Potâmio de Lisboa

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Potâmio ou Lisboa (desambiguação).

Potâmio ([onde?],[quando?][onde?],[quando?]) foi um religioso português do século IV, e o primeiro bispo de Lisboa.

Potâmio de Lisboa
Nascimento 300
Hispânia
Morte 360 (59–60 anos)
Ocupação padre
Religião Igreja Católica

BiografiaEditar

Considerado o primeiro bispo de Olisipo (nome romano da atual capital portuguesa Lisboa), professou em Niceia durante o seu início como episcopal, e em 355 passou ao arianismo. Pressionou o papa Libério a romper relações com Atanásio de Alexandria e aderir à fórmula de Sirmião de 351. Potâmio também participou da redação da segunda fórmula proposta no segundo sínodo de Sirmião, enfatizando o arianismo.[1]

Até 360 regressou à ortodoxia católica, após a morte do imperador romano Constâncio II, que pressionou Potâmio e outras pessoas a seguirem o arianismo. Defendeu uma atanásia na suas obras Epistula ad Athanasium e Epistula de substantia, tendo afirmado a Trindade como três pessoas consubstanciais.[2]

ObrasEditar

  • De Lázaro
  • De Martyrio Isaiae Prophetae
  • Epistula ad Athanasium
  • Epistula de Substantia Patris et Filii et Spiritus Sancti

Ver tambémEditar

Notas e referências

Notas

* Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em castelhano, cujo título é «Potamio de Lisboa», especificamente desta versão.

Referências

  1. «História da diocese de Lisboa contada pelo seu novo patriarca, D. Manuel Clemente (I): das origens ao fim da permanência islâmica». Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. Consultado em 28 de setembro de 2018 
  2. «Primeira edição portuguesa das obras de Potâmio, primeiro bispo conhecido de Lisboa». Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura. Consultado em 28 de setembro de 2018 
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.