Rodrigo de Moura Teles

Rodrigo de Moura Teles (Lisboa, 26 de Janeiro de 1644 - Braga, 4 de setembro de 1728 (84 anos)), foi um clérigo, reitor da Universidade de Coimbra, bispo da Guarda e arcebispo de Braga.

Rodrigo de Moura Teles
Nascimento 26 de janeiro de 1644
Morte 4 de setembro de 1728
Sepultamento Sé de Braga
Cidadania Portugal
Ocupação padre, diácono
Coat of arms of Rodrigo de Moura Teles.svg
Religião Igreja Católica

Dom Rodrigo de Moura Teles nasceu em 1644, filho de Dom Nuno de Mendonça, 2.º conde de Vale de Reis e de D. Luísa de Castro Moura, filha de Rui de Moura Teles, senhor de Póvoa e Meadas[1] [2].

Foi porcionista do Colégio de São Paulo, da Universidade de Coimbra, e tomara o grau de bacharel em Cânones em 28 de Maio de 1663 e o de doutor em 24 de Julho de 1667. Segundo a informação de Carneiro de Figueiroa, era tesoureiro mor de Évora, sumilher da cortina e deputado da Mesa da Consciência e Ordens[2].

De 1690 a 1694 foi reitor da Universidade de Coimbra, e em 1694 foi bispo da Guarda.

De 10 de Março 1704 até à sua morte em 1728 foi arcebispo de Braga.

Realizou numerosas obras na cidade, inclusive a reconfiguração da Capela de S. Sebastião, em 1717, e a renovação dos Alpendres (Arcada), local de comércio no inicio da Rua do Souto, onde estava inserida a alfandega, em 1715. No entanto o seu mais famoso empreendimento foi a planta inicial barroca do Santuário de Bom Jesus do Monte. Em termos religiosos, instituiu o jubileu das 40 horas ou lausperene em 1709, prática ainda em vigor.

Está sepultado na Capela de São Geraldo, na Sé Catedral de Braga.

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Rodrigo de Moura Teles

Precedido por
João (VII) de Sousa
Brasão arquiepiscopal.
Arcebispo Primaz de Braga

17041728
Sucedido por
João da Mota e Silva
  1. Felgueiras Gaio, Nobiliário das Famílias de Portugal, tomo xx, Braga, 1940, p. 50
  2. a b Uma Relação do Estado da Universidade de Coimbra em 1691, por Fernando Taveira da Fonseca, pág. 228