Renato Carneiro

(Redirecionado de Renato Moicano)
Renato Carneiro
Informações
Nascimento 21 de maio de 1989 (31 anos)
Brasília, DF
Brasil
Nacionalidade brasileiro
Outros nomes Moicano
Altura 1,80 m
Peso 66 kg
Divisão Peso-pena
Envergadura 183 cm
Modalidade Muay Thai,[1] Jiu-jitsu, Judô
Equipe Constrictor Team
Graduação      Faixa Preta em Brazilian Jiu-Jitsu[2] sob Alex Leleco[3]
     Faixa Preta em Muay Thai[4]
Período em
atividade
2010–presente
Cartel nas artes marciais mistas
Total 16
Vitórias 13
Por finalização 6
Por decisão 7
Derrotas 2
Por finalização 1
Empates 1
Ligações externas
Página oficial:
Cartel no MMA pelo Sherdog
última atualização: 3 de fevereiro de 2019

Renato Carneiro, também conhecido como Renato Moicano (Brasília, 21 de maio de 1989), é um lutador brasileiro de artes marciais mistas (MMA) ele atualmente compete no peso-pena do Ultimate Fighting Championship.

Renato é natural de Brasília mas teve seu inicio no mundo das lutas no Rio de Janeiro, onde morou por um período da infância e começou a treinar jiu-jítsu. Após voltar do Rio de Janeiro, seguiu praticando jiu-jítsu com o Mestre Alex Nacfur (conhecido como "Leleco"). Seguindo no mundo das lutas, Renato Moicano passou a treinar não só o jiu-jítsu, mas boxe e muay thai também. Com rápido destaque em todas as modalidades, decidiu abandonar o curso de direito e se dedicar exclusivamente às lutas.

Renato é conhecido por sua humildade dentro dos ringues e octógonos. Possui um forte apego à filosofia das artes marciais. Tem como hobby a leitura da história e origem das artes marciais além de filosofia. É um grande admirador da cultura oriental. Diferente de outros lutadores que chamam atenção com provocações e atos de desrespeito com outros lutadores, Moicano sempre chama atenção pela calma, respeito e cordialidade para com os adversários.

Carreira no MMAEditar

Jungle FightEditar

A estréia oficial de Renato "Moicano" Carneiro no MMA aconteceu no Jungle Fight 18, contra Marcos Alexandre "Capitão" em 20 de março de 2010. Moicano venceu por finalização no terceiro round. O que chamou bastante atenção, já que na época Moicano era faixa roxa de jiu-jítsu, e Alexandre Capitão um faixa preta. O que não impediu a vitória de Moicano por finalização com um mata-leão.

Moicano ainda venceu mais quatro lutas na organização, vencendo lutas duríssimas contra adversários experientes como João Paulo Rodrigues (primeiro a vencer Renan Barão no MMA), Eduardo Felipe, João Luiz Nogueira e Iliarde Santos. Ele também fez uma luta pelo Shooto Brasil, contra Felipe Froes, e a luta terminou com um controverso empate. Moicano foi anunciado como vencedor do combate e no apagar das luzes Dedé Pederneiras (organizador do evento e líder da Nova União, que organiza o Shooto Brasil) subiu no ringue para anunciar que a luta havia sido empate. Detalhe: O adversário de Renato Moicano era aluno de Dedé Pederneiras e lutador da Nova União.

Carneiro finalizou Mauro Chaulet no Jungle Fight 50 e desafiaria o campeão Mário Israel,[5] mas o campeão se lesionou e a luta foi cancelada. Ele então venceu Nilson Pereira por decisão unânime no Jungle Fight 71 para ter uma chance pelo Título Interino contra Ismael Bonfim.[6] Ele se tornou campeão interino ao vencer a luta por finalização no primeiro round, com um inédito mata leão com um braço só, mostrando um jiu-jítsu afiadíssimo e muita constrição, marca registrada dos alunos do Mestre Ataíde Junior (Constrictor Team).[7]

Ultimate Fighting ChampionshipEditar

Renato Carneiro assinou contrato com o UFC para substituir Rony Jason contra o finlandês Tom Niinimäki em 20 de dezembro de 2014 no UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway.[8] Ele venceu a luta por finalização com um mata leão no segundo round, após uma bela apresentação e um excelente jogo Muay Thai.[9]

Carneiro fez sua segunda luta pela organização contra o russo Zubaira Tukhugov em 14 de maio de 2016 no UFC 198: Werdum vs. Miocic, após um combate muito equilibrado ele venceu por decisão dividida.[10]

Carneiro ganhou de vez os holofotes do mundo do MMA em sua terceira luta do UFC ao fazer bonito e ganhar do americano e amplo favorito Jeremy Stephens, então quinto colocado do ranking. Após o combate o brasileiro entrou no top 15 do ranking dos peso-pena do UFC, passando a ocupar a 11º posição. Jeremy Stephen após a luta caiu para a 8º posição.

Após essa luta, Moicano fez a luta da noite no UFC 214, com o melhor card do ano de 2017. A luta era entre os 2 únicos atletas invictos no top 15 dos peso-pena. Nesta luta Moicano conheceu sua primeira derrota ao ser finalizado no terceiro round. Moicano, que estava vencendo o combate, tentou uma entrada de queda e foi pego em uma guilhotina, golpe forte do adversário.

Após a derrota, Moicano conseguiu importantes vitórias contra Cub Swanson no UFC 227 e contra o excelente Boxer Calvin Kattar.

Moicano então ficou às portas da disputa de cinturão. Antes de disputar o cinturão, precisaria vencer ninguém menos do que a lenda vida do mma: José Aldo. Este combate aconteceu no UFC Fortaleza. Moicano começou bem a luta, vencendo o primeiro round, mas acabou surpreendido e nocauteado no segundo.

Moicano conheceria, ainda, a terceira e última derrota da Carreira no UFC Greenville contra o "Zumbi Coreano" em rapidíssimo nocaute no primeiro round.

Após 2 derrotas seguidas, Moicano reviu suas estratégias de luta, de equipe e de preparação. Aparando algumas arestas e fortalecendo ainda mais seu jogo.

Em 2020 vem sendo apontado dentro da ATT (American Top Team), uma das maiores e melhores academias do mundo, como o próximo grande campeão da categoria 66kgs ou até mesmo da 70kgs.

No UFC de Brasilia de 14/03/2020 finalizou seu primeiro adversário na categoria peso leve em apenas 40 segundos com um mata leão, especialidade de Moicano.

TítulosEditar

  • Jungle Fight
    • Título Peso Pena Interino (Uma vez)

Cartel no MMAEditar

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 14-4-1   Rafael Fiziev Nocaute (socos) UFC 256: Figueiredo vs. Moreno 12/12/2020 1 4:05   Las Vegas, Nevada
Vitória 14-3-1   Damir Hadžović Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Lee vs. Oliveira 14/03/2020 1 0:44   Brasília Estreia nos Leves.
Derrota 13-3-1   Chan Sung Jung Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Moicano vs. Korean Zombie 22/06/2019 1 0:58   Greenville
Derrota 13-2-1   José Aldo Nocaute Técnico (socos) UFC Fight Night: Assunção vs. Moraes II 02/02/2019 2 0:44   Fortaleza
Vitória 13-1-1   Cub Swanson Finalização (mata leão) UFC 227: Dillashaw vs. Garbrandt II 04/08/2018 1 4:15   Los Angeles, Califórnia Performance da Noite.
Vitória 12-1-1   Calvin Kattar Decisão (unânime) UFC 223: Khabib vs. Iaquinta 07/04/2018 3 5:00   Brooklyn, Nova Iorque
Derrota 11-1-1   Brian Ortega Finalização (guilhotina) UFC 214: Cormier vs. Jones II 29/07/2017 3 2:59   Anaheim, California Luta da Noite.
Vitória 11-0-1   Jeremy Stephens Decisão (dividida) UFC on Fox: Johnson vs. Reis 15/04/2017 3 5:00   Kansas City, Missouri
Vitória 10-0-1   Zubaira Tukhugov Decisão (dividida) UFC 198: Werdum vs. Miocic 14/05/2016 3 5:00   Curitiba
Vitória 9-0-1   Tom Niinimäki Finalização (mata leão) UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway 20/12/2014 2 3:30   Barueri Estreia no UFC.
Vitória 8-0-1   Ismael Bonfim Finalização (mata leão) Jungle Fight 71 19/07/2014 1 2:59   São Paulo
Vitória 7-0-1   Nilson Pereira Decisão (unânime) Jungle Fight 55 20/07/2013 3 5:00   Rio de Janeiro
Vitória 6-0-1   Mauro Chaulet Finalização (mata leão) Jungle Fight 50 06/04/2013 2 2:53   Novo Hamburgo
Empate 5-0-1   Felipe Froes Empate (majoritário) Shooto Brasil 36 23/11/2013 3 5:00   Brasília
Vitória 5-0   Iliarde Santos Decisão (unânime) Jungle Fight 29 25/06/2011 3 5:00   Serra
Vitória 4-0   Andrezinho Nogueira Decisão (unânime) Jungle Fight 25 19/02/2011 3 5:00   Vila Velha
Vitória 3-0   Eduardo Felipe Finalização (mata leão) Jungle Fight 24 18/12/2010 2 2:49   Rio de Janeiro
Vitória 2-0   João Paulo Rodrigues Decisão (unânime) Jungle Fight 21 31/07/2010 3 5:00   Natal
Vitória 1-0   Alexandre de Almeida Finalização (mata leão) Jungle Fight 18 20/03/2010 3 1:56   São Paulo

Referências