Abrir menu principal
Rocha de Sousa
Nome completo João Manuel Rocha de Sousa
Nascimento 1938 (81 anos)
Silves
Nacionalidade Portugal portuguesa
Principais trabalhos A culpa de Deus para um ensaio sobre o livre arbítrio
Prémios Prémio Anunciação 1959

João Manuel Rocha de Sousa (n. Silves, 1938), é um professor, crítico de arte e artista plástico português.[1]

BiografiaEditar

 
Por uma civilização, 1974, óleo e acrílico sobre tela, 110 x 100 cm

Rocha de Sousa diplomou-se em pintura na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa (ESBAL) (1955-1961). Ingressou como docente nessa mesma escola em 1964. Realizou as provas de Agregação nesta instituição em 1970 (modelo da reforma de 1957), passando a Professor Agregado da ESBAL. Já depois da constituição da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa o seu percurso académico foi consolidado pela realização das provas de Agregação Universitária (1997), onde obteve unanimidade, após o que se reformou.[1]

Dedicou grande empenho à reforma do Estudos Superiores de Arte, sendo importante protagonista na revisão curricular que se seguiu ao 25 de Abril de 1974 e no processo de integração da ESBAL na Universidade de Lisboa que deu origem à Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. "A sua personalidade humanista, marcou o desenho curricular bahausiano da reforma de 74-76 nas Belas-Artes, contribuindo para criação de novo perfil e competências de gerações de jovens estudantes, que viria a permitir a integração da Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa na Universidade de Lisboa".[1]

Também tem atividade na Universidade Aberta, Lisboa, "onde regeu a unidade curricular de Tecnologia do Vídeo no Mestrado de Comunicação Educacional Multimédia e a de Didáctica da Educação Visual e simultaneamente, como assessor em matérias de ordem artística e similares na mesma Universidade".[1]

Com longa atividade como crítico de arte, ao longo dos anos colaborou em jornais e revistas da especialidade, nomeadamente no Jornal de Letras, Artes e Ideias. É membro da Secção Portuguesa da Associação Internacional de Críticos de Arte (A.I.C.A.) e da Academia Nacional de Belas Artes. Pertenceu aos corpos diretivos e técnicos da Sociedade Nacional de Belas Artes (SNBA).[2]

Esteve envolvido em cinema para TV, séries culturais; desenvolveu trabalhos de ensaio nos domínios do cinema e vídeo, alguns integrados em planos de estudo da Universidade Aberta. Tem desenvolvido pesquisa e publicado inúmeras obras no âmbito da teoria e didática da arte: publicações na UA (Didáctica da Educação Visual) além de «Ver e Tornar Visível», a par de estudos publicados pela C. Imprensa Nacional, pelos livros sobre Luís Dourdil, Pedro Chorão, Eduardo Nery. Publicou um estudo sobre a obra gravada de Teixeira Lopes. Tem escrito ficção e teatro: «Amnésia», «Crónica de Guerra», (Contexto), «Passos Encobertos» (Figueirinhas), «A Casa Revisitada», e entretanto «A Culpa de Deus» (tartaruga), possuindo obras em torno da ESBAL, «Coincidências Voluntárias» «A Estrela de Jonas» (teatro), «Nojo aos Velhos».[3]

Tem realizado obra plástica autónoma, apresentada em inúmeras mostras individuais e coletivas. Entre as suas exposições individuais destacam-se: Galeria do Diário de Notícias, Lisboa (1967); Galeria Quadrante, Lisboa (1968); Galeria de Arte Moderna, SNBA, Lisboa (1969-1982); Galeria Municipal de Silves (1983); Galeria 111; Museu de Angola; Galeria Municipal de Almada; etc.[3][4]

Prémios e homenagensEditar

Referências

  1. a b c d «Rocha de Sousa». Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Consultado em 7 de janeiro de 2013 [ligação inativa]
  2. Sousa, Rocha de – Novas Fundações. Lisboa: Galeria CiDi Arte, 2007. Página acedida em 19-08-2012[ligação inativa]
  3. a b Sousa, Rocha de – "Novas Fundações". Lisboa: Galeria CiDi Arte, 2007. Página acedida em 19-08-2012[ligação inativa]
  4. A.A.V.V. – III Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1986
  5. «Documentos relativos à concessão de prémio; Representação digital». Arquivo Nacional – Torre do Tombo. 1964. Consultado em 18 de julho de 2012. Arquivado do original em 23 de fevereiro de 2014 
  6. «3º Encontros com Críticos de Arte, homenagem a Rocha de Sousa». Convocarte, Revista de Ciências da Arte. Consultado em 25 de agosto de 2017 

Ligações externasEditar