Reparato (prefeito urbano)

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Reparato.

Reparato (em latim: Reparatus) foi um aristocrata romano do século VI, ativo no Reino Ostrogótico. Segundo o Livro dos Pontífices, era filho de João e irmão do papa Vigílio (r. 537–555).[1] Aparece pela primeira vez nas fontes em 527, quando foi nomeado pelo rei Atalarico (r. 526–534) como prefeito urbano de Roma.[2]

Reparato
Morte 538
Mediolano
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação Oficial
Religião Catolicismo
1/4 de síliqua de Vitige (r. 536–540)

Em novembro/dezembro de 536, no contexto da Guerra Gótica com o Império Bizantino, esteve entre senadores levados reféns pelo rei Vitige (r. 536–540) de Roma para Ravena e também entre os poucos que conseguiram escapar antes do massacre deles ocorrido na primavera de 537; sabe-se que ele e Bergantino conseguiram fugir para a Ligúria.[3]

Na primavera de 538, Reparato foi nomeado pelo imperador Justiniano (r. 527–565) como novo prefeito pretoriano da Itália. Sabe-se que esteve em Mediolano (atual Milão) durante o cerco ostrogótico iniciado no verão daquele ano e quando a cidade caiu perante o poderio inimigo em março de 539, Reparato foi brutalmente assassinado.[4] A responsabilidade por suas crianças recaiu sobre o papa Vigílio, que casou sua sobrinha Vigília com Astério, o cônsul de 494, e forneceu para seu sobrinho Rústico uma ordenação como diácono na Igreja de Roma.[5]

Referências

  1. Davis 1989, p. 56.
  2. Martindale 1980, p. 939.
  3. Martindale 1980, p. 939-940.
  4. Martindale 1980, p. 940.
  5. Richards 1979, p. 241.

BibliografiaEditar

  • Davis, Raymond (1989). The Book of Pontiffs. Liverpool: Liverpool University Press 
  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1980). The prosopography of the later Roman Empire. 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press 
  • Richards, Jeffrey (1979). The Popes and the Papacy in the Early Middle Ages. Londres: Routledge and Kegan Paul