Phelekezela Mphoko

Phelekezela Mphoko em 2006

Phelekezela Mphoko (Gwizane, Matabeleland Norte, 11 de junho de 1940) é um político do Zimbabwe. Foi presidente interino no ano de 2017. Membro da União Nacional Africana do Zimbábue - Frente Patriótica, foi vice-presidente da república, de 2014 até 2017.[1] Anteriormente fora embaixador na Rússia, embaixador no Botswana e depois embaixador na África do Sul.[2][3][4]

Mphoko foi treinado na União Soviética como estratega militar antes de regressar à Rodésia para se juntar à luta armada pela independência do Zimbabwe. Em 1972, foi comandante das Operações Wankie, quando o comando conjunto foi formado com Umkhonto WeSizwe do ANC, incluindo Chris Hani, John Dube, e Joe Modise.

A sua nomeação como vice-presidente em dezembro de 2014 causou grande perturbação no seio da ZANU-PF.

Referências

  1. «VPs appointed Mnangagwa, Mphoko land posts» (em inglês). The Herald. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 3 de março de 2015 
  2. Staff (24 de julho de 2010). «Gukurahundi storm envoy posted to SA». New Zimbabwe. Consultado em 11 de outubro de 2012 
  3. Список руководителей дипломатических и консульских представительств зарубежных государств в России (em russo). Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia. Consultado em 5 de julho de 2008 
  4. Staff (3 de fevereiro de 2011). «SA accepts Ambassador Mphoko». The Herald. Consultado em 11 de outubro de 2012 
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.