Presídio de Vila Maria do Paraguai

O presídio de Vila Maria do rio Paraguai localizava-se na margem esquerda do rio Paraguai, na altura da atual Cáceres, estado de Mato Grosso, no Brasil.

Presídio de Vila Maria do Paraguai
Conservação Desaparecido

HistóriaEditar

De acordo com SOUZA (1885), tratava-se de um presídio (colônia militar) fundado no final do século XVIII por determinação do quarto governador e capitão-general da capitania de Mato Grosso, Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, destinado a impedir as incursões dos espanhóis e dos indígenas, e para defesa da navegação e comércio entre o norte da Capitania Geral do Mato Grosso e a Capitania Geral do Pará (op. cit., p. 139-140).

Fundada em 1778, foi povoada com casais que andavam dispersos e mais sessenta índios e índias atraídos da missão castelhana de Chiquitos. Fruto do projeto civilizador da Coroa portuguesa para a região, o seu termo de fundação contém instruções para a padronização das casas, quintais e arruamentos, bem como a construção de Casa da Câmara e Cadeia, e de uma igreja (RIHGB, 28, 1865, pp. 112-114. apud SILVA, 1999:74).

Ali existia, em 1809, um Armazém Real (Armazém Real de Vila Maria), depósito de armas, munições, fardamentos, ferramentas, alimentos, equipamentos náuticos, e tudo o mais necessário ao uso das forças militares da Coroa ou mesmo das suas repartições civis.

BibliografiaEditar

  • BARRETO, Aníbal (Cel.). Fortificações no Brasil (Resumo Histórico). Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1958. 368p.
  • FERRAZ, Antônio Leôncio Pereira. Memória sobre as Fortificações de Mato Grosso (Separata da Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1930.
  • GALLO, José Roberto (Arq.). Fortificações de Mato Grosso do Sul. Campo Grande: 8º DR/IPHAN/FNPM/MinC Escritório Técnico/MS, mar. 1986.
  • GARRIDO, Carlos Miguez. Fortificações do Brasil. Separata do Vol. III dos Subsídios para a História Marítima do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Naval, 1940.
  • LEVERGER, Augusto (Almte.). Apontamentos para o Diccionário Chorografico da Província do Mato Grosso. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVII, Partes I e II, 1884. p. 307-504.
  • SILVA, Jovam Vilela da. A lógica portuguesa na ocupação urbana do território mato-grossense. História & Perspectivas. Uberlândia: nº 24, jan.-jun. 2001.
  • SOUSA, Augusto Fausto de. Fortificações no Brazil. RIHGB. Rio de Janeiro: Tomo XLVIII, Parte II, 1885. p. 5-140.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar