Abrir menu principal
Petrus Curtius
(1740 - 1794)
episcopus Flandrensis
Nascimento 1491
Bruges,  Bélgica
Morte 16 de outubro de 1567
Bruges,  Bélgica
Nacionalidade  Bélgica
Alma mater Universidade Velha de Lovaina
Ocupação Primeiro bispo de Bruges

Pierre de Corte (1491-1567) (* Bruges, 1491Bruges, 16 de Outubro de 1567), foi o primeiro bispo, nomeado por Felipe II da Espanha, para a recém criada Diocese de Bruges, na Bélgica, desde 8 de Fevereiro de 1562 (embora tenha sido nomeado em 1560), até a sua morte. Foi também professor de Latim, retórica. dialética e física. O jurista flamengo "Joos de Damhouder" (1507-1581)[1] foi um de seus alunos.

Índice

BiografiaEditar

Era filho de Jan de Corte e Josine Bultinck, e pertencia a uma família ilustre de vereadores de Bruges. Estudou numa escola secundária de Lovaina onde estudou latim, retórica, dialética e física, e mais tarde frequentou a Faculdade de Letras e também a Faculdade de Teologia. Seu contemporâneo, Nicolaus Clenardus (1495-1542),[2] disputou com ele, em 1529, uma vaga de Administrador do Colégio da Igreja de São Pedro, em Lovaina, mas Petrus Curtius foi escolhido para o posto. Em 1530 ele se torna professor da Universidade Velha de Lovaina. Durante algum tempo foi reitor da Alma Mater. Realizou inúmeras ordens oficiais entre o imperador Carlos V e o papa de Roma.[3] Entrou em contato com muitos humanistas tais como Erasmo de Rotterdam, Dirk Martens (1446-1534),[4] Juán Luís Vives (1492-1540), Jan Fevin (1490-1555),[5] Frans van Cranevelt (1485-1564)[6] e Gerardus Mercator.

As funções de reitor e chanceler do Capítulo de São Donato foram transferidas para o primeiro bispo. E isso não aconteceu sem alguma dificuldade, pois o último reitor, Claude II Carondelet (1493-1564),[7] não queria desistir de suas funções no cargo. Somente depois de sua morte, em 1564, os títulos e propriedades passaram a fazer parte do novo bispado.

Após a sua morte, a diocese teve de esperar dois anos pelo novo sucessor. Durante esse período, a administração foi administrada por tres vigários do capítulo. Um retrato de Petrus Curtius, criado pelo pintor holandês Pieter Pourbus (1523 - 1584), é conservado até os dias de hoje no Palácio do Bispo, em Bruges.

Bispo de BrugesEditar

A confirmação para o bispado de Bruges foi dada pelo papa Pio IV (1499-1565) e a cerimônia foi realizada na Catedral de São Donato.[8][9] Tinha na época 62 anos.

No início do seu curto mandato, entrou várias vezes em conflito com o bispo Karel van Croÿ de Doornik (1506-1564),[10] pois também desejava a diocese de Bruges. Pieter de Corte se mostrou ser um tenaz defensor de sua diocese. Manteve boas relações com o Tribunal de Justiça, particularmente com Margarida de Parma (1522-1586). Com o governo da cidade, nem sempre as relações eram boas. Várias disputas se levantaram entre a autoridade civil e a espiritual. Também com outros cânones surgiram muitos conflitos.

Petrus Curtius tinha alguns anos para organizar a nova diocese e os tempos não eram tão fáceis. Os primeiros movimentos heréticos começaram a abalar a instituição. Por outro lado o Concílio de Trento (1545-1563) havia sido encerrado e as decisões precisavam ser colocadas em prática. Pieter de Corte estava ciente de sua responsabilidade para ganhar aceitação na nova diocese. Ele era um homem hábil, erudito, de vida irrepreensível e com índole humanística.

Links ExternosEditar

ReferênciasEditar

  1. (em holandês) Joos de Damhouder (1507-1581)
  2. (em francês) Nicolaus Clenardus (1495-1542), foi humanista, viajante e erudito flamengo.
  3. Papa Adriano VI (1459-1523), o cardeal Adriano de Utrecht, humanista e professor de Teologia em Lovaina, foi também tutor do Imperador Carlos V.
  4. (em inglês) Dirk Martens (1446-1534), impressor e editor flamengo. Editou a Utopia de Thomas More em 1516. Seu nome em latim é Theodoricus Martinus.
  5. (em holandês) Jan Fevin (1490-1555), foi um humanista belga.
  6. (em holandês) Frans van Cranevelt (1485-1564), foi humanista, jurista e helenista holandês.
  7. (em holandês) Claude II Carondelet (1493-1564), era decano da Igreja de São Donato, em Bruges.
  8. São Donato (360-390) (ou Donaciano) foi o 8º Bispo de Reims.
  9. (em inglês) A Catedral de São Donato foi fundada em Bruges em 1559: Fora construída por volta do ano 950 para guardar as relíquias do santo padroeiro. Em 1799 ela foi destruída durante a Revolução Francesa. No dia 2 de Março de 1127, Carlos, o Bom, Duque de Flandres (1083-1127), foi assassinado nessa catedral.
  10. (em inglês) Karel van Croij (1506-1564), foi bispo da sede de Tournai entre 1524 e 1564.




A Wikipédia possui o
Portal de Biografias