Abrir menu principal

Arsenal da Marinha (Lisboa)

(Redirecionado de Ribeira das Naus)
Question book-4.svg
pt cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Desembarque de Dom Pedro II do Brasil em Lisboa: a canoa imperial atraca no Arsenal da Marinha.

O Arsenal da Marinha eram as antigas instalações de manutenção e reparação naval da Marinha Portuguesa localizadas em Lisboa. Estavam implantadas a Poente do Terreiro do Paço, sensivelmente no mesmo local da antiga Ribeira das Naus e da Ópera do Tejo, destruída pelo terramoto de 1755. Até à implantação da República eram designados por Arsenal Real da Marinha.

Índice

HistóriaEditar

 
Representação da Ribeira das Naus, num painel de azulejos do início do século XVIII (Museu Nacional do Azulejo)

O Arsenal, para além da construção e manutenção naval, albergou ao longo da sua existência vários outros departamentos e serviços da Marinha, tais como a Intendência de Marinha de Lisboa e a Escola Naval, ambos transferidos para o Alfeite, ou os extintos Observatório Real da Marinha e Ministério da Marinha. Ainda atualmente aqui funciona a Administração Central da Marinha.

A presença do Arsenal ficou assinalada para o futuro através da Rua do Arsenal.

Embarcações construídasEditar

EmbarcaçõesEditar

Imagem Nome Construção Armamento Notas
  Madre de Deus 1589 b
  NRP Guadiana 1913 b Classe Douro

Movimentações políticasEditar

  • Na sequência do Regicídio de 1908, é para o Arsenal que o Rei D. Carlos e o Príncipe D. Luís Filipe são transportados e se verificam os óbitos[1].
  • Local das execuções da noite sangrenta em 1921.

Ribeira das NausEditar

Avenida Ribeira das Naus
Freguesia(s): Santa Maria Maior
Antiga(s) freguesia(s): São Nicolau
Lugar, Bairro: Baixa Pombalina
Início: Praça do Comércio
Término: Cais do Sodré
Homenageado(s): Arsenal da Marinha
 
A área da Ribeira das Naus (à esquerda) do Paço da Ribeira, 1598
Toponímia de Lisboa

Ribeira das Naus foi o nome dado a partir da construção do Paço da Ribeira às novas tercenas que o rei Dom Manuel mandou edificar a ocidente do novo palácio real, construído sobre o local das tercenas medievais.[2]

No século XVIII, a Ribeira das Naus passou a ser designada Arsenal Real da Marinha quando as suas instalações construídas no mesmo local, no âmbito da reconstrução da Baixa de Lisboa depois do terramoto de 1755. Em 1910, passou a designar-se Arsenal da Marinha de Lisboa.

O Arsenal da Marinha de Lisboa foi desativado na sequência da construção do Arsenal do Alfeite, inaugurado em 1938. O seu antigo local — cujo acesso ao rio Tejo foi cortado com a construção da Avenida Ribeira das Naus — faz hoje parte das Instalações da Administração Central da Marinha.

A Ribeira das Naus e constituíram os maiores estaleiros do Império Português, servindo de modelo aos restantes que se foram construindo além-mar, nomeadamente às ribeiras de Goa e de Cochim.

Referências

  1. Dom Manuel II (21 de Maio de 1908). «Regicídio de 1 de Fevereiro de 1908 por El-Rei Dom Manuel II». Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  2. Ribeira das Naus – Arsenal da Marinha, Restos de Colecção, 6 de outubro 2014 (restosdecoleccao.blogspot.pt/2014/10/arsenal-da-marinha.html)
  Este artigo sobre Monumento é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.