Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Robert Atkins
Nascimento 17 de outubro de 1930
Columbus
Morte 17 de abril de 2003 (72 anos)
Nova Iorque
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade de Michigan, Weill Cornell Medical, Universidade Cornell
Ocupação médico, nutricionista, cardiologista, escritor
Causa da morte queda

Robert Coleman Atkins (Columbus, 17 de outubro de 1930Nova Iorque, 17 de abril de 2003) foi um médico e cardiologista estado-unidense. É mais conhecido pelo Atkins Nutritional Approach (Dieta de Atkins), um método popular mas controverso de dieta que consiste em ingerir proteínas, gorduras e apenas carboidratos leves.

Índice

BiografiaEditar

Atkins graduou-se na Universidade de Michigan em 1951 e recebeu seu grau médico pela Cornell Medical College em 1955, depois de se especializar em cardiologia. Atkins também defendeu o uso de vitaminas e remédios verbais no lugar ou antes de remédios farmacêuticos ou cirurgias para ocorrências como acne, câncer, depressão, etc.

Em 18 de abril de 2002, Atkins sofreu um infarto, que segundo ele e seu médico foi causado por uma cardiomiopatia não relacionada a alimentação. Porém estudos já associaram a cardiomiopatia a dietas cetogênicas[1] e de alto nível de consumo de gorduras[2], ambas características presentes na dieta Atkins[3].

Quase um ano depois, em 8 de abril de 2003, Atkins sofreu um acidente (caiu na frente de seu escritório) que causou lesões na cabeça e que o colocou em coma. Nunca recuperou-se, vindo a morrer em 17 de abril daquele ano. Seus registros médicos indicavam que ele morreu com aproximadamente 117 kg o que pode ter sido causado pela retenção de fluidos após sua queda já que Atkins teve seu peso registrado na admissão do hospital como 88kg.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Bergqvist, A. G. Christina; Chee, Claire M.; Lutchka, Lisa; Rychik, Jack; Stallings, Virginia A. (2003). «Selenium Deficiency Associated with Cardiomyopathy: A Complication of the Ketogenic Diet». Epilepsia (em inglês). 44 (4): 618–620. ISSN 1528-1167. doi:10.1046/j.1528-1157.2003.26102.x 
  2. «ScienceDirect». www.sciencedirect.com. Consultado em 9 de maio de 2019 
  3. «High Protein, Low-Carbohydrate Diets». WebMD (em inglês). Consultado em 9 de maio de 2019 

Ligações externasEditar