Frejat

cantor e compositor brasileiro
(Redirecionado de Roberto Frejat)

Roberto Frejat (Rio de Janeiro, 21 de maio de 1962) é um cantor, compositor, produtor e guitarrista brasileiro,[1][2] notório por ser o principal parceiro de Cazuza em composições da banda Barão Vermelho e também na carreira solo do amigo, além de compor com/para outros artistas do cenário musical brasileiro.[3]

Frejat
Frejat se apresentando em São Paulo, março de 2018
Informação geral
Nome completo Roberto Frejat
Nascimento 21 de maio de 1962 (59 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ
Brasil
Gênero(s) Pop rock, blues rock, hard rock, música popular brasileira
Instrumento(s) Vocal, guitarra, violão
Período em atividade 1981 - presente
Gravadora(s) Som Livre, PolyGram, Universal Music Group
Afiliação(ões) Barão Vermelho, Cazuza.
Página oficial www.frejat.com.br
Frejat com Rodrigo Santos em 2008.

BiografiaEditar

Sua mãe é de origem judaica e seu pai, José Frejat, de origem árabe. Frejat gostava de Janis Joplin e Ângela Rô Rô, além de se interessar por MPB e pelo rock brasileiro que emergia. Com Cazuza, compartilhava o Barão Vermelho e a afinidade musical.

Barão VermelhoEditar

Em 1981, Frejat veio a fazer parte do Barão Vermelho junto com Dé e Cazuza, grupo fundado pelos membros Maurício Barros e Guto Goffi. A princípio, o Barão Vermelho se limitava a tocar músicas conhecidas de outras bandas. Foi aos poucos que Frejat e Cazuza começaram a compor suas próprias canções e montar um repertório próprio. O primeiro LP, intitulado "Barão Vermelho", não foi sucesso de vendas.

Contudo, a banda continuou produzindo e a partir do álbum "Maior Abandonado" a banda ganhou projeção ao emplacar "Bete Balanço", tema de filme homônimo. Em 1985, o Barão Vermelho se apresenta no Rock In Rio, mesmo ano em que Cazuza deixava a banda para dedicar-se a carreira solo. Frejat assume os vocais e a parceria com Cazuza se mantém.

Em 30 anos de carreira e treze álbuns lançados, são músicas de grande sucesso: "Todo Amor Que Houver Nessa Vida", "Pro Dia Nascer Feliz", "Maior Abandonado", "Bete Balanço", "Eu Queria Ter Uma Bomba", "Pedra, Flor e Espinho", "O Poeta Está Vivo", "Pense e Dance" e "Por você".

Ao longo dos anos, a banda sempre se manteve ativa, atraindo novos fãs além daqueles que os acompanhavam desde o início. A liderança carismática de Frejat e apoio mútuo dos integrantes manteve o Barão coeso ao longo dos anos. Em 2017 deixa definitivamente o grupo.[4]

Carreira soloEditar

Em 2001, lançou seu primeiro álbum solo Amor pra Recomeçar. Obteve sucesso com a faixa-título, e também com "Homem não Chora", "Segredos" e "Quando o Amor Era Medo". Em 2003 lança seu segundo álbum Sobre Nós Dois e o Resto do Mundo e, em 2008, Intimidade entre Estranhos. Nesse momento, realizou uma turnê pelo Brasil para divulgação do trabalho e tocou no Rock in Rio 2011,[5] show mais tarde registrado no álbum Frejat ao Vivo no Rock In Rio.[6]

Em janeiro de 2017, Frejat oficializou sua saída do Barão Vermelho. Até então ele conduzia sua carreira solo juntamente como a de vocalista e guitarrista do Barão Vermelho. Dias depois, ele lançou o single "Tudo se Transforma", o primeiro após a renúncia ao posto de vocalista e guitarrista do Barão Vermelho.[7][8] Seu primeiro show após o anúncio foi no Rock in Rio 2017, na estreia da turnê "Tudo se Transforma".[9]

Vida pessoalEditar

Desde 1987, Frejat está casado com a empresária Alice Pellegatti. O casal tem dois filhos, Rafael, nascido em 1996, e Julia, nascida em 1999.[10][11][12] Rafael também é músico e é membro da banda Amarelo Manga, que já tem um álbum e um EP lançados.[carece de fontes?]

Singles/Maiores sucessosEditar

  • 2001 - "Amor pra Recomeçar"
  • 2001 - "Homem Não Chora"
  • 2001 - "Segredos"
  • 1998 - "Por Você"
  • 2001 - "Quando O Amor Era Medo"
  • 2003 - "Eu Preciso Te Tirar Do Sério"
  • 2003 - "Sobre Nós Dois E O Resto Do Mundo"
  • 2004 - "Uns Dias" (com Os Paralamas do Sucesso)
  • 2004 - "Caleidoscópio" (com Os Paralamas do Sucesso)
  • 2004 - "Exagerado" (com Zélia Duncan)
  • 2003 - "Túnel do Tempo"
  • 2008 - "Dois Lados"
  • 2008 - "Eu Não Quero Brigar Mais Não"
  • 2009 - "Nada Além"
  • 2011 - "A Felicidade Bate à Sua Porta"
  • 2013 - "O Amor é Quente"
  • 2013 - "Me Perdoa"
  • 2015 - "Só Você"
  • 2016 - "Mais do Que Tudo"
  • 2017- "Tudo se Transforma"
  • 2017- "Tudo Ainda"
  • 2020- "Pergunta Urgente"
  • 2020- "Amar um Pouco Mais"
  • 2020- "Cartas e Versos"
  • 2020- "Tudo que eu Consegui"
  • 2020- "E Você Diz"

DiscografiaEditar

SoloEditar

Álbuns de estúdioEditar

Álbuns ao vivoEditar

  • (2012) Rock in Rio: Frejat ao Vivo

ColetâneasEditar

Com o Barão VermelhoEditar

 
Frejat em apresentação solo em 2009.
  • 1982 - Barão Vermelho
  • 1983 - Barão Vermelho 2
  • 1984 - Maior Abandonado
  • 1986 - Declare Guerra
  • 1987 - Rock'n Geral
  • 1988 - Carnaval
  • 1989 - Barão ao Vivo
  • 1990 - Na Calada da Noite
  • 1992 - Barão Vermelho ao Vivo
  • 1992 - Supermercados da Vida
  • 1994 - Carne Crua
  • 1996 - Álbum
  • 1998 - Puro Êxtase
  • 1999 - Balada MTV: Barão Vermelho
  • 2004 - Barão Vermelho
  • 2005 - MTV ao Vivo: Barão Vermelho

VideografiaEditar

Participação especialEditar

SoloEditar

  • (2012) Rock in Rio: Frejat ao Vivo

Com o Barão VermelhoEditar

  • (1999) Balada MTV
  • (2005) MTV ao Vivo: Barão Vermelho
  • (2006) MTV Barão Vermelho (box com três DVDs)
  • (2007) Rock in Rio 1985: Barão Vermelho

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeação Resultado
2003 Grammy Latino [15] Melhor Videoclipe "Segredos" Indicado

Referências

  1. BA, Do G1 (22 de outubro de 2013). «Frejat, Adão Negro e Scambo fazem Virada Cultural em Camaçari, na Bahia». Bahia. Consultado em 21 de maio de 2021 
  2. Rio, Rodrigo OrtegaDo G1 (20 de setembro de 2013). «Frejat se joga no pop e faz show festivo com faixa nova no Rock in Rio». Rock in Rio 2013. Consultado em 21 de maio de 2021 
  3. Rio, Letícia MendesDo G1 no (20 de setembro de 2013). «Ex-Barão disputa público com Frejat: 'Tentei mudar o horário do show'». Rock in Rio 2013. Consultado em 21 de maio de 2021 
  4. «Frejat deixa Barão Vermelho e é substituído por Rodrigo Suricato». O Globo. 17 de janeiro de 2017 
  5. Internet (amdb.com.br), AMDB (16 de outubro de 2008). «ROBERTO FREJAT». Rolling Stone. Consultado em 21 de maio de 2021 
  6. «Frejat lança DVD com show no Rock In Rio e prepara a volta do Barão Vermelho». Consultado em 18 de julho de 2013. Arquivado do original em 18 de julho de 2013 
  7. g1.globo.com/ Frejat lança primeiro single após a renúncia ao posto de cantor do Barão
  8. br.nacaodamusica.com/ “Tudo Se Transforma”: Confira clipe de música inédita do Frejat
  9. epoca.globo.com/ Um dos recordistas em participação no Rock in Rio, Frejat fala da saída do Barão Vermelho
  10. «Roberto Frejat: "Com certeza, vou ficar emocionado" - Edição 674 (09/08/2013)». Revista Quem. 17 de agosto de 2013. Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  11. «Frejat troca beijos com a mulher em show no Rio de Janeiro». Terra. 7 de maio de 2014. Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  12. «EBC». memoria.ebc.com.br. Consultado em 21 de maio de 2021 
  13. «2016 by Frejat». onerpm.lnk.to. Consultado em 29 de agosto de 2016 
  14. "lapcosta", "Leonardo Costa" (18 de julho de 2018). «Sobre». ."discogs". Consultado em 18 de julho de 2018 
  15. «Clipe de Frejat é indicado ao Grammy | Blog do Cifra Club». Cifra Club. Consultado em 21 de maio de 2021 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Frejat
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Roberto Frejat