor de conteúdos de âmbito humorístico para toda a família. A transmissão deste canal terminou a 31 de Dezembro de 2006.
2005 No final de 2005, a Impresa adquire a posição minoritária na SIC, elevando a sua participação para 100% do seu capital.
2006 A GMTS (Global Media Technology Systems) substituiu a SIC Serviços como prestadora de serviços técnicos. No final de 2006, a SIC também entrou no capital da AdTech (Advertising Technologies Comunicação, Multimédia S.A.).
2007 Implementação da Bloom Graphics na SIC, com o objectivo de optimizar a resposta à produção de motion graphics dentro da estação.
A 12 de Julho, em conjunto com Teresa Guilherme Produções, a SIC constituiu a produtora TDN, S.A. – Terra do Nunca Produções. Em Março de 2009, a SIC alienou a totalidade do capital da TDN.
A 19 de Dezembro, adquiriu 90% da Dialectus, empresa que presta serviços de tradução, dobragem e legendagem. Em Março de 2009, a SIC alienou a sua participação na Dialectus.
2009 A 27 de Fevereiro, assumiu a totalidade do capital da SIC Notícias.
A 18 de Dezembro, lança um canal novo, o SIC K. Este é o primeiro canal criado a pensar nos mais novos.
2010 A SIC estabelece uma parceria com a Rede Globo, para a co-produção de telenovelas em português. Este é um marco importante para a vida da estação e para a ficção nacional.
2011 A SIC estabelece uma importante parceria com a MEO, para a criação do canal SIC Especial-Peso Pesado e também para a criação da aplicação interactiva Peso Pesado. Qualquer cliente MEO pode assistir a este canal e a esta aplicação no canal 11 da grelha de programas.
A 6 de Outubro, o 19.º aniversário foi assinalado com a inauguração dos novos estúdios e instalações da Impresa Norte em Matosinhos.
Laços de Sangue, a primeira produção ao abrigo da parceria estabelecida entre a SIC e a TV Globo, vence prémio internacional para melhor telenovela de 2011 no 39th International Emmy Awards.
2012 SIC 20 Anos

No âmbito da comemoração do 20º aniversário da SIC, várias foram as iniciativas desenvolvidas para assinalar a data. A destacar: - “SIC 20 anos - O Show da Televisão!”, Road-show interativo que percorreu o país durante todos os fins de semana num camião especialmente desenhado para o efeito. - “Cria a campanha dos 20 Anos SIC” - Desafio criativo lançado aos jovens para criarem e desenvolverem a campanha de publicidade de aniversário do canal. - “Festa 20 Anos SIC” - O Seven em Vilamoura foi o cenário da festa que reuniu caras conhecidas do canal e personalidades importantes dos vários quadrantes da sociedade. - “Gala 20 Anos SIC” - Música, dança, humor e muita animação foram os principais ingredientes desta grande festa no Coliseu dos Recreios.

2013 Nasceu dia 6 de Dezembro o canal temático SIC Caras em exclusivo na NOS.
2014 No final de 2014, a SIC lança o seu primeiro canal especificamente dedicado aos mercados africanos de língua portuguesa – DSTV Kids –, em exclusividade para a plataforma DSTV.
2015 A 6 de setembro de 2015, a SIC emite pela primeira vez em 16:9 sinalizado, depois de vários meses em testes anamórficos (sem sinalização) durante a madrugada. A apresentação de Coração d'Ouro foi o primeiro programa da estação a emitir nesse formato, sendo que a telenovela começou a transmitir no dia seguinte em 16:9.
A 3 de outubro de 2015 a emissão da SIC Notícias, passa integralmente para 16:9.
A 4 de outubro de 2015 a emissão passa integralmente para 16:9.
2016 A 7 de abril de 2016, a reabre o canal SIC HD com nova denominação SIC FULL HD, para a transmissão de jogos da UEFA Europa League, começando por transmitir o jogo da 1ª mão dos quartos-de-final entre o SC Braga e o Shakhtar Donetsk.
A 6 de outubro de 2016, na data do seu aniversário, a SIC e todos os seus canais temáticos passam a ser transmitidos em HD definitivamente, sendo eles posicionados nas operadoras nacionais, MEO, NOS, Nowo (Cabovisão) e Vodafone.[17]
A 13 de outubro de 2016, a SIC passou a integrar a European Media Alliance, constituída por várias estações de televisão europeias. O objetivo desta plataforma é identificar oportunidades de investimento em novos negócios digitais, potenciados pelas parcerias estabelecidas entre os seus membros.[18]
2017 Início das emissões da SIC Internacional África, a 13 de março, com o objetivo de chegar à vasta Comunidade Portuguesa espalhada por África, assim como, aos Países de Língua Oficial Portuguesa.[19]
Em 2017, celebrou o seu 25.º aniversário com diversas iniciativas, das quais o grande destaque vai para a Digressão SIC de Todos Nós, que percorreu as 18 capitais de distrito de Portugal Continental durante os meses de junho, julho, agosto, setembro e outubro.
2018 A 6 de outubro de 2018, na data do seu 26º aniversário, a SIC muda a sua imagem, em celebração ao mesmo, prometendo que vão "mexer com todos os Portugueses".

Direção da SICEditar

  • Diretor de Programas SIC:
  • Consultora Executiva da Direção-Geral de Entretenimento:
  • Diretor Executivo:
    • Daniel Cruzeiro
  • Diretora de Aquisição e Gestão de Formatos:
    • Vanessa Fino Tierno
  • Diretor de Planeamento Estratégico:
  • Subdiretora de Programação e Gestão de Antena:
    • Aida Pinto
  • Subdiretora de Produção:
    • Cristina Verdú
  • Editor Executivo de Conteúdos Digitais:
    • Pedro Amante


  • Direção Geral de Informação IMPRESA:
  • Diretor de Informação:
  • Diretor Adjunto de Informação:
    • José Gomes Ferreira
  • Subdiretores de Informação:
    • Bernardo Ferrão e Pedro Cruz
  • Coordenação Geral:
    • Paula Santos

Ficção SICEditar

TelenovelasEditar

 Ver artigo principal: Lista de telenovelas da SIC
 
Laços de Sangue foi vencedora de um Emmy,

No ano de 2001 a SIC estreou a sua primeira telenovela portuguesa, Ganância, e depois seguiram-se mais três telenovelas portuguesas pela mão do então director de programas do canal, Manuel Fonseca, mas sem sucesso a nível de audiências. No ano de 2006 Francisco Penim torna-se director de programas da SIC e volta a apostar na ficção nacional estreando entre outras produções Floribella, que foi até ao momento a novela com mais audiências da SIC a nível mundial. Em 2008 Nuno Santos, torna-se director de programas da SIC e aposta em telenovelas originais para conquistar audiências e as poucos as telenovelas originais da SIC tem conquistado cada vez mais espectadores. No dia 21 de Novembro a novela Laços de Sangue foi premiada com o Emmy Internacional. Portugal ganhou assim pelo segundo ano consecutivo o Emmy, na categoria de Melhor Telenovela (anteriormente Meu Amor - TVI). Em 2012 é exibido o remake de Dancin' Days, em 2013 Sol de Inverno e em 2014 Mar Salgado. Em 18 de maio de 2015 a criou a sua 2.ª linha de ficção com Poderosas. A 7 de setembro de 2015 estreou Coração D'Ouro, a 9 de maio de 2016 estreou Rainha das Flores, a 12 de setembro de 2016 estreou Amor Maior, a 1 de maio estreou Espelho d'Água, e a 18 de setembro de 2017 estreou a novela da SIC, Paixão. Finalmente, em 2018 a SIC apostou em duas grandes atrizes para protagonizar Vidas Opostas Sara Matos a protagonista e Joana Santos a vilã.

A SIC já gravou novelas em 11 paises, França, Espanha, Suiça, Brasil, Argentina, Moçambique, Emirados Árabes Unidos, Malásia, Países Baixos, São Tomé e Príncipe, Islândia e África.

SériesEditar

 Ver artigo principal: Lista de séries da SIC

Além de telenovelas, a SIC também tem produzido muitas séries ao longo da sua história. Médico de Família, A Minha Família é uma Animação e Só Gosto de Ti são algumas das séries de sucesso produzidas pela SIC.

SIC FilmesEditar

Em 1998 a SIC criou a SIC Filmes. Foram produzidos e co-produzidos os seguintes telefilmes: Adão e Eva, Jaime, Zona J, A Hora de Liberdade, Amo-te Teresa, O Aniversário, Um Passeio no Parque, Mustang, Monsanto, O Lampião da Estrela, A Noiva, Alta Fidelidade, Uma Noite Inesquecível, Querida Mãe, Os Cavaleiros de Água Doce, Amor Perdido, O Segredo, Um Natal Quase Sem Neve, Quem Tudo Quer, Um Homem Não é um Gato, Anjo Caído, Mais Tarde, Até ao Fim, O Teorema de Pitágoras, 88, Jogo de Glória, Oito por Oito, Pulsação Zero, Um Tiro no Escuro, O Crime do Padre Amaro e Uma Aventura na Casa Assombrada.

Caras SICEditar

ApresentadoresEditar

Antigos ApresentadoresEditar

JornalistasEditar

Antigos JornalistasEditar

AudiênciasEditar

1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001
8,5% [20] 14,3% [21] 28,4% [22] 41,4% [23] 48,6% [24] 49,3% [25] 49,2% [26] 48,1% [27] 42,2% [28] 34,0% [29]
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011
31,5% [30] 30,3% [31] 29,3% [32] 27,2% [33] 26,2% [34] 25,1% [35] 24,9% [36] 23,4% [37] 23,4% [38] 22,7% [39]
2012 2013 2014 2015 2016 2017
21,8% [40] 21,1% [41] 19,1% [42] 18,7% [42] 17,6% [43] 17,1% [44]

Canais de televisãoEditar

Atualmente, a SIC é constituída pelos seguintes canais:

Canal Descrição Slogan Formato Fundação
SIC
O canal SIC é um canal dedicado á informação, ficção, desporto, Talk shows, concursos, infanto-juvenil, documentários. O melhor ainda está para ver. 16:9
SDTV/HDTV
6 de outubro de 1992 (26 anos)
SIC Notícias
A SIC Notícias é o canal de televisão por cabo da SIC dedicado exclusivamente à informação. Os seus olhos no mundo. 8 de janeiro de 2001 (17 anos)
SIC Radical
Neste canal pode ver as melhores séries, programas de humor nacionais e internacionais, desenhos animados de referência ou programas de crítica social. Ver para querer. 23 de abril de 2001 (17 anos)
SIC Mulher
É um canal temático destinado ao público feminino com magazines, talk-shows, ficção, programas de culinária e reality-shows nacionais e internacionais. Amor para toda a vida. 8 de março de 2003 (15 anos)
SIC K
É o canal infantil/juvenil da SIC. O canal foi pensado exclusivamente para crianças e jovens entre os sete e os quatorze anos. Aventura-te. 18 de dezembro de 2009 (8 anos)
SIC Caras
É o canal temático centra-se no entretenimento e celebridades com grande aposta nos magazines nacionais e internacionais da actualidade, cinema, música e nos conteúdos relacionados com o mundo do espetáculo e a vidas dos famosos. Televisão bonita. 6 de dezembro de 2013 (4 anos)
SIC Internacional
Um canal dedicado aos portugueses espalhados pelo mundo e aos Países de Língua Oficial Portuguesa.

Em qualquer parte da Europa, América, África, Ásia e Oceania pode ver os programas de informação, desporto, entretenimento que passam na SIC generalista.

O melhor ainda está para ver. 16:9
SDTV
15 de setembro de 1997 (21 anos)
SIC Internacional África
Um canal dedicado aos portugueses e africanos espalhados por África nos Países de Língua Oficial Portuguesa.

Em qualquer parte da África, pode ver os programas de informação, desporto, entretenimento que passam na SIC generalista ou de produção própria.

O melhor ainda está para ver. 13 de março de 2017 (1 ano)

Os canais da SIC também são transmitidos em HD desde o dia 6 de outubro de 2016.

Serviços SICEditar

SIC TeletextoEditar

 
SIC Teletexto

Informação, entretenimento, a programação são alguns dos serviços do teletexto da SIC, que trouxe como novidade o trânsito. Através do televisor podem seguir-se os períodos de maior tráfego em Lisboa e, também no Porto.

Outra inovação é o "streamer" (pág. 399). O telespectador pode estar a ver a emissão normal da SIC e no canto do televisor estão a passar informações do PSI-30 da Bolsa de Valores. Este serviço começou a 20 de Janeiro de 2003.

SIC EsperançaEditar

A SIC Esperança é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) de utilidade pública, transversal a todas as empresas do Grupo Impresa, cujo principal objetivo é o de sensibilizar a sociedade civil para os problemas sociais existentes em Portugal. Trabalha em parceria com empresas e instituições no desenvolvimento de projetos de cariz social, com vista a contribuir para a minimização desses problemas e à construção de um país mais justo e menos desigual. Foi a 6 de Outubro de 2003 que foi iniciado o projecto SIC Esperança.

SIC OnlineEditar

Foi em maio de 2001 que surgiu a presença da SIC na internet. O site do canal, na altura denominado SIC Online, surgiu em 2001 e foi remodelado e modernizado ao longo dos anos. Os canais do cabo da SIC também tem os seus próprios sites na internet. O site da SIC Notícias surgiu em 2011.

Formato de imagemEditar

Desde o inicio do ano de 2015 a SIC procedeu a "testes" com as séries da madrugada transmitindo-as em anamórfico 16:9 sem flag. A 6 de setembro de 2015, passou em 16:9 com flag (embora com o DOG ainda proporcionado para 4:3) a gala de lançamento da novela Coração d'Ouro. A 7 de setembro de 2015, a referida novela foi emitida em 16:9 com flag e com o DOG com proporções 16:9, a primeira novela a emitir na SIC generalista neste formato. As emissões da SIC e da SIC Notícias (que ainda estavam por transitar) passaram para 16:9 integral a 3 de outubro de 2015.

Após testes durante a Liga Europa e os Globos de Ouro, a SIC passou a emitir em HD de forma definitiva (no cabo) a 6 de outubro de 2016, juntamente com os canais temáticos.[45]

IdentificaçãoEditar

LogótipoEditar

O logótipo da SIC, com a sua diversidade de cores, foi inicialmente desenvolvido por Hans Donner. No entanto, ao longo dos anos tem vindo a evoluir até chegar à sua forma presente. Com uma forte comunicação visual sustendada pela sua tridimensionalidade, o actual logotipo da SIC transmite criatividade, movimento e dinamismo, ao mesmo tempo que reforça o seu forte carácter. No dia 6 de outubro de 2018 pelas 13:00 a SIC estreia um novo logótipo ao fim de 26 anos com o anterior , mudou o lettring , as formas e animações em emissão.

Logotipos utilizados pela SIC

GrafismosEditar

A SIC sempre teve grafismos brilhantes e coloridos. De 2009 a 2017 que o tema do grafismo foram os quadrados coloridos/transparentes a rodar em todas as direções.

A mudança mais recente de grafismo foi em abril de 2017, deixando para trás os quadrados coloridos e apostando em linhas com gradiente entre cores roxo/azul e com alterações da sonoridade, no âmbito dos 25 anos da SIC.

Em outubro de 2015 o grafismo do espaço informativo foi igualmente renovado (Primeiro Jornal e Jornal da Noite), assim como o grafismo do programa Alta Definição desta forma adaptando-se ao formato 16:9. No mês de abril de 2017, os programas Fama Show e E-Especial mudaram de cenários e grafismo, assim como o Queridas Manhãs que alterou o cenário. No dia 6 de outubro de 2018 a SIC juntamente com a mudança de logo mudou os seus separadores , mais coloridos e com fundo colorido sem formas.

HinoEditar

O hino da SIC assinalou o início da emissão da SIC no dia 6 de Outubro de 1992. Com letra de Carlos Paulo Simões e música de Zé da Ponte, o hino da SIC ficou no ouvido e assinalou em conjunto com o logótipo colorido a mudança no panorama televisivo em Portugal.

SlogansEditar

Sistema de classificação

A RTP a SIC e TVI, utilizam uma nova sinalização de emissão que foi criada a 20/02/2012, visando proporcionar aos consumidores de televisão um guia de escolha de programação adequada à sua idade e, aos educadores, uma orientação sobre o visionamento de programas. A presente versão do documento está em vigor desde 1 de julho de 2014. [46]

  Nível 1 - TODOS | Programas destinados a todos os públicos.   Nível 2 - 10AP | Programas destinados a espectadores com 10 ou mais anos de idade, sendo recomendável o aconselhamento por parte dos pais em caso de assistência por espectadores com menos de 10 anos de idade.   Nível 3 - 12AP | Programas destinados a espectadores com 12 ou mais anos de idade, sendo recomendável o aconselhamento por parte dos pais em caso de assistência por espectadores com menos de 12 anos de idade.   Nível 4 - 16 | Programas destinados a espectadores com 16 ou mais anos de idade. O conteúdo destes programas pode revelar-se suscetível de influir de modo negativo na formação da personalidade de crianças e adolescentes.


Ligações externasEditar

Referências

  1. Pedro Norton deixa Impresa. Sobe Francisco Pedro Balsemão. Catarina Madeira - 12 de janeiro de 2016. Publicado por Diário Económico
  2. «Top 30 ( SHR% - Universo ) (1)». Comissão de Análise de Estudos de Meios. 12 de maio de 2018. Consultado em 13 de maio de 2018. 
  3. http://citizengrave.blogspot.pt/2012/05/sic-20-anos-depois.html
  4. «Emídio Rangel sai da SIC; pode ir para a RTP». 8 de setembro de 2001. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  5. «SIC NOMEIA DIRECTORES DE INFORMAÇÃO E PROGRAMAÇÃO». 18 de agosto de 2001. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  6. «RTP CEDE JOGOS DO EUROPEU Á SIC E TVI». Consultado em 12 de agosto de 2018. 
  7. «Manuel Fonseca deixa SIC após 13 anos». 26 de setembro de 2005. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  8. «Francisco Penim é o novo director da SIC». 26 de setembro de 2005. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  9. «Francisco Penim sai da SIC». 3 de janeiro de 2008. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  10. «Nuno Santos dirige programação da SIC». 13 de dezembro de 2007. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  11. «Liga Europa custa 1,6 milhões/ano à SIC». Consultado em 12 de agosto de 2018. 
  12. «Nuno Santos sai da SIC». 24 de agosto de 2011. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  13. «Gabriela Sobral e Luís Proença lideram direção de programas da SIC». 27 de janeiro de 2017. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  14. «DANIEL OLIVEIRA É O NOVO DIRETOR-GERAL DE ENTRETENIMENTO DA IMPRESA». 28 de junho de 2018. Consultado em 29 de junho de 2018. 
  15. Fernandes, Mariana. «Cristina Ferreira troca TVI pela SIC e assegura um milhão de euros por ano». Observador. Consultado em 24 de agosto de 2018. 
  16. http://www.fmsoares.pt/aeb_online/visualizador.php?bd=IMPRENSA&nome_da_pasta=06882.199.30718&numero_da_pagina=10
  17. http://www.meiosepublicidade.pt/2016/10/sic-assinala-aniversario-com-disponibilizacao-de-todos-os-canais-em-formato-hd/
  18. http://www.meiosepublicidade.pt/2016/10/sic-junta-se-a-european-media-alliance-a-pensar-no-digital/
  19. «Já nasceu o novo canal da SIC. Conheça as primeiras caras!». 13 de março de 2017. Consultado em 14 de março de 2017. 
  20. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  21. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  22. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  23. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  24. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  25. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  26. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  27. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  28. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  29. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  30. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  31. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  32. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  33. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  34. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  35. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  36. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  37. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  38. «Share de audiência dos canais generalistas, de acesso livre e de âmbito nacional». Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  39. «Audiência Tv em 2011 e 2012». Consultado em 9 de setembro de 2015. 
  40. «Audiência Tv em 2011 e 2012». Consultado em 9 de setembro de 2015. 
  41. «TVI líder incontestável pelo nono ano consecutivo». Consultado em 27 de agosto de 2015. 
  42. a b «2016 – Audiências 2015: quem ganhou e quem perdeu». Consultado em 5 de janeiro de 2016. 
  43. «2016 – Audiências 2016: quem ganhou e quem perdeu». Consultado em 1 de janeiro de 2017. 
  44. «Audiências de dezembro de 2017» (PDF). Consultado em 22 de janeiro de 2018. 
  45. «Todos os canais SIC agora em HD!». 6 de outubro de 2016. Consultado em 6 de outubro de 2016. 
  46. SIC. «Nova Sinalização de Emissão» (PDF). Consultado em 06 de Setembro de 2018.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)