Abrir menu principal

Ranulfo Pinheiro Lima

Ranulfo Pinheiro Lima
Nascimento 8 de fevereiro de 1884
Itatiba
Morte 1953 (69 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político

Ranulfo Pinheiro Lima (Itatiba, 8 de fevereiro de 1884 — ?, 1953) foi um político brasileiro. Exerceu o mandato de deputado classista constituinte em 1934.[1]

BiografiaEditar

Seus pais foram José Machado Pinheiro Lima, desembargador, e Máxima Machado Lima. Seu tio, Vicente Machado da Silva Lima, também atuou na política, sendo senador em 1895 e, entre os anos de 1901 e 1906, governador do Paraná. Casou-se com Carmen Pinto Pinheiro Lima e juntos tiveram duas filhas.[1]

Estudou no Ginásio Paulista e, posteriormente, cursou a Escola Politécnica de São Paulo, sendo um dos fundadores do Grêmio Politécnico. Em 1906, formou-se em engenharia civil. Dois anos depois, atuou como engenheiro chefe da Seção de Engenharia Sanitária do Serviço Sanitário de São Paulo. Permaneceu no cargo até sua aposentadoria em 1938.[1]

Durante a época da faculdade, chegou a ser redator da Revista Politécnica por três anos. Entre 1929 e 1930, voltou ao ramo, atuando na imprensa de São Paulo como redator de “A Platéia”. Dois anos depois, foi presidente do Instituto de Engenharia. Assim, conseguiu promulgar uma lei a favor da regulamentação das profissões de engenheiro, arquiteto e agrimensor. No mesmo ano, 1932, se envolveu na Revolução Constitucionalista.[1]

Publicou artigos sobre engenharia e, também, "O Problema do Ar e da Ventilação" e "As Plantas da Nossa Casa".[1]

Referências

  1. a b c d e «Ranulfo Pinheiro Lima - CPDOC». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 21 de novembro de 2017 
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.